Movimento europeu das nacionalidades século xix

Páginas: 19 (4609 palavras) Publicado: 4 de março de 2013
Luís A. de Oliveira Ramos
Faculdade de Letras da Universidade do Porto

Claros e escuros do movimento
europeu das nacionalidades
(século XIX)
Resumo
Partindo dos problemas actuais suscitados pelos nacionalismos, estuda-se a importância da Revolução Francesa no estabelecimento de símbolos maiores do movimento das nacionalidades. Assinala-se como o expansionismo revolucionário
disseminouesses símbolos e provocou fortes reacções na Europa a ponto de reavivar
os nacionalismos quer das nações ocupadas, mesmo contra-vontade, quer das nações
em formação, caso da Itália e da Alemanha. Neste país surgem algumas contribuições fundamentais àcerca da ideia nacional que de esquerda transita paulatinamente para a direita. De par aparecem alguns dos aspectos mais negativos do nacionalismoeuropeu, a saber a sua ligação às guerras, à emergência do seu carácter
ensimesmado, exclusivista, intolerante, cunhado pelo renascimento do sagrado
na política.
Nos séculos XIX-XX, o nacionalismo corre paralelo ao movimento liberal, depois ao
nacionalismo democrático, antes de virar à direita, tornando-se conservador.
Assumiu-se progressista ao reagir contra os regimes coloniais, contra abarbárie
técnica e os excessos da globalização. Também aparece na reacção dos povos livres
e das nações oprimidas ou ocupadas contra os imperialismos ideológicos. Daí a sua
ambiguidade, o seu dinamismo transformador, com aspectos positivos e negativos.

Abstract
Departing from the issues currently raised by modern nationalisms, this paper
studies the importance of the French Revolution inestablishing the major symbols of
nationalism. The dissemination of these ideas by revolutionary expansionism had profound consequences in Europe, reviving nationalisms, both in occupied and in emerging nations, such as Italy and Germany. The latter was responsible for some major
contributions to the emergence of the idea of nationalism, gradually moving from the
left to the right of the politicalspectrum. At the same time, some of the darkest aspects
of European nationalism surfaced, particularly its taste for warfare and its meditative,
exclusivist and intolerant nature, forged in the revival of sacredness in politics.

53

Luís A. de Oliveira Ramos

In the 19th and 20th centuries, nationalism followed the path of the liberal movement, then democratic nationalism and later movedtowards the right, becoming
conservative. It became Progressive when reacting against the colonial regimes,
against technical barbarism and the excesses of globalisation. It also emerges as a
reaction of free peoples and of oppressed or occupied nations against ideological
imperialisms. This explains its ambiguity, its changing dynamics, with both positive
and negative aspects.

Quando em1972, por razões académicas, estudei “os nacionalismos
europeus (1789-1848)”, a questão pareceu importante mais em termos de compreensão do passado do que quanto ao futuro do tema. Daí não ter passado ao
papel o que então averiguei e discuti em provas públicas com o Mestre que me
propusera a temática. Depois, reencontrei-a na Introdução à História do Nosso
Tempo, do Prof. René Rémond, quando estelivro surgiu nos meados de setenta, vicejava a revolução em Portugal. Mais recentemente, recordei antigas
leituras ao reflectir sobre os conteúdos da Revista de História das Ideias
(AB, Coimbra, 1996) e por ocasião de um colóquio universitário em Portugal.
Era já tempo do euro, moeda prometida da Comunidade Europeia, era tempo
da emergência sangrenta, e não sustada, dos conflitos russos ebalcânicos, da
permanência de terríveis confrontos agora em apagamento na Irlanda do Norte,
mas subsistentes no País Basco ibérico, etc.
O Mercosul raiava quando em terras brasileiras escutei laudas ao nacionalismo.
Na Europa de hoje fala-se de federalismo, gaulistas democráticos e gente de
outros povos relembram os fundamentos e as virtualidades do estado-nação
republicano. Em sua defesa...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Século XIX e o Movimento Ginástico Europeu
  • Movimentos operários do século xix
  • OS GRANDES MOVIMENTOS DO SECULO XIX
  • As consequências da industrialização no século XIX europeu
  • MOVIMENTOS ARTISTICOS DO SECULO XIX E XX
  • MOVIMENTOS LITERARIOS NO BRASIL SECULO XIX
  • Sobre movimentos literários do século XIX
  • Movimentos sociais seculo xix e xx

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!