melasma

Páginas: 6 (1363 palavras) Publicado: 15 de maio de 2014
 Fisiopatologia do melasma Luciane Donida Bartoli Miot 1 - Doutora em Patologia, Dermatologista do Departamento de Dermatologia e Radioterapia da Faculdade de Medicina de Botucatu (Unesp) - Botucatu (SP), Brasil. Hélio Amante Miot 2 - Professor Assistente Doutor do Departamento de Dermatologia e Radioterapia da Faculdade de Medicina de Botucatu (Unesp) -Botucatu (SP), Brasil. Márcia Guimarães da Silva 3 - Professora Assistente Doutora do Departamento de Patologia da Faculdade de Medicina de Botucatu (Unesp) - Botucatu (SP), Brasil. Mariângela Esther Alencar Marques 4 - Professora Adjunta do Departamento de Patologia da Faculdade de Medicina de Botucatu (Unesp) - Botucatu (SP), Brasil.Resumo: Melasma é uma dermatose comum que cursa com alteração da cor da pele normal, resultante da hiperatividade melanocítica focal epidérmica de clones de melanócitos hiperfuncionantes, com consequentemente hiperpigmentação melânica induzida, principalmente, pela radiação ultravioleta. Clinicamente, caracteriza-se por manchas acastanhadas, localizadaspreferencialmente na face, embora possa acometer também região cervical, torácica anterior e membros superiores. Mulheres em período fértil e de fototipos intermediários representam as populações mais acometidas. Grande parte de sua fisiopatogenia permanece desconhecida, havendo relação com fatores genéticos, hormonais, uso de medicamentos, cosméticos, endocrinopatias e fotoexposição. Os autoresdiscutem os principais elementos relacionados à pigmentação da pele e ao desenvolvimento do melasma. Palavras-chave: Melanose; Pigmentação da pele; Raios Ultravioleta; Transtornos da pigmentação. INTRODUÇÃO Cor da pele normal A pele é o mais visível aspecto do fenótipo humano e sua cor é um de seus fatores mais maisvariáveis. Pouco se conhece sobre as bases genéticas, evolutivas e os aspectos culturais relacionados ao estabelecimento dos padrões de cor da pele humana. 1,2 Acredita-se que as variações, na cor da pele, sejam ganhos evolutivos e estejam relacionadas com a regulação da penetração da radiação ultravioleta (RUV). 3,4 A síntese de vitamina D na pele, degradação de ácido fólico pela RUV,resistência à exposição solar direta e elementos culturais são argumentos sobre os quais tentam explicar a distribuição fenotípica da cor da pele em diferentes latitudes do planeta. 5,6 A cor da pele humana normal é principalmente influenciada pela produção de melanina, um pigmento castanho denso, de alto peso molecular, o qual assume o aspecto enegrecido, quanto mais concentrado.7-9No entanto, pigmentos exógenos amarelos - os carotenóides -, também contribuem para a coloração da pele, assim como o vermelho endógeno, da hemoglobina oxigenada nos capilares da derme e azul endógeno, da hemoglobina reduzida nas vênulas.7,9 Em humanos, a pigmentação da pele e dos cabelos é dependente da atividade melanogênica, dentro dos melanócitos, da taxa de síntese de melanina,bem como do tamanho, número, composição e distribuição de partículas do citoplasma dos melanócitos denominadas melanossomas, além da natureza química da melanina que elas contêm.8-11 Os melanócitos e os melanossomas têm seu número relativamente constante, em diferentes etnias, como discutido adiante.9 MelasmaMelasma é uma hipermelanose comum, adquirida o simétrica, caracterizada por máculas acastanhadas, mais ou menos escuras, de contornos irregulares, mas limites nítidos, nas áreas fotoexpostas, especiamente, face, fronte, têmporas e, mais raramente, no nariz, pálpebras, mento e membros superiores. Trata-se de doença dermatológica facilmente diagnosticada ao exame clínico, porém, apresenta...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Melasma
  • Melasma
  • melasma
  • melasma
  • Melasma
  • Melasma
  • Melasma
  • melasma

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!