Memória de aula filosofia

Páginas: 22 (5386 palavras) Publicado: 7 de abril de 2013
FAHESA
FACULDADE DE CIÊNCIA HUMANA, ECONÔMICA E DA SAÚDE DE ARAGUAÍNA
ITPAC – INSTITUTO TOCANTINENSE PRESIDENTE ANTÔNIO CARLOS LTDA
3º PERÍODO DIREITO MATUTINO

MEMÓRIA DE AULA

DANILA CARMO DOS SANTOS
LAISA SAMARA SILVA VIEIRA
MEIRIVANY CALAÇA DA SILVA
NEFRETIRE KÁTRINA DE JESUS MELO

ARAGUAINA – TO
NOVEMBRO/2010
DANILA CARMO DOS SANTOS
LAISA SAMARA SILVA VIEIRA
MEIRIVANY CALAÇADA SILVA
NEFRETIRE KÁTRINA DE JESUS MELO

MEMÓRIA DE AULA

TRABALHO APRESENTADO A DISCILINA DE FILOSOFIA DO DIREITO COMO REQUISITO PARA OBTENÇÃO DE NOTA DO CURSO DE DIREITO DO ITPAC/FAHESA.

Prof° Orientador: Edimárcio Testa

ARAGUAINA – TO
NOVEMBRO/2010
CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES

De fato, Filosofia é meditação crítica sobre objetos, ao passo que a Filosofia do Direito é o pensar eo repensar sobre o fenômeno jurídico, tanto os aspectos atuais como nos que se apresentou no decorrer dos tempos. Ou seja, analisar os pressupostos filosóficos gerais é indispensável para a compreensão dessa disciplina jurídica, ou melhor, desse ramo da filosofia. Pois é de suma importância na nossa formação cultural de futuros juristas.
Amplas são as questões passíveis de discussão no mundojurídico, a própria noção de JUSTIÇA por exemplo.
Assim, ao longo das aulas ministradas tomamos conhecimento de quão relevante é o seu estudo, pois a base principal é problematizar o direito, delimitar. Não podendo o estudo do direito de maneira alguma se desvincular do estudo da filosofia, caso contrário teríamos uma visão do mundo jurídico apenas técnica e prática, imediatista e utilitária.
Aseguir será apresentada uma sinopse de alguns dos assuntos estudados em sala, tais como: Concepções da Verdade; Filme- Sentença de um Assassino; Júri Filosófico; Texto- Justiça. E com ênfase a História do Direito, do Oriente à Idade Média.

MEMÓRIA DE AULA

1. CONCEPÇÕES DA VERDADE

De forma sucinta a temática foi analisada com base na percepção grega, romana e hebraica. Onde tomamosconhecimento das teorias adotadas pelas respectivas civilizações, a fim de chegarmos a um consenso relacionado principalmente ao campo do direito.
Segundo os gregos verdade é “Aletheia”, corresponde a uma manifestação, uma maneira de pensar com base na realidade, ou seja, a fatos presentes. De modo geral ver, e perceber como as coisas “são”. Adotaram a teoria da correspondência, trata-se de um acordoentre o pensamento e a realidade. As coisas e as ideias são consideradas verdadeiras e falsas como realmente existem.
Para os romanos verdade é “Veritas”, trata-se de narrar, dizer, de forma que a linguagem é principalmente oral. Por referir-se a uma narrativa, os fatos correspondem ao passado, a fatos que “foram”. Logo, adotaram a teoria da coerência, na qual pensamento e linguagem devem estarde comum acordo; os argumentos e os enunciados são julgados verdadeiros e falsos dependendo da obediência a determinadas regras.
Na concepção dos hebreus, verdade é “Emunah”, sendo confiança. Está relacionada as coisas e ações que “serão”. Assim, equivale a fatos futuros. Tal confiança remete a crença em um único Deus, este como amigo verdadeiro, que cumpre o que promete, é fiel à palavra dadapor um pacto feito, enfim, Deus não trai a confiança. De forma que a verdade depende de um acordo ou de um pacto entre os pesquisadores, esta é a idéia da teoria do consenso, explicada com o exemplo do caso do cientista Semmelweis.
Segundo Marilena Chauí, o problema da verdade deve ser entendido sob as mudanças, ou seja, algo que permanece sempre a busca do conhecimento verdadeiro. Portanto averdade se conserva como o valor mais alto a que se aspira o pensamento. É nessa perspectiva que no campo do direito exige-se a Verdade.

2. JÚRI FILOSÓFICO

Foi realizado no dia 09/11/2010 no Miniauditório o Júri Filosófico, onde houve o debate dos seguintes temas: A sociedade que determina o direito ou o Direito que determina a sociedade.
A divisão da turma se deu da seguinte maneira:...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Memória de aula
  • Memória de aula
  • aula de memória
  • Memorias de aula
  • Memória de aula
  • Aula memoria
  • Memoria de filosofia do direito
  • A Aula De Filosofia

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!