Mestre

Páginas: 8 (1870 palavras) Publicado: 23 de setembro de 2014
“REFLEXÃO SOBRE O HOMEM CONTEMPORÂNEO
ROBSON JORGE DE ARAÚJO
Abril de 2000
Dentre as possíveis semelhanças entre os fatos e acontecimentos históricos em seus mais diversos
períodos, nota-se certo paralelismo entre a época atual e os áureos tempos da Grécia clássica. Por volta
dos séculos VII-VI a.C., o pensador grego se admirava com o mundo físico e procurava para o mesmo
uma explicaçãoreflexiva, um arché, princípio determinador de toda a ordem cósmica. Já no período
democrático, foram as lições dos sofistas, fundamentadas no valor estrutural dos belos discursos, que
fizeram com que Sócrates se levantasse em defesa da verdade, na tentativa de restaurá-la, assim como o
papel da memorização nos caminhos da salvação da alma: era a memória tão importante sob o ponto
de vistaascético que, para bem exercitá-la, Sócrates desaconselhava seus discípulos quanto ao uso dos
discursos escritos, uma vez que estes vêm a enfraquecê-la.
Sob o aspecto cultural dos tempos atuais, especialmente quando se fala em tecnologia, quase de
imediato se pensa na informática e na sofisticação dos computadores, na Internet, verdadeiras fontes da
sabedoria contemporânea. Impacto semelhante àquelecausado por esses cérebros mecanizados do final
do século XX, que levam o homem moderno à admiração e até mesmo a um certo ceticismo por parte
dos menos especializados, deve ter conduzido a civilização grega à mais profunda reverência diante das
explicações racionais levadas a efeito pelas descobertas filosóficas nas investigações acerca da physis.
Não faltaram, também, os progressos noscampos da política e da linguagem, por decorrência. E,
tomando-se conhecimento das advertências de Sócrates a Fedro quanto aos discursos escritos, parecenos ouvi-lo numa advertência contra os possíveis perigos da informática na cultura ocidental
contemporânea: "(...) tal coisa tornará os homens esquecidos, pois deixarão de cultivar a memória;
confiando apenas nos livros escritos, só se lembrarão deum assunto exteriormente e por meio de
sinais, e não em si mesmos". Os que se prendem a esses escritos (hoje, a computadores, calculadoras
etc.) transmitem aos jovens "uma aparência de sabedoria, e não a verdade, pois eles recebem muitas
informações sem instrução e se consideram homens de grande saber embora sejam ignorantes na maior
parte dos assuntos" .
Nos tempos platônicos, era a palavraescrita que desestimulava a busca do conhecimento e o
empenho na pesquisa; que levava à preguiça diante da reflexão filosófica e ao comodismo frente a uma
análise crítica mais consistente. O jovem de hoje, assim como o adulto, está mergulhado no mesmo
tipo de problemática quando se deixa fascinar pelas revoluções científicas e tecnológicas que, se por um
lado, entregam-lhe soluções quase quemitológicas, se considerarmos o teor de fantástico nelas contido,
capaz de conduzir ao maravilhamento do "canto das sereias" e à submissão a esse encantamento, por
outro lado, exercem o efeito nocivo da persuasão que ofusca a verdadeira sabedoria e a capacidade de
reflexão, quando esta conduzida. Difícil se torna, na civilização automatizada, o espaço para novas
idéias. Assim como nos discursossofistas, escritos para agradar a quem os encomendava, as respostas

2

computadorizadas já vêm prontas, programadas, dirigidas por grandes — ou pequenos — centros de

informações.
As outras ciências acompanham o caminhar dos progressos do mundo moderno, colaborando
para que o homem se afaste cada vez mais não só da realidade em que está inserido, como também do
seu universo maisíntimo. Nesse clima de isolamento promovido pelas novidades exteriores — meios
de comunicação de massa, eletrônica etc. — o diálogo se esvai e a ausência das palavras entra em
sintonia com a ausência das idéias. As pessoas não sabem mais se comunicar e o mutismo se instala
entre elas.
Esse mesmo problema foi discutido por Walter Benjamin em O Narrador, através de uma análise
das sociedades...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Mestre
  • Mestre
  • Mestre
  • Mestre
  • Mestre
  • mestre
  • Mestre
  • Mestre

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!