Mito da caverna

Páginas: 2 (261 palavras) Publicado: 9 de novembro de 2012
“Mito da caverna” de Platão

Imaginemos um muro alto separando o mundo externo e uma caverna. Na caverna existe uma fresta por onde passa um feixe de luzexterior. No interior da caverna permanecem seres humanos, que nasceram e cresceram ali.

Ficam de costas para a entrada, acorrentados, sem poder locomover-se,forçados a olhar somente a parede do fundo da caverna, onde são projetadas sombras de outros homens que, além do muro, mantêm acesa um fogueira.

Interpretação doMito

Platão referia-se aos seus contemporâneos, com suas crenças e superstições. O filósofo era qual um fugitivo capaz de fugir das amarras que prendem ohomem comum às suas falsas crenças e, partindo na busca da verdade, consegue apreender um mundo mais amplo. Ao falar destas verdades para os homens afeitos às suasimpressões, não apenas não seria compreendido, como tomado por mentiroso, um corruptor da ordem vigente.

Numa visão espiritualista, especialmente segundo oEspiritismo, Platão falava também do mundo espiritual - de cuja percepção errônea construíam os homens deuses, quando em verdade era composto por homens comuns,apenas transitando numa dimensão distinta da qual teriam as pessoas contato apenas com as sombras.
Comparação com a sociedade

Um dos prisioneiros decideabandonar essa condição e fabrica um instrumento com o qual quebra os grilhões. Aos poucos vai se movendo e avança na direção do muro e o escala, com dificuldadeenfrenta os obstáculos que encontra e sai da caverna, descobrindo não apenas que as sombras eram feitas por homens como eles, e mais além todo o mundo e a natureza.
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • O mito da caverna
  • O mito das cavernas
  • Mito da caverna
  • O mito da caverna
  • O mito da caverna
  • Mito da caverna
  • O Mito da Caverna
  • Mito da caverna

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!