Morte: um estudo antropológico e psicológico do morrer.

Páginas: 5 (1205 palavras) Publicado: 12 de dezembro de 2012
O tema da morte se tornou proibido no século XX (Ariés, 1977), contraditoriamente a morte esteve, e continua estando cada vez mais perto das pessoas, por causa, principalmente do avanço das telecomunicações. Todos os dias a televisão mostra cenas de assassinato, terrorismo acidentes... e embora essas mortes estejam tão próximas, ninguém fala sobre ela.
Crianças e adolescente convivem com issotodos os dias e ao mesmo tempo em que tentamos alivia-los disso, temos o aumento de casos de AIDS e de câncer em crianças e adolescentes, que tem que aprender a conviver com doença, sem a possibilidade de brincar, de formar sua identidade, de conviver em uma comunidade escolar e das relações amorosas, internados em hospitais por longos períodos, convivendo com a perspectiva da morte todos os dias.Ainda que essas mortes estejam nos cercando encontramos dificuldades para falar sobre ela. Pais que não sabem se falam ou não sobre a morte de um parente, médicos que tem que dar a noticia e se vê de mãos atadas sem saber como começara contar o porquê do tratamento não estar funcionando. A razão para isso é basicamente psicológica e cultural: a morte é um assunto tabu. Temos a sensação, mesmo quesomente subconsciente de que estamos mais perto dela. Muitos acreditam que falar sobre a morte a atrairá, chamará mais para perto. Por isso optam por simplesmente não falar.
Há uma visão cultural sobre a morte que “conhecemos” hoje e por isso vai ser apresentado um breve passeio pela historia.
Voltando alguns anos no passado, historiadores perceberam que os homens de Neanderthal já sepreocupavam com os seus mortos: “Não somente o homem de Neanderthal enterra seus mortos, mas às vezes os reúne (gruta das crianças, perto de Menton)” Morin (1997). Morin (1997) ainda relata que, na pré-história, os povos Mustierenses enterravam seus mortos com pedras sobre seus corpos, principalmente na cabeça, para proteger dos animais e para impedir que voltassem ao mundo dos vivos.
Para os Hindus amorte é uma forma da “Mãe-Terra” manter o equilíbrio demográfico. Na sua mitologia, quando a “Mãe-Terra sente-se sobrecarregada de vivos ela apela ao Deus Brahma, que envia então a “mulher de vermelho” e ela ficaria encarregada de aliviar a “Mãe-Terra” do seu sobrepeso.
Como podemos ver eles os antigos não acreditavam na morte como um fim, eles acreditavam que tinham certo “poder” sobre a morte,aliviando sua integração psicológica com a mesma.
Na Idade Media as coisas mudam um pouco. Com as cruzadas, a inquisição, a peste, a fome... A morte estava por todos os lados. Os cemitérios ao redor das igrejas acumulavam ossadas expostas. A magia que contralava a morte antigamente já não tinha tanto poder, pelo contrario, a morte passou a conviver lado a lado com o homem como uma constante ameaçaa perseguir a todos.
Com estes acontecimentos vem o mundo atual, com o homem se tornando cada vez mais individualista, lutando com unhas e dentes pela vida. E então a morte natural deu lugar à morte vistoriada. A reanimação. A prolongação do sofrimento nos hospitais em busca de mais algumas horas de vida.
Mesmo sabendo que a morte é algo natural e imutável, saber que alguém que gostamos morreué sempre difícil. Mas o medo da morte não é visto da mesma maneira durante todas as etapas da vida. As representações mudam perante a idade, e os fatores sociais e culturais ajudam a construir essa visão.
Assim sendo: “[...] cada sociedade pode desenvolver uma ideia característica do que a morte é, baseando-se em sua combinação particular de condições de vida [...] e em sua resposta àscircunstancias da morte [...]”.(KASTENBAUM; AISENBERG, 1983, p. 154).
A morte nos faz cair em seu alçapão,
É uma mão que nos agarra
E nunca mais nos solta.
A morte para todos faz capa escura,
E faz da terra uma toalha;
Sem distinção ela nos serve,
Põe os segredos a descoberto,
A morte liberta o escravo,
A morte submete rei e papa
E paga a cada um seu salário,
E devolve ao pobre o que ele...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Morte e Morrer
  • morte e o morrer
  • Morte ou Morrer
  • Morte ou morrer
  • Morte e Morrer
  • a morte e o morrer
  • Morte e Morrer
  • A morte e o morrer

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!