Modernidade Líquida

Páginas: 6 (1368 palavras) Publicado: 17 de setembro de 2014

O presente trabalho dispõe sobre a obra do sociólogo polonês Zygmunt Bauman, denominada ''modernidade líquida'',esta dividida em cinco capítulos. No primeiro capítulo o autor discorre sobre a emancipação, principiando com a abstração de liberdade,incluindo também
responsabilidades adquiridas com a mesma. O capítulo 2 aborda o tema individualidade,
expondo a dificuldade de dirimir pelasmelhores alternativas expostas a cada sujeito.
No terceiro capítulo, os temas abordados são “O tempo e o espaço”, onde o autor trata da
possibilidade de se “liquefazer”,utilizando o tempo da melhor forma possível.

Percebe-se que modernidade líquida é a era atual.É uma época de liquidez, de fluidez e insegurança.É o conjunto de relações e instituições, além de sua lógica de operações, que seimpõe e que dão base para a contemporaneidade.É nesta época que toda a fixidez e todos os referenciais morais da época anterior, denominada pelo autor como modernidade sólida, são retiradas de palco para dar espaço à lógica do agora, do consumo e da artificialidade.

Ao final das três décadas que se seguiram a Segunda Guerra mundial, onde o crescimento sem precedentes e estabelecimento da riquezae segurança econômica no Ocidente eram cenário principal,a emancipação era algo absolutamente necessário.Era preciso o cidadão se libertar de sua própria sociedade,uma vez que a mesma poderia ser poderosa,mas apresentava muitas falhas.Porém,a libertação virou um problema,pois a falta de desejo dos indivíduos daquela época era preocupante. Libertar-se significa sentir-se livre das limitações, serlivre para agir conforme os desejos. Uma ameaça que atormentava os filósofos era que as pessoas pudessem não querer ser livres, pelas dificuldades que o exercício da liberdade pode acarretar.A questão sobre a liberdade, se seria ela uma bênção ou uma maldição, assombrou pensadores durante a maior parte da era moderna, quando ficou claro que os que deveriam dela gozar relutavam em aceitá-la.
.As bênçãos mistas da liberdade
A questão sobre a liberdade, se seria ela uma bênção ou uma maldição, assombrou pensadores durante a maior parte da era moderna, quando ficou claro que os que deveriam dela gozar relutavam em aceitá-la. Houve dois tipos de resposta à questão: a primeira lançando dúvidas sobre a prontidão do povo para a liberdade, e a segunda inclinando-se aaceitar que os homens podem estar certos quando questionam os benefícios que as liberdades podem trazer. Na perspectiva de Hobbes, depois desenvolvida por Durkheim, não há outro caminho para o indivíduo buscar a libertação senão submetendo-se à sociedade e seguindo suas normas. Padrões e rotinas fazem com que os homens saibam como agir na maior parte do tempo, e que raramente se encontrem emsituações em que as decisões devem ser tomadas com a própria responsabilidade e sem o conhecimento das conseqüências.

As casualidades e a sorte cambiante da crítica
Para Cornelius Castoriadis o que está errado em nossa sociedade é que ela deixou de se questionar, não reconhece mais qualquer alternativa para si mesma. Mas isso não significa que tenha suprimido o pensamento crítico como tal, pelocontrário, fez da crítica da realidade e do que está posto uma parte inevitável e obrigatória da vida dos indivíduos. Mas a sociedade da modernidade fluida é inóspita à crítica, acomoda o pensamento e a ação críticos de modo que permaneça imune a suas conseqüências, saindo intacta e sem cicatrizes.
Atualmente temos a crítica ao estilo do consumidor, que veio substituir a crítica ao estilo do produtor. Ascausas da mudança estão ligadas à profunda transformação do espaço público, e do modo como a sociedade opera e se perpetua. A teoria crítica clássica, de Adorno e Horkheimer, insere-se no contexto de uma modernidade pesada, sólida, condensada e sistêmica, tendente ao totalitarismo. Um dos principais ícones dessa modernidade é a fábrica fordista, que reduzia a atividade humana a movimentos...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Modernidade Liquida
  • Modernidade Liquida
  • modernidade liquida
  • Modernidade líquida
  • Modernidade Líquida
  • Modernidade Líquida
  • Modernidade Liquida
  • modernidade liquida

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!