Memorial de formação

Páginas: 10 (2273 palavras) Publicado: 15 de fevereiro de 2013
MEMORIAL DE FORMAÇÃO

Memorial de  Formação, realizado na disciplina Avaliação Educacional II















































































"O nascimento do pensamento é igual ao nascimento de uma criança: tudo começacom um ato de amor. Uma semente há de ser depositada no ventre vazio. E a semente do pensamento é o sonho. Por isso os educadores, antes de serem especialistas em ferramentas do saber, deveriam ser especialistas em amor: intérpretes de sonhos."

Rubem AlvesDedico esse trabalho para todos os educadores que passaram pela minha, principalmente àqueles que despertaram em mim a paixão pela a educação.






















1. MEUS PRIMEIROS ANOS ESCOLARES

Meu nome é Welyda Kalyane de Oliveira Pires, nasci no dia 20 de julho de 1992. Hoje ao resgatar as lembrançasque tenho da minha formação, os primeiro educadores que me vieram à cabeça foram os meus pais, foi com eles que iniciei os conhecimentos que tenho hoje, minha alfabetização, minha educação. Dei os primeiros passos, aprendi minhas primeiras palavras, comecei a ter autonomia e só depois ingressei em uma escola de fato.

Foi no segundo bimestre de 1998, quando eu tinha cinco anos de idade, quecomecei a estudar na pré-escola da cidade de Igaratá onde moro desde que eu nasci, minha primeira professora se chamava Maria Célia, não tenho muitas recordações dela, pois ela me deu aula por pouco tempo, logo saiu e no lugar dela ficou a professora Mariinha. Eu era apenas uma criança, porém muito disciplinada e esforçada, sempre me dediquei aos estudos, mas essa professora gritava tanto que eu tinhamedo dela, as tarefas de casa eu conseguia desenvolver, mas na sala de aula eu simplesmente travava e não conseguia responder nada do que ela me perguntava, nas chamadas orais eu era um desastre, foi então que em um determinado dia a professora Mariinha pegou meu caderno e na frente de todos disse que eu não sabia nada e que era minha mãe que fazia meus exercícios de casa. Minha mãe trabalhava namesma creche, sai chorando da sala, contei o que havia acontecido para ela, eu me senti humilhada na frente dos meus colegas, na mesma hora minha mãe conversou com a diretora que tomou as devidas providencias. A Mariinha até mudou seu comportamento comigo, mas era evidente que eu não era nem de longe a sua aluna preferida. A realidade é que a atitude que ela teve comigo despertou-me o medo deprofessoras e uma insegurança, que me fazia acreditar que eu não tinha capacidade de aprender e evoluir cada vez mais. Hoje penso nela como um estimulo, para sempre querer ir além, mostrando para eu mesma que sou capaz de superar qualquer situação, sempre aprendendo e tirando as coisas boas para o meu desenvolvimento, penso nela também como um exemplo de educadora que jamais desejo ser.

Lembro-medo meu primeiro dia de aula na 1ª série do Ensino Fundamental na escola “Benedito Rodrigues de Oliveira” estava com muito medo, minha mãe tinha saído muito cedo para trabalhar e foi minha tia quem me levou para a escola, eu pensava que todas as professoras eram iguais, que me tratariam só a base de gritos como foi com a Mariinha, mas tive uma boa surpresa quando conheci a professora Silmara. Aopensar em uma professora que se interessava genuinamente pelos alunos me vem na memória a minha professora da 1ª série, foi com ela que aprendi que um professor é a porta do conhecimento e foi com ela que aprendi a admirar esse profissional. Minha sala ficava no pátio da igreja que era coberto, a professora Silmara fazia duas filas, uma de meninos e outra de meninas, e com toda a atenção nos levava...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Memorial de Formação
  • Memorial de Formação
  • Memorial de formação
  • Memorial de Formação
  • Memorial de formação
  • Memorial de formação
  • Memorial de Formação
  • MEMORIAL DE FORMAÇÃO

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!