Metabolismo energético em atletas de endurance

Páginas: 18 (4425 palavras) Publicado: 26 de junho de 2011
Ano 2009/2010

“O treinamento de endurance ou aeróbio consiste na realização de exercícios que predominantemente necessitam do oxigênio para a produção de energia”

(Bucci, Vinagre, Campos, Curi, & Pithon-Curi, 2005)

I. Resumo:

Após uma revisão da literatura concernente a estudos realizados sobre o metabolismo energético inerente à prática de endurance, é possível afirmar queperante as adaptações para a produção de energia, num exercício que exige um gasto energético continuado e de longa duração, os sistemas que prevalecem são o glicolitico, apenas num momento inicial, e o oxidativo que ocupa um lugar fundamental na produção de ATP. Deste modo, o substrato mais utilizado são os ácidos gordos, pois constituem uma fonte ilimitada de energia.
O objectivo deste trabalho éconsolidar e esclarecer as aprendizagens adquiridas sobre o metabolismo energético no treino de endurance. Pretende-se também reunir informação que explicite a obtenção de energia para a realização de exercício de longa duração e os seus efeitos a nível metabólico.

Palavras- Chave: Metabolismo energético; endurance; substrato energético; produtos metabólicos; mitocôndria.

Índice:

I.Resumo………………………………………………………………...…pág. 4
II. Índice de Figuras……………………………………………………….. pág. 6
III. Introdução………………………………………………………………...pág. 7

1. Metabolismo Energético na realização de exercício de Endurance:

2.1. Substratos metabólicos…………………………………………………pág.8
2.2.1. Glicogénio……………………………………………………..….pág. 8
2.2.2. Creatina………………………………………………………….pág. 112.2.3. Aminóacidos………………………………..............................pág. 11
2.2.4. Ácidos Gordos……………………………………………….….pág. 12

2.2. Respostas Moleculares…………………………………………….…pág. 17

2.3. Fadiga…………………………………………………………………...pág.19

IV. Conclusão……………………………………………………………….pág. 21

V. Bibliografia………………………………………………………………pág. 22

VI.Anexos…………………………………………………………………..pág. 24

2.

II. Índice de Figuras:

Fig.1 - Importância do glicogénio do ponto de vista energético(10) ……....pág. 10
Fig.2 - Representação esquemática da mobilização dos AG’s provenientes do tecido adiposo por meio da hidrólise dos TAG’s nos adipócitos(2)………..pág. 14

III. Introdução:

Exercício de endurance ou aeróbio consiste na aptidão de um indivíduo para realizar repetida e continuamente contracções domúsculo-esquelético, por períodos de tempo superiores a 30 minutos, em exercício submáximo (Hawley, 2009)(7). Deste modo, para a realização deste tipo de exercício é necessário, predominantemente, a presença de oxigénio para a produção de energia. São exemplos deste tipo de actividade a corrida, o ciclismo e o remo.

Independentemente do tipo de exercício que se pratique, o treino baseia-se no princípio daadaptação, onde as cargas de treino são responsáveis pela quebra da homeostase intracelular. Segundo Foss e Kteyian (2000, citado por Jesus & Santos, 2003)(8) o treino de endurance, provoca adaptações sistémicas, bioquímicas, no tipo de fibra e no tecido conjuntivo, que são essenciais ao aumento da capacidade do músculo para gerar ATP.

Para contrair, o músculo-esquelético pode recorrer a trêsdiferentes tipos de fibras musculares, dependendo da acção a realizar. Desta forma, são elas denominadas de fibras do tipo I (lentas), do tipo IIa (intermédias) e do tipo IIb (rápidas). Cada tipo de fibra mencionado tem características distintas relativamente à “velocidade de contracção, oxidação, capilarização, resistência à fadiga, número e tamanho de mitocôndrias” (Bucci, Vinagre, Campos, Curi,& Pithon-Curi, 2005)(3).

Deste modo, na realização de exercício de endurance, ocorrem alterações relativamente à participação e ás características das fibras musculares. Neste caso, as fibras de contracção lenta tornam-se 7% a 22% superiores que as fibras de contracção rápida. À medida que existe uma maior adaptação a este tipo de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • metabolismo energético
  • Metabolismo energetico
  • METABOLISMO ENERGETICO
  • metabolismo energetico
  • Metabolismo Energético
  • metabolismo energetico
  • Metabolismo energetico
  • Metabolismo energetico

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!