MArx e Tocqueville

Páginas: 8 (1848 palavras) Publicado: 2 de outubro de 2013
1- MARX
1- O conceito de forças produtivas, em Marx, trata da relação homem/natureza: refere-se aos modos de transformação da natureza e produção de bens materiais – incluindo aí tecnologias, técnicas, instrumentos e matérias-primas, além dos conhecimentos, habilidades e modos de cooperação utilizados na produção. Tal conceito é interdependente ao de relações de produção. Este, por sua vez,trata da relação homem/homem, expressa as formas como os homens se organizam entre si para produzir, bem como as formas de distribuição dos meios de produção e do produto na sociedade, e está intimamente relacionado, nas sociedades de classe, às relações de propriedade – sendo as relações de produção, portanto, relações entre classes sociais, de acordo com o conceito de divisão social do trabalho. Taldivisão, portanto, exprime os modos de segmentação da sociedade; ela diz respeito aos diferentes grupos sociais – com distintas tarefas e porções do produto social – e suas posições desiguais em relação ao controle e à propriedade dos meios de produção, correspondendo à estrutura de classes da sociedade. A partir do conjunto das supracitadas forças produtivas e relações de produção é formada ainfraestrutura ou base econômica da sociedade, que, por sua vez, dá origem à superestrutura.
2- A superestrutura de uma sociedade se constitui das instituições jurídicas (o sistema legal), políticas (o Estado) e ideológicas (a religião, a moral, as artes etc.). Ela é determinada pela infraestrutura da época e, por conseguinte, expressa o pensamento da respectiva classe dominante – servindo, assim,como mecanismo de reforço da própria dominação econômica.
3- De acordo com Marx, as classes sociais, longe de terem um caráter natural, formam-se a partir do surgimento de um excedente da produção na sociedade, permitindo a divisão social do trabalho e a apropriação privada das condições de produção – o que cria, basicamente, um modelo dicotômico de proprietários e não-proprietários, oudominantes e dominados, em que os primeiros passam a exercer certos direitos sobre os segundos, bem como sobre o produto. Tal modelo, embora demasiadamente simplificado, serve para que se identifiquem as classes que responderão pela dinâmica essencial da sociedade. Tais classes têm uma conflitiva relação de interesses antagônicos. É isso que gera a luta de classes – expressa não necessariamente emconfroto explícito, mas nos terrenos econômico, político e ideológico –, a qual busca a superação dialética das contradições existentes na sociedade, fazendo-a passar por uma transformação revolucionária. Por efetivar mudanças radicais, de forma consecutiva, tanto na infraestrutura como – por conseguinte – na superestrutura, a luta de classes foi chamada por Marx de motor da História.
4- O sistemacapitalista é fundamentado no lucro – cuja base, para Marx, estaria na mais-valia. Basicamente, a mais-valia é definida pela diferença – apropriada pelo capital – entre o valor do produto e o valor dos fatores consumidos no processo produtivo, isto é, os meios de produção e a força de trabalho. Há duas formas de mais-valia: a absoluta, em que a exploração se dá pelo aumento excessivo da jornada detrabalho; e a relativa, em que a produtividade do trabalho é ampliada pela mecanização e organização do processo produtivo. Em ambos os casos, o trabalhador produz mais do que o necessário para atingir o equivalente ao seu salário. O valor extraído desse tempo de trabalho excedente é apropriado pelo próprio capital, o que possibilita seu acúmulo crescente: é o lucro.
5- Marx ressalta que, na passagemdo feudalismo para o capitalismo, a burguesia cumpriu um papel revolucionário. As relações de produção feudais haviam deixado de corresponder às forças produtivas desenvolvidas; a manutenção dessas velhas estruturas – como a vassalagem e o domínio da aristocracia feudal e do clero – se apresentavam como um entrave ao desenvolvimento da produção capitalista, já em curso com o acúmulo de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Sociologia tocqueville x marx
  • Introdução às ciências sociais
  • Tocqueville
  • Tocqueville
  • tocqueville
  • Tocqueville
  • Tocqueville
  • Tocqueville

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!