“Meio século de debates sobre a relação entre a educação escolar e a produção de desigualdades sociais”

Páginas: 9 (2072 palavras) Publicado: 23 de novembro de 2011
“MEIO SÉCULO DE DEBATES SOBRE A RELAÇÃO ENTRE A EDUCAÇÃO ESCOLAR E A PRODUÇÃO DE DESIGUALDADES SOCIAIS”

Nos últimos 50 anos, muito se tem discutido no campo educacional brasileiro a respeito da relação entre a educação escolar e a produção de desigualdades sociais. O debate em torno desta questão não pode deixar de levar em consideração as contribuições do sociólogo francês Pierre Bourdieu,que apresentamos a seguir.

Em meados dos anos de 1960, tomando como referência a sociedade francesa, que vivenciava a expansão educacional com o fim da Segunda Guerra Mundial, Bourdieu alertou-nos para o fato de que a escola não é uma instituição neutra, que prega a igualdade de oportunidades, já que esta expansão não garantiu às massas a mobilidade social desejada com a aquisição doscertificados escolares. A partir daí, Bourdieu passou a defender a tese, conhecida no campo educacional como Teoria da Reprodução, de que a desigualdade social é legitimada e reproduzida pela escola, na medida em que esta corrobora com a manutenção dos privilégios sociais das classes dominantes através de seus mecanismos internos.

Outro aspecto interessante da teoria do sociólogo diz respeitoàs relações entre família e escola. Bourdieu defende que a trajetória escolar dos indivíduos é ajustada em função de sua posição no espaço social e caracterizada pelos diferentes graus de capital econômico, social e, principalmente, cultural, o correspondente à herança familiar.

Sem desmerecer as contribuições do sociólogo francês, é preciso dizer que a produção de conhecimento dosúltimos 10 anos, especialmente na área de Sociologia da Educação, tem constatado que o sucesso e a visão positiva da escolarização não estariam diretamente relacionados às famílias de alto poder econômico, do mesmo modo que o fracasso escolar e a visão negativa da escolarização, não teriam relação direta com as famílias de classes populares. Em outras palavras, o capital cultural das famíliaseconomicamente favorecidas não lhes garante a excelência escolar nem mesmo em comparação com famílias desfavorecidas economicamente. Para usar um outro conceito de Bourdieu, dizemos que seria incorreto, dessa forma, igualar o habitus familiar com o habitus de classe.

A partir dessas brevíssimas considerações iniciais e tendo em vista que ainda são poucos os estudos que investigam especificamente asrelações entre família e escola, analisando as influências do meio social e familiar dos alunos em suas trajetórias escolares, optamos por colocar em diálogo dois artigos que abordam estas questões por diferentes ângulos. Eles foram publicados em qualificados periódicos do campo educacional brasileiro, Revista Brasileira de Educação e Cadernos de Pesquisa, nos anos de 2004 e 2005, e são deautoria de Maria Alice Nogueira e Lea Pinheiro Paixão, respectivamente, ambas com reconhecida experiência na área de Sociologia da Educação.

Em um primeiro momento, faremos uma breve apresentação dos dois artigos a serem analisados e, posteriormente, teceremos algumas considerações a respeito de um ponto que, ao mesmo tempo em que os aproxima, os distancia: os significados da escolarização paraum grupo de catadoras de um lixão e para um grupo de famílias de empresários do setor industrial, com relação à educação escolar de seus filhos.

O artigo de Paixão, intitulado “Significado da escolarização para um grupo de catadoras de um lixão”, tinha como objetivo compreender o significado da escolarização para um grupo de catadoras de um lixão localizado no estado do Rio de janeiro, apartir de suas experiências escolares e de suas expectativas em relação à escolarização dos filhos. Atendendo os interesses e possibilidades deste estudo, foram entrevistadas dez mulheres – dentre os 383 trabalhadores cadastrados pela empresa que administrava o lixão –, mães mantenedoras do núcleo familiar, a maior parte negras, entre 18 e 49 anos.

Com relação à trajetória escolar...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • “Trajetórias escolares e relação com a escola em diferentes meios sociais”.
  • Resenha sobre Marx e as classes sociais e os meios de produção
  • No Debate Sobre Inclus O Escolar
  • A REPRESENTAÇÃO SOCIAL SOBRE EDUCAÇÃO FÍSICA ENTRE SUJEITOS ESCOLARES
  • meio ambiente e desigualdade social
  • Artigo Sobre Desigualdade Social
  • Exclusão Social
  • Redação sobre Desigualdade Social

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!