MITOLOGIA DAS RELIGIÕES

Páginas: 16 (3873 palavras) Publicado: 28 de março de 2014



MITOLOGIA DAS RELIGIÕES





Religião e mitologia

Alguns usam os termos mito e mitologia para ilustrar histórias de uma ou mais religiões como algo falso ou duvidoso. Enquanto quase todos os dicionários incluem essa definição, mito nem sempre significa que uma história é falsa, tampouco verdadeira. O termo é constantemente utilizado nesse sentido de descrever religiõescriadas pelas sociedades antigas, cujos ritos estão quase extintos.
Muitas pessoas não consideram as histórias sobre a origem e acontecidos, como contadores de mitos; eles vêem seus textos sagrados como possuindo verdades religiosas, inspiradas divinamente, mas não repassadas em linguagens humanas. Outros separam suas crenças de histórias similares de outras culturas e se referem a estascomo história. Essas pessoas se opõem ao uso da palavra “mito” para descrever suas crenças.Para o propósito desta pesquisa a mitologia é usada para se referir a histórias, que, enquanto podem ou não serem fatuais, revelam verdades fundamentais e pensamentos sobre a natureza humana, através do freqüente uso de arquétipos. Também é necessário frisar que as histórias discutidas expressam pontos devista e crenças de um país, um período no tempo, cultura e/ou religião a qual lhes deu à luz.
Uma pessoa pode falar de mitologia Judaica, mitologia Cristã, mitologia Islâmica, mitologias indigenas e de matriz africana, onde cada uma descreve os elementos míticos nessas religiões sem se referir à veracidade sobre a sua história.Mitologia Cristã


A categoria Mitologia cristã abrange mitos, lendas e personagens originários do cristianismo culto ou popular, inclusive os que resultaram de sua reinterpretação de tradições hebraicas e pagãs mais antigas.



Exemplo : São Jorge


A devoção a São Jorge é uma das mais populares no cristianismo, tanto no Ocidente (principalmente Inglaterra ePortugal) quanto no Oriente (Rússia, Armênia e Líbano, entre outros) e até entre muçulmanos, ao menos no passado - era identificado como o santo, anjo ou profeta muçulmano al-Khidr ou al-Khadr ("O Verde").É padroeiro da Inglaterra, Geórgia, Aragão, Barcelona, Moscou, Baviera, Beirute, República Tcheca, Sérvia, Lituânia e Hungria. É comemorado em 23 de abril, exceto pela Igreja Ortodoxa da Geórgia, que ocomemora em 6 de maio e 23 de novembro.
Sua veneração originou-se na Palestina para se difundir pelo Oriente e chegar à Europa ocidental no século V. São Nino de Capadócia, ao qual se atribui a conversão da Geórgia no século IV, teria sido seu parente. O próprio nome da Geórgia (chamada em sua própria língua de Sakartvelo) é conhecido na Grécia e no Ocidente parece ser devido àpopularidade do culto do santo. Sua lenda é uma das mais detalhadas e fantásticas de todo o santoral católico e já era duvidosa em 494, quando Jorge foi canonizado pelo papa Gelásio I, entre aqueles "cujos nomes são reverenciados pelos homens com justiça, mas cujos atos são conhecidos apenas de Deus."
Em 1963, a falta de base histórica para a existência do suposto mártir levou a Igreja aretirá-lo do calendário oficial e rebaixá-lo a culto local e não obrigatório. Entretanto, a reação conservadora do pontificado de João Paulo II levou à plena restauração do seu culto em 2000.



A Lenda Oficial

Segundo a lenda ensinada aos católicos dos tempos modernos, Jorge foi um soldado cristão nascido na Capadócia. Mudou-se para Lida (na Palestina), terra de sua mãe, após a morte dopai (que seria da Capadócia) e foi promovido a capitão do exército romano por sua dedicação e habilidade - qualidades que levaram o imperador Diocleciano a conferir-lhe, aos 23 anos de idade, o título de comes (origem da palavra "conde", mas equivalente, na época, a ministro) e chamá-lo a exercer altas funções na corte imperial em Nicomédia, então capital do Império Romano.
Um...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Religiões
  • As religiões
  • Religioes
  • Religiões
  • Religiões
  • Religiões
  • religiões
  • Mitologia

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!