Memórias de Um sargento e Memorias Póstumas

Páginas: 11 (2713 palavras) Publicado: 28 de fevereiro de 2015
Análise Psicológica
A obra de Manuel Antônio de Almeida, Memórias de um Sargento de Milícias, diverge quanto ao estilo dos romances do século XIX. Escrito em folhetim, trazia capítulos cômicos, não exacerbadamente românticos, ou com idealização dos personagens, e apesar de não ter feito sucesso na época, até hoje pode se assemelhar com a sociedade da classe média brasileira. Isso fazcom que o leitor, independente da época vivida, se idenfique com o livro.
Os personagens não passam por uma descrição psicológica profunda, o que se sabe é relatado através da observação direta e objetiva do narrador. Nenhum personagem é idealizado, todos possuem qualidades e defeitos e agem de acordo com suas necessidades pessoais. Nem mesmo o Leonardinho, personagem principal daobra, que nos moldes da época seria um herói, passa por uma idealização.
A maioria dos personagens são tipos, denominados por suas funções na sociedade; como o barbeiro, a comadre, os meirinhos e a Vizinha, personagem bastante comum na sociedade, a qual é fofoqueira, se envolve na vida dos vizinhos, reclama das crianças, etc. O autor não quis dizer com isso que todas as vizinhas sejamassim, mas essa caracteriza uma parte das vizinhas que, de fato, possuem esses defeitos de certa forma cômica e natural.
Leonardinho, personagem principal do livro, apesar de ser tido como anti-herói, por ser desde pequeno travesso, mulherengo e esperto, e mesmo ter a sua origem descrita como ''uma pisadela e um beliscão'', não faz com que os leitores fiquem abismados com suas confusões,apesar dele realizar travessuras irresponsáveis e inconsequentes, os leitores sentem que isso é comum, pois é descrito de forma cômica e leve pelo narrador. O Leonardinho não é uma pessoa ruim, contudo não demonstra qualquer remorso quanto a seus atos. O Leonardinho caracteriza-se por apresentar o famoso ''jeitinho brasileiro'' de ser, é mulherengo, pois mesmo apaixonado por Luisinha, se envolveucom a Vidinha, é malandro, esperto, vadio e rápido.
''Digamos unicamente que durante todo este tempo o menino não desmentiu aquilo que anunciara desde que nasceu: atormentava a vizinhança com um choro sempre em oitava alta; era colérico; tinha ojeriza particular à madrinha, a quem não podia encarar, e era estranhão até não poder mais.'' (Almeida, 1852, p 4)
Quando criança, como nãogostou da escola, por ser muito travesso e tomar muitos ''bolos'' do professor, cabulava muitas aulas e em uma de suas idas à Sé conheceu um jovem sacristão, Tomás, com quem criou amizade e compartilhou suas diabruras. Resolveu entrar para a se tornar sacristão também, pois assim poderiam fazer muitas traquinagens juntos, além de agradar o padrinho. Ele era, de fato, esperto e parecia caçarinstintivamente confusões. Também aproveitava todas as oportunidades, sempre em seu benefício, seja para fazer travessuras ou simplesmente se dar bem.
''O nosso futuro clérigo tinha muitas vezes pensado em como não lhe seria agradável ver-se revestido como o seu companheiro de uma batina e uma sobrepeliz, e feito também sacristão, ter a toda hora à sua disposição quantos caniços quisesse,ter por sua e de seu amigo toda a igreja, poder nos dias de festa, tomando o turíbulo, afogar em ondas de fumaça a cara da velha que mais perto lhe ficasse na ocasião da missa. Oh! isto era um sonho de venturas!'' (Almeida, 1852, p 29)
No entanto, Leonardinho, mesmo após tantas tentativas do padrinho, decide por não fazer nada, por ser um completo vadio. O que demonstra o desapego dopersonagem à responsabilidade, ou qualquer vontade de orgulhar o padrinho ou mesmo de provar à vizinha que ele poderia ser diferente. O autor admite que isso sempre acontece quando alguém tem muitas opções.
''Como sempre acontece a quem tem muito onde escolher, o pequeno, a quem o padrinho queria fazer clérigo mandando-o a Coimbra, a quem a madrinha queria fazer artista metendo-o na...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Memórias Póstumas de um Sargento de Milícia
  • Resumo de "memorias postumas de um sargento de milicias"
  • Memórias Póstumas
  • Memórias Póstumas
  • Memorias postumas
  • Memorias postumas
  • memórias de um sargento
  • Memórias Póstumas

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!