Mecanismos De A O E Efeitos Da Fisioterapia No Tratamento Da Dor

Páginas: 6 (1318 palavras) Publicado: 4 de junho de 2015
Mecanismos de Ação e Efeitos da Fisioterapia no Tratamento da Dor

A dor clínica pode estar associada a diversos fatores e se manifestar de formas variáveis. Para que seu tratamento seja o mais efetivo possível, o fisioterapeuta deve realizar uma avaliação correta do paciente e assim, elaborar um tratamento adequado a cada caso, conhecendo os mecanismos centrais, periféricos e associados damanifestação de dor clínica. As técnicas utilizadas para tratamento variam de acordo com os mecanismos neurofisiológicos correspondentes à origem da dor, devendo ocorrer a modulação inibitória da dor com a redução dos estímulos periféricos e centrais que sensibilizam o sistema nervoso. Além disso, fatores biopsicossociais que provocam ou prolongam a sensibilização devem ser identificados pelofisioterapeuta.

PERIFERIA

Quaisquer técnicas que entram em contato com a pele e que mobilizam tecidos, ativam fibras mecanorreceptoras Aß, que são as fibras de condução rápida. As fibras C e Aδ tem uma condução mais lenta, e são responsáveis pelos estímulos dolorosos. Assim, com o tato, ocorre uma inibição de estímulos dolorosos no sistema nervoso central, através da chamada inibição competitiva. Énecessário fazer a remoção de fatores mecânicos e químicos irritantes, pois estes sensibilizam nociceptores periféricos e ainda, a estimulação da pele com varias texturas, para diminuir a hiperalgesia e alodínia. Diminui-se então, entrada de estímulos nocivos para centros superiores. Técnicas de terapia manual ajudam a controlar a dor nociceptiva, mas devem ser usadas cuidadosamente nas doresneuropáticas, pois podem aumentar a sensibilização nociceptiva. Substâncias algiogênicas e edemas devem ser eliminados, pois dificultam o reparo tecidual, fazendo com que a dor de origem nociceptiva continue.

CORNO POSTERIOR DA MEDULA ESPINHAL

A intensa estimulação das lâminas nele situadas diretamente da periferia ativam interneurônios que modulam a dor de forma inibitória. De acordo com o modelo dateoria das comportas da dor, a velocidade do estímulo proprioceptivo é maior do que do estímulo nocivo e quando este chega no corno posterior, ele ativa interneurônios e facilita a liberação de substâncias opióides e de GABA ( TENS e acupuntura se utilizam desse princípio). Na teoria contrairritante, um estímulo irritante mecânico, térmico ou químico é aplicado de maneira dolorosa para promoveralívio da dor. Também está relacionada com a liberação de substâncias opióides. As técnicas utilizadas são de terapia manual, acupuntura, liberação miofascial, entre outras, devendo-se respeitar o grau de tolerância do paciente a esses estímulos.

SISTEMA SUPRESSOR DESCENDENTE

A modulação da dor também pode ser feita através da ativação de neurônios em áreas do sistema supressor descendente, como otálamo, a substância periaquedutal cinzenta e o núcleo magno da rafe liberando substâncias opióides e não-opióides. Pacientes com dor crônica tem dificuldade de ativar esse sistema supressor, por mudanças estruturais e anatômicas no sistema nervoso. Algumas técnicas de fisioterapia podem estimular o sistema lateral, opióide, e o ventrolateral, não-opióide, liberando neurotransmissores inibitórios. OTENS, a manipulação articular, exercícios físicos regulares, aeróbios e acupuntura ativam sistemas opióides, com a liberação de endorfina. Contudo, exercícios, TENS, terapia manual articular e manual ativam substâncias não-opióides, como serotonina, noradrenalina, GABA, dopamina.

CÓRTEX CEREBRAL

Alterações corticais estruturais e funcionais, como atrofia cortical e hiperatividade neuronalexcessiva, são encontradas em doenças como fibromialgia, lombalgia crônica, dor fantasma e síndrome complexa de dor regional. Pelos conceitos da neuromatriz dolorosa, são encontradas alterações em áreas do movimento, das sensações, da memória e das emoções. Esta reorganização cortical negativa em condições dolorosas provoca percepção distorcida da dor, modificando o esquema corporal sensorial e...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • mecanismo da dor
  • Mecanismo da dor
  • dor mecanismo
  • Mecanismos da dor
  • Mecanismos da dor
  • tratamento fisioterapia
  • Tratamentos da fisioterapia
  • Efeitos dos tratamentos de fisioterapia na inflamação: crioterapia, laser e ultra sons

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!