Nada é mais humano que o crime

Páginas: 2 (432 palavras) Publicado: 28 de dezembro de 2012
Um Tratamento Possível da Psicopatia


Fichamento:
MILLER, Jacques-alain. Nada é mais humano que o crime.

Neste fichamento transcrevi, na minha perspectiva, as partes dignas de nota e quesintetizaram de maneira mais objetiva os propósitos do texto.

“Tomo a palavra para celebrar o aparecimento do livro A quem o assassino mata?”

“A clínica apresentada neste livro resulta de umaintersecção entre a psicanálise e o direito.”

À clínica policial se acrescenta uma clínica jurídica.

“Então, há duas clínicas, uma clínica dos clínicos e uma clínica dos policiais e dos juízes.”“Neste livro, vemos que a clínica psicanalítica se introduz na clínica policial e jurídica, sem megalomania, de maneira modesta.”

“Penso que a segunda parte do texto de Freud de 1925 (...) é umareflexão de Freud sobre os sonhos de natureza imoral.”

“Todos os sonhos, se se sonha, são fundamentalmente sonhos de transgressão. Um sonho sempre, segundo Freud está contra o direito.”

“(...) ossonhadores são criminosos mascarados.”

“Analiticamente, o imoral é uma parte de nossoser (...) [e] inclui não só a parte de somos orgulhosos, que mostramos na tribuna ou no tribunal, a parteadmirável que constitui a honra da humanidade, mas também a parte horrível.”

“A Interpretação dos sonhos proposta por Freud modificou a idéia que tínhamos sobre nosso ser.”

“Gostaria de instaurar oseguinte paradoxo: nada é mais humano que o crime. O que parece mais humano foi reintroduzido no humano por Freud. Nesse sentido, o crime desmascara algo próprio da natureza humana, ainda que seguramenteexista em nós a simpatia, a compaixão, e a piedade.”

“Um grande escritor da época da revolução francesa (...) disse (...) que, para ele,a figura máxima da civilização era o verdugo: o homem quepodia matar em nome da lei e da humanidade. Esse era o personagem central da civilização.”
“A sociedade requer a eliminação de de certa quntidade de sers humanos. (...) o conjunto social não se...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • A federalização dos crimes contra os direitos humanos
  • Tratados internacionais Direitos Humanos e os Crimes de Guerra
  • APLICAÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS AO CRIMINOSO NOS CRIMES DE ESTUPRO DE VULNERÁVEL
  • nada nada nada nada
  • nada nada nada
  • Na, nada, nada e nada
  • nada nada nada
  • Nada com nada

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!