Mato preto

Páginas: 2 (335 palavras) Publicado: 21 de novembro de 2012
| | |
| |EM 16 DE JULHO DE 2004 A FUNAI CRIOU UMGRUPO TÉCNICO (GT) QUE DEU INÍCIO AO PROCESSO DE DEMARCAÇÃO DE |
| |ÁREA INDÍGENA, QUE ABRANGE PARTE DOS MUNICÍPIOS DE ERECHIM, EREBANGO E GETÚLIO VARGAS, ÁREA CONHECIDA |
||COMO MATO PRETO. |
| |O GT ELABOROU UM LAUDO TÉCNICO, PUBLICADO NODIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO NO DIA 23 DE NOVEMBRO DE 2009, QUE |
| |PRETENDE DESALOJAR MAIS DE 300 FAMÍLIAS DA REGIÃO, COM O OBJETIVO DE ASSENTAR SOMENTE 63 ÍNDIOS GUARANIS.|
||A ÁREA É DE 4.230 HECTARES, SENDO 4 % SITUADA EM ERECHIM, 9 % EM EREBANGO E 87% EM GETÚLIO VARGAS, QUE |
| |PERDERIA 18% DE SUA ÁREA TERRITORIAL.|
| |OS AGRICULTORES APRESENTARAM SUA DEFESA NA FASE ADMINISTRATIVA EM MARÇO DE 2010, O CONTRA LAUDO |
||APRESENTADO CONTESTOU TOTALMENTE O LAUDO FALHO E INCONSCIENTE APRESENTADO PELA FUNAI, QUE SOLICITOU AO |
| |MINISTÉRIO DA JUSTIÇA A DEMARCAÇÃO DA ÁREA DE4.320 HA EM 30 DE AGOSTO DE 2012, O MINISTÉRIO DECRETOU A |
| |DEMARCAÇÃO DA ÁREA NA ULTIMA QUARTA FEIRA (26), PRATICAMENTE ENCERRANDO A PARTE ADMINISTRATIVA DO |
||PROCESSO. |
| |OS PRODUTORES ATINGIDOS, JUNTAMENTE COM OSINDICATO RURAL, SUTRAF E AS PREFEITURAS DE EREBANGO E GETÚLIO |
| |VARGAS, CRIARAM UMA COMISSÃO EM 2005 PARA ANÁLISE HISTÓRICA E JURÍDICA DO LOCAL, E QUE AGORA SERÁ |
|...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Preto
  • Preto
  • preto
  • Mato eles
  • matos
  • mato
  • mato
  • ouro preto

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!