Multiplexação e demultiplexação

Páginas: 5 (1160 palavras) Publicado: 17 de outubro de 2012
– Multiplexação por divisão no tempo –

1. Sumário

O objetivo deste trabalho é demonstrar a possibilidade de enviar vários sinais por um meio de transmissão mediante o processo de multiplexação no tempo.
Este multiplexador que vamos analisar é um multiplexador analógico.
O sinal de saída do multiplexador, sendo recuperado pelo demultiplexador, analisando suas formas de ondas.2. Desenvolvimento

2.1 Introdução

Injetar na entrada do multiplexador sinais que possam ser amostrados e lidos na saída do demultiplexador.


2.2 Parte Teórica


A voz por ter características analógicas, as primeiras formas de comunicação também foram analógicas.
A telegrafia foi um exemplo de comunicação que funciona por meio de caráter digital, que transmitiaum código que logo deveria ser decifrado para compor a mensagem que havia recebido, já o código Morse é um perfeito exemplo de código binário e precursor da atual transmissão digital.
Em 1937, foi o começo para a modulação de código de pulso (PCM) para a transmissão digital de voz.
Com o desenvolvimento dos semicondutores (principalmente dos transistores) e que problemas tecnológicoscomeçaram a ser solucionados, sendo que, somente em 1962 foram apresentados o sistema PCM com maiores responsabilidades e plenas possibilidades de serem implantados no mundo das comunicações.
Na atualidade, a própria voz é transmitida digitalmente depois de passar por uma série de conversões antes da transmissão.
As vantagens da transmissão digital são:


• Maior qualidade detransmissão;
• Maior volume de tráfego;
• Menor influência de ruídos;
• Menor custo de comunicação.










E os inconvenientes da transmissão digital são:


• Complexidade das instalações;
• Custos elevados para serem colocados em funcionamento.


Para realizar a transmissão PCM, sabe-se que ocircuito de amostragem e retenção, conhecido como sample&hold (S/H) são utilizados para manter um certo tempo as amostras obtidas do sinal, evitando que haja variação no nível de sinal durante o processo de amostragem. Assim mesmo, são empregados para manter a entrada constante durante a conversão A/D.
As partes fundamentais de um circuito S/H são: chaveador eletrônico, geralmente uma porta detransmissão para efetuar a amostragem. Um capacitor na saída do chaveador para manter as amostras por certo tempo.
Para que haja a possibilidade de enviar vários sinais por uma única via de transmissão, utilizamos o processo de multiplexação por divisão no tempo (TDM).
Na prática, extrai-se uma amostra por canal a cada Tm = 1/fm segundos, mediante a um chaveador e transmiti-se uma série deamostras de diferentes sinais pelo mesmo meio de transmissão.
Pode-se observar o que é denominado quadro, que é o conjunto de amostras de todos os canais durante um ciclo. Em um sistema PCM, uma vez transmitidas as amostras, estas são codificadas em grupos de pulsos formando uma palavra PCM.
Essa técnica de transmissão está representada de forma simplificada na figura abaixo.Fig. 1 – representação simplificada de um sistema de multiplexação no tempo, extraída do livro “Transmissão Digital e Fibras Ópticas”, Mariano Sánches Del Soto, José Antonio C. Sánches, pág. 54.


2.3 Parte Experimental

Será montado o circuito abaixo:
































Fig.2 – Esquema de montagem do circuito Mux/Demux.









4. Resultados

























Fig. 3 – Ch1: freqüência injetada no canal X0 do CI 4052

Ch2: freqüência do pino 6 ( I = Inhibit)



















Fig. 4 – Esta ilustra, o resultado do sinal gerado com uma freqüência de 1kHz no canal X0 (Ch1) e amostras do sinal...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • 3.2 Demultiplexação-Multiplexação
  • Multiplexação
  • Multiplexação
  • multiplexação
  • multiplexação
  • Multiplexação
  • Multiplexação
  • Multiplexação

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!