Michel Foucault, Vigiar e Punir

Páginas: 6 (1369 palavras) Publicado: 21 de agosto de 2014
~> Apresentação escrita do livro “Vigiar e Punir”, parte três, capitulo I


Antes de iniciar qualquer explicação sobre o capítulo I, gostaria de apresentar um pouco da vida de Michel Foucault.

Nascido em 1926 no sul da França, em uma rica família de médico, Michel Foucault aos 20 anos foi estudar psicologia e filosofia em Paris. No ano de 1952 obteve o diploma de psicopatologia,logo depois disso passou a lecionar na Universidade de Lile. Dois anos depois, publicou o seu primeiro livro, Doença Mental e Personalidade. Em 1961, defendeu uma tese que deu origem ao livro “A História da Loucura”. O livro “Vigia e Punir”, foi escrito com base nas suas experiências a partir de 1970, onde militou no Grupo de Informações sobre Prisões. Foucault morreu de aids, em 1984.

Poucospensadores alcançaram uma repercussão tão rápida quanto Michel Foucault. Por ter feito abordagens inovadoras para entender as instituições e os sistemas de pensamento, as obras de Foucault tornaram-se referências em vários campos do conhecimento. Foucault, ao em vez de responder ou discutir as questões filosóficas tradicionais, desenvolveu critérios de questionamento e crítica ao modo como elassão encaradas.

No primeiro capítulo da parte três, Foucault abre seu texto falando da figura ideal de um soldando, “alguém que se reconhece de longe; que leva os sinais naturais de seu vigor e coragem, as marcas também de seu orgulho: seu corpo é o brasão de sua força e de sua valentia; (...)” Foucault, pag:. 117. Na época clássica teve uma descoberta do corpo como objeto e alvo de poder, ocorpo é manipulável, se modela, se treina e se obedece. Foucault deixa claro que em qualquer sociedade o corpo está preso no interior de poderes, os quais lhe impõem proibições e limitações.

Esses métodos que permitem o controle das operações do corpo, que lhes propõem o que o Foucault chama de “disciplina”, que se tornou no decorrer dos séculos XVII e XVIII fórmula para a dominação. O momento emque nasce a arte do corpo humano, que procura aumentar suas capacidades e entra numa maquinaria de poder que o esquadrinha, o desarticula e o recompõem. A partir desse momento nasce uma “anatomia política”, que define como se pode ter domínio sobre os corpos dos outros, é ai que a disciplina de encaixa, fabricando corpos submissos e exercitados, corpos “dóceis” como falou Michel Foucault.

~>A arte das distribuições.

A disciplina utilizará dois processos para fazer valer o seu poder e sua autoridade, a arte das distribuições e a do controle de atividades.
Arte das distribuições: a disciplina distribui corretamente os indivíduos em algum espaço, visando a submissão, o contato com os outros indivíduos, trocas de informações e ideias. Para isso é utilizados diversas técnicas.
Adisciplina à vezes exige “cerca”, um local fechado e heterogêneo a todos os outros .
Colégios: o modelo de convento impõe-se pouco a pouco.
Quartéis: é preciso fixar o exercito.

“O conjunto será fechado e cercado por uma muralha de dez pés de altura que rodeará os ditos pavilhões, a trinta pés de distância de todos os lados e isto para manter as tropas em ordem e em disciplina e que ooficial esteja em condições de responder por ela.”  Foucault, (1997), pag:.122   
Com a revolução industrial, a disciplina atinge também as fábricas, sempre com o objetivo de evitar tumultos, aprimora o espaço para assim garantir maiores níveis de produção.

“Na disciplina, os elementos são intercambiáveis, pois cada um se define pelo lugar que ocupa na série, e pela distância que o separa dosoutros. A unidade não é, portanto nem o território (unidade de dominação), nem o local (unidade de residência), mas a posição na fila: o lugar que alguém ocupa numa classificação, o ponto em que se cruzam uma linha e uma coluna, o intervalo numa série de intervalos que se pode percorrer sucessivamente. A disciplina, arte de dispor em fila, e de técnica para a transformação dos arranjos. Ela...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • FOUCAULT, Michel. Vigiar e Punir
  • Michel foucault
  • Vigiar e punir Michel Foucault
  • Vigiar e punir (foucault, michel)
  • Michel Foucault vigiar e punir
  • Michel Foucault, Vigiar e Punir, Análise
  • resumo vigiar e punir
  • Resenha vigiar e punir

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!