Memórias de um Sargento de Milícias

Páginas: 5 (1026 palavras) Publicado: 3 de junho de 2014
Título da Obra: Memórias de um sargento de milícias.
Biografia do Autor: Manuel Antônio de Almeida nasceu em 17 de Novembro de 1830 na cidade do Rio de Janeiro. Filho dos portugueses: Antônio de Almeida e de Josefina Maria de Almeida.
Cursando a faculdade de Medicina, as dificuldades financeiras apareceram e o levaram ao jornalismo e as letras. Em 1855, se formou, mas nunca exerceu profissão.De Junho de 1852 a Julho de 1853, publicou anonimamente os folhetinhos que compõe a obra “Memórias de um Sargento de Milícias”, que foram reunidos em um livro entre 1854-1855, divididos em dois volumes, com o pseudônimo de “Um Brasileiro”. Na terceira edição em 1863, após sua morte, apareceu seu nome verdadeiro.
Na mesma época, ele ainda escreveu a peça “Dois Amores” e a compôs versosesparsos. Além do romance, publicou a tese de doutoramento em Medicina e um libreto de ópera.
Em 1858, foi nomeado Administrador da Tipografia Nacional, onde conheceu Machado de Assis que trabalhava como aprendiz de tipógrafo. Em 1859, foi nomeado 2º Oficial da Secretaria da Fazenda.
Em 1861, quando se preparava para entrar em campanha como candidato à Assembléia provincial do Rio de Janeiro, faleceuno naufrágio do navio Hermes, próximo a Macaé, em 28 de novembro.
Espaço: o espaço físico apresentado na obra é urbano brasileiro do século XIX. A história se passa no Rio de Janeiro, e descreve seus principais pontos como: igrejas e suas principais ruas. E descreve pontos da sociedade como acampamentos ciganos, bares. O autor retrata as classes, média e baixa existentes na época, contrariandoa muitos românticos que retratavam a aristocracia.
Tempo: Tempo do rei ( D. João VI )
Personagens principais:
Leonardo: Herói às avessas. Desde a infância muito esperto, vagabundo e mulherengo, tem a semelhança com o protagonista Macunaíma.
Leonardo-Pataca: Oficial de justiça, sentimental, sempre preso aos seus amores.
Maria da Hortaliça: Mãe do herói.
Comadre: Protetora de Leonardoque vive tentando livrá-lo das tretas em que se metia.
Major Vidigial: Temido e respeitado por todos. Severo ao punir e ao mesmo tempo policial e juiz.
Compadre Barbeiro: Outro protetor. Cria o garoto como se fosse seu próprio filho, sonhando um futuro glorioso para ele, só que se desaponta ao ver que isso não acontece.
D. Maria: Velha, rica e bondosa. Apaixonada por causas judiciais. Tia etutora de Luisinha, vulgo amiga de comadre e de compadre.
Luisinha: Primeiro amor de Leonardo. Suas características fogem da idealização dos modelos românticos, pois era feia, pálida e desajeitada.
José Manuel: Caça-dotes representa uma crítica à burguesia.
Vidinha: Cantora de modinhas, segunda paixão de Leonardo.
Chiquinha: Filha de D. Maria e esposa de Leonardo-Pataca.
Maria-Regalada:Amante de Vidigial.
Personagens secundários: A vizinha, a Cigana, o Mestre-de-rezas, Tomás, etc.
Resumo: A narrativa, que se apresenta como uma sucessão de aventuras do jovem Leonardo tem início antes mesmo de seu nascimento, relatando o primeiro contato entre seus pais, Maria da Hortaliça e Leonardo Pataca, no navio que os traz de Portugal para o Brasil. Ambos trocam “uma pisadela” e um“beliscão” como sinais de interesse mútuo e passam a namorar. Maria da Hortaliça abandona o marido e retorna para a terra natal. Pataca, por sua vez, recusa-se a criar o filho, deixando-o com o padrinho, o Barbeiro, que passa a dedicar ao menino cuidados de pai.  
Pataca se envolve com uma cigana, que também o abandona. Para tentar recuperá-la, recorre à feitiçaria, prática proibida na época. Flagrado peloMajor Vidigal, conhecido e temido representante da lei, vai para a prisão, sendo solto em seguida.
Enquanto isso, seu filho Leonardo, pouco afeito aos estudos, convence o padrinho a permitir que ele frequente a Igreja na condição de coroinha. O Barbeiro vê ali uma oportunidade para dar um futuro ao afilhado. No entanto, Leonardo continua aprontando das suas e acaba expulso. Conhece o amor...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Memorias de um Sargento de Milicias
  • Memorias de um sargento de milicias
  • Memorias de um sargento de milicias
  • Memórias de um sargento de milícias em poesia!
  • Memorias de um sargento de milicias
  • Memórias de Um Sargento de Milícias
  • Memorias de um sargento de milicias
  • Memorias de um sargento de milicias

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!