Mormo

Páginas: 7 (1706 palavras) Publicado: 21 de outubro de 2014
O abate sanitário em caso de confirmação do mormo está previsto na Instrução Normativa 24 do Ministério da Agricultura (Mapa), de 05 de abril de 2004. O procedimento é realizado após confirmação da doença pelo Laboratório Agropecuário Nacional (Lanagro). O protocolo estabelece dois exames.
A realização de mais de um teste ocorre quando o primeiro exame, chamado de "fixação de complemento",apresenta resultado positivo. Ele é um dos recomendados pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) para identificar a doença, mas, sozinho, não tem caráter conclusivo. E, em muitos casos, a precisão deste teste é questionada.
A combinação de exame laboratorial mais os sintomas clássicos da doença no animal é suficiente para comprovar o mormo. Mas apenas o teste de fixação positivo, sem aocorrência de febre alta, tosse e secreção nasal, nódulos no nariz e pulmões ou mesmo feridas nos membros, exige uma contraprova.
Em Mato Grosso, até o momento cinco casos de mormo em animais foram confirmados. (25/08)
O Mormo ou lamparão, é uma doença infecto-contagiosa dos equídeos, causada pelo Burkholderia mallei, que pode ser transmitida ao homem e também a outros animais. Manifesta-se por umcorrimento viscoso nas narinas e a presença de nódulos subcutâneos, nas mucosas nasais, nos pulmões, gânglios linfáticos, pneumonia, etc. Os animais contraem o mormo pelo contato com material infectante do doente: pús; secreção nasal; urina ou fezes.
SINTOMAS: Os sintomas mais comuns são a presença de nódulos nas mucosas nasais, nos pulmões, gânglios linfáticos, catarro e pneumonia. A forma aguda écaracterizada por febre de 42ºC, fraqueza e prostração; pústulas na mucosa nasal que se transformam em úlceras profundas com uma secreção, inicialmente amarelada e depois sanguinolenta; intumescimento ganglionar e dispnéia.
CONTAMINAÇÃO: Acontece pelo contato com material infectante (pus, secreção nasal, urina ou fezes). O agente penetra por via digestiva, respiratória, genital ou cutânea (porlesão). O germe cai na circulação sanguínea e depois alcança os órgãos, principalmente pulmões e fígado.
TRATAMENTO: O mormo apresenta forma crônica ou aguda, esta mais freqüente nos asininos. Os animais suspeitos devem ser isolados e submetidos à prova complementar de maleina, sendo realizada e interpretada por um veterinário do serviço oficial. A mortalidade dessa doença é muito alta.Atenção: Devem ser realizadas as seguintes medidas:
Notificação imediata à Defesa Sanitária
Isolamento da área da infecção e isolamento dos animais suspeitos
Sacrifício dos que reagiram positivamente à mesma prova de maleínaCremação dos cadáveres no próprio local e desinfecção de todo o material que esteve em contato com eles
Desinfecção rigorosa dos alojamentos
Suspensão das medidas profiláticas somente 120dias após o último caso constatado. 
Bloqueio e suspensão do trânsito animal da propriedade
Ela é conhecida há vários séculos e foi considerada extinta do Brasil em 1968. Sua diminuição foi associada com a progressiva substituição da tração animal pela motorizada. Entretanto, inquéritos sorológicos conduzidos em 1999 e 2000 detectaram a presença da doença em alguns estados do nordestebrasileiro, especialmente Pernambuco, Alagoas, Ceará e Sergipe. Suspeita-se que a doença nunca tenha sido extinta do Brasil. No exterior, o mormo foi erradicado dos EUA e da Europa, mas ainda ocorre com certa freqüência na África e na Ásia.
O agente do mormo é um bacilo gram negativo, anteriormente classificado nos gêneros Pseudomonas e Actinobacillus. É um parasita obrigatório, não resistindo períodossuperiores a 6 semanas no meio ambiente.
Fonte de infecção: solípedes(eqüinos, asininos e muares) infectados.
Via de eliminação: corrimento nasal, secreção de úlceras cutâneas.
Via de transmissão: contágio direto, através da inalação de aerossóis infectados ou contato da pele lesada; e contágio indireto, através da ingestão de água e alimentos contaminados.
Porta de entrada: mucosas...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Mormo
  • mormo
  • O mormo
  • Mormo
  • Mormo e bioterrorismo
  • os mormos uma verdade
  • igreja dos mormos

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!