meninos e meninas

Páginas: 22 (5305 palavras) Publicado: 4 de novembro de 2014
SUCESSO NAS MENINAS, FRACASSO NOS MENINOS O PAPEL DOS CONTEXTOS NOS DISTRBIOS DE APRENDIZAGEM E GNERO. 2009 Janete Leony Vitorino Graduada em Histria pela Universidade do Estado de Santa Catarina UDESC- Psicloga pela Universidade do Vale do Itaja UNIVALI, Psicopedagoga pela Universidade do Sul de Santa Catarina UNISUL e Neuropsicopedagoga (Em Formao) pela Faculdade Porto das guas FAPAG.Capacitao em Sade Baseada em Evidncias (Em formao), pelo Hospital Srio Libans. Desenvolvendo atividades junto a Secretaria de Estado da Sade SEA/SC desde 1990 e no Instituto de Aperfeioamento Executivo Nacional IAPEN, nas reas de Desenvolvimento de Pessoas, Preparao para Aposentadoria, Relacionamento Interpessoal, tica profissional, Trabalho de/em Equipe, Biossegurana, Emoes no Trabalho, Distrbios eTranstornos de Aprendizagem e Gnero, Habilidades Sociais e Sexualidade. Atendendo Clnica Particular. Contatos Email HYPERLINK mailtojanetepsicologa@live.com janetepsicologa@live.com (48) 96333591 RESUMO Este artigo tem por objetivo realizar um levantamento bibliogrfico, relacionando distrbios de aprendizagem em meninos emeninas referentes s questes de gnero nos contextos histricos, biolgicos, sociais, educacionais, psicolgicos e familiares. Mediante pesquisa, pode-se perceber quem em cada contexto mencionado, meninos e meninas atravessam processos que os diferencia, resultando, portanto, num expressivo apontamento para os meninos no que diz respeito a distrbios de aprendizagem. O estudo bibliogrfico e no tem oa inteno de concluses definitivas. Apresenta-se uma coletnea de dados relevantes para lanar outras preocupaes e perspectivas de carter cientfico no campo das dificuldades de aprendizagem relacionadas s questes de gnero. PALAVRAS CHAVES MENINOS E MENINAS, DISTRBIOS DE APRENDIZAGEM, GNERO, CONTEXTO. Esta investigao tem o objetivo de analisar a relao entre contextos, histrico, biolgico, social,familiar e educacional, distrbios de aprendizagem e gnero em meninos na idade escolar, partindo-se do pressuposto de que nada pode ser intelectualmente um problema, se no tiver sido, em primeiro lugar um problema da vida prtica e as questes investigativas esto, portanto, relacionadas a interesses e circunstncias socialmente condicionadas Minayo (1994, apud OLIVEIRA, 2008). Como objetivo geral desteartigo analisar a relao existente entre contextos, gnero e distrbios de aprendizagem em meninos, sendo utilizado o mtodo qualitativo bibliogrfico. Como objetivo especfico, se pretende confirmar a hiptese de que os contextos, histrico, biolgico, social, educacional e familiar seriam produtores relevantes de questes de gnero produzindo nos meninos, distrbios de aprendizagem O gnero transcende adiferena fsica e anatmica entre os sexos e, segundo Dias (2003, apud SOARES, 2008), um produto social, aprendido, representado, institucionalizado, e transmitido ao longo de geraes, sendo, portanto, gnero em Soares (2008), influenciado pelos valores sociais, polticos, econmicos e culturais de uma determinada sociedade, no sendo apenas e to somente de forma social, mas esta definio de gnero relacionaeste fenmeno a uma forma pioneira de significar as relaes de poder. Inicialmente, no contexto histrico, observa-se que foi a partir do sculo XVI que a educao formal iniciou sua organizao no Brasil. Esta educao chegou juntamente com os colonizadores portugueses e com os missionrios que construram os primeiros projetos de escolarizao. Por cerca de trezentos anos este foi o modelo que atravessoudiversas fases com contextos diversos. Nesse perodo, a igreja catlica desenvolveu um importante papel de instituio formadora durante o perodo colonial. Somente em 1549, chega ao Brasil a Companhia de Jesus no governo de Tom de Souza, que logo colocou em funcionamento a primeira escola de ler e escrever. Logo aps, por iniciativa dos missionrios, so criadas as escolas secundrias, seminrios e colgios,...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Menino ou menina?
  • Meninos e meninas mitos e verdades
  • Estereótipos de meninos e meninas
  • Meninos e meninas em uma sociedade sexista
  • brincadeiras de meninos e meninas
  • Meninos e meninas de ruas
  • Coisas de menino e coisas de menina
  • Os meninos e meninas que vivem nas ruas

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!