Minhas memórias

Páginas: 7 (1582 palavras) Publicado: 15 de novembro de 2011
Minhas Memórias: A Menina Professora

Eliene Soares Santana oliveira

Nasce uma vocacionado ao magistério

Filha de professora de um casal de lavradores. Meu pai era semialfabetizado e minha mãe atualmente é estudante do TOPA (aos 87 anos). Fui alfabetizada naquelas escolas particulares com professores leigos,que ensinavam na própria casa. Não tenho lembranças lúcidas de muita coisa da minha alfabetização, pois fui muito perseguida pelo meu pai, pelo fato de ter nascido canhestra e ele não aceitava. Quando ele chegou à maturidade pediu-me perdão; perdoei-o, porém, ficaram seqüelas. Sou feliz e muito grata a Deus por ter nascido deste casal que não teve destaque social, cultural financeiro nempolítico, na cidade, e no estado onde moramos, mas, nos deixou legados inestimáveis.

Lembro perfeitamente que lá em casa não tinha, se quer dicionário nem gramática, porém, a gente dispunha com fartura de bíblias e das revistas da Escola bíblica dominical, as quais eram lidas todos os dias no culto doméstico. Meu pai lia com a gente e eu via e ouvia ele lendo individualmente. Isso foi bastante para eutomar gosto pela leitura, pois, gosto muito de ler. E com esse material supramencionado eu brincava de escola com meus irmãos e vizinhos e eu era a professora e me sentia muito feliz! À noite eu tentava alfabetizar os adultos e dentro da nossa realidade fazíamos o possível. Meus pais sempre demonstraram grande apreço pelos professores e sonhavam com filhos e netos professores.

A humanidade nãoprecisa de heróis nem deuses, mas de seres humanos que reconheçam suas tolices e assumam suas limitações e imperfeições. Como diz AUGUSTO CURY (2010, p.12).

Passei boa tarde dos meus dias, trabalhando no comercio, oito horas por dia; uma carga horária cansativa, e que apesar de dar tudo de mim, sentia que me faltava alguma coisa, e minha mãe sempre dizia: minha filha vá estudar para ser umaprofessora. Nesse período eu já estava casada e mãe de três lindas crianças, mas, como “As mães sempre sabem o melhor para os filhos”, surgiu a proposta inusitada para eu retornar à escola e fazer magistério e por vocação o fiz com grande alegria e responsabilidade. E na festa de colação de grau entrei com a minha mãe eu queria que ela se sentisse realizada e feliz com a formatura da filha. Minha mãeé um referencial de mulher otimista, batalhadora e guerreira. O meu pai também; mas neste período ele já havia falecido. Se hoje cheguei até aqui, é porque eles lutaram muito e derramaram suor, investiram em mim, imporam limite para eu ser uma pessoa equilibrada em todas as áreas da minha vida; inclusive profissionalmente.

Por isso é que agora vou assim ao meu caminho. Publicamente andando. Não,não tenho caminho novo. O que tenho de novo é o jeito de caminhar. Aprendi (o caminho me ensinou) a caminhar cantando como convém a mim e aos que vão comigo. Pois já não vou mais sozinho. Como diz THIAGO DE MELLO (1984).

De um desejo da mãe á confirmação da vocação

Comecei a ensinar trabalhando com a 2a série inicial, depois trabalhei com alunos da 5a a 8a séries e quando estava fazendo ocurso de pedagogia à coordenadora pedagógica do município me falou que queria me remover para uma creche, pois, me achava com muito jeito para trabalhar com crianças. Aceitei a proposta e até o momento estou atuando em creche e me identifico muito bem.

Durante a minha caminhada no magistério não tenho participado de cursos por falta de oportunidade; sei e é verdade que outros colegas sempre sãocontemplados para participarem de cursos de qualificação profissional e sei que isto é bom para a educação, porém não é da minha olçada da promover cursos para a Educação Infantil e outros segmentos. No ano de 2001 participei do PROFA- Programa de Formação de Professores Alfabetizadores, promovido pelo ministério da Educação. Estou aguardando outras oportunidades.

Segundo LIBÁNEO, a...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • MEMORIA
  • Memória
  • Memória
  • Memórias
  • memoria
  • Memoria
  • Memórias
  • Memoria

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!