momento fletor

Páginas: 8 (1878 palavras) Publicado: 7 de agosto de 2014
Capítulo Terceiro:
Efeitos da Força Cortante e Momento Fletor Combinados
UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMIÁRIDO
RESISTÊNCIA DOS MATERIAIS I

Capítulo Terceiro:
Efeitos da Força Cortante e Momento Fletor Combinados

1. Considerações gerais sobre flexão
 É o tipo de solicitação que ocorre em peças compridas e finas
submetidas a cargas transversais
 A influência do Momento Fletorpredomina em relação à influência de
qualquer outro tipo de esforço interno que atue na seção reta da peça
Numa peça em flexão a tendência de deformabilidade é um
encurvamento longitudinal segundo um plano que pode ou não coincidir
com o próprio plano de cargas.

2. Vigas
2.1 Definição
 São peças estruturais lineares que trabalham essencialmente
submetidas a cargas transversais. São oexemplo mais típico de peça
estrutural solicitada à flexão, de modo que o estudo da solicitação à flexão
se confunde com o próprio estudo das vigas.

Capítulo Terceiro:
Efeitos da Força Cortante e Momento Fletor Combinados
2.2 Classificação
 Existem dois critérios principais para classificação das vigas
1º Critério: De acordo com a natureza de seus apoios, tem-se:

I) Vigas simplesmenteapoiadas (com ou sem balanço)  Tem como
vínculos um apoio de segundo gênero e outro de primeiro gênero.

Capítulo Terceiro:
Efeitos da Força Cortante e Momento Fletor Combinados
II) Vigas bi-apoiadas (com ou sem balanço)  Tem como vínculos
dois apoios de segundo gênero

III) Vigas contínuas  Seus vínculos correspondem a um apoio de
segundo gênero e dois ou mais apoios de primeiro gênero Capítulo Terceiro:
Efeitos da Força Cortante e Momento Fletor Combinados
IV) Vigas engastadas em balanço  Apresentam um engaste perfeito
em uma das extremidades e a outra completamente livre

V) Vigas engastadas numa extremidade e apoiadas num outro
ponto  Apresentam um engaste perfeito numa das extremidades e
um apoio de 1º gênero em qualquer ponto.

Capítulo Terceiro:
Efeitos daForça Cortante e Momento Fletor Combinados
VI) Vigas bi-engastadas  Apresentam dois engastes perfeitos em
suas extremidades

2º Critério: De acordo com a suficiência ou não das equações de
equilíbrio estático para sua resolução, tem-se:
I) Vigas Isostáticas: As equações de equilíbrio da estática são
suficientes para o cálculo das reações.
Exemplos: vigas simplesmente apoiadas (com ou sembalanço); vigas
engastadas em balanço.

II) Externamente Hiperestáticas: As equações de equilíbrio da estática
são em número insuficiente para o cálculo das reações.
Exemplos: viga contínua; viga engastada e apoiada; viga bi-engastada.

Capítulo Terceiro:
Efeitos da Força Cortante e Momento Fletor Combinados

3. Esforços Internos nas Vigas
3.1 Natureza dos Esforços Internos
Dependendo do tipo e da posição do carregamento externo atuante
sobre uma viga, podem atuar nas suas seções retas, qualquer um dos
esforços internos existentes: esforço normal, esforço cortante, momento
fletor e momento torsor.

 Para os casos mais comuns, de cargas transversais propriamente
ditas situadas sobre um plano longitudinal que contém o próprio eixo da
viga, os únicos tipos de esforçosinternos que atuam em suas seções
retas são esforço o cortante e momento fletor. Estes esforços
apresentam a seguinte definição:
• Esforço Cortante: É a resultante de todas as forças que se situam de
um mesmo lado da seção reta considerada e atuam paralelamente ao
plano dessa seção. É geralmente representado por Q ou V.

Capítulo Terceiro:
Efeitos da Força Cortante e Momento FletorCombinados
• Momento Fletor: É o momento resultante de todas as cargas que se
situam de um mesmo lado da seção reta considerada e que tende a girála em torno de um eixo contido no próprio plano da seção. É geralmente
representado por M ou MF.
OBSERVAÇÃO:
A linha neutra da seção reta de uma peça em flexão é o eixo contido no
próprio plano dessa seção em torno do qual ela tende a girar por flexão....
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • momento fletor
  • Momento Fletor
  • Momento fletor estrutura metálicas
  • Momento fletor e força cortante
  • Resumo: Momento fletor
  • Cálculo Reações de Apoio, Momento Fletor e Esforços Cortante.
  • Resumo de diagrama de força cortante e momento fletor
  • Esforco Cortante e Momento Fletor Aula 1

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!