Marquês de pombal

Páginas: 12 (2886 palavras) Publicado: 31 de março de 2011
Trabalho realizado por:
Maria de Lurdes Gonçalves Caloba Nº 12 8ºA


A sua vida… 3
Carreira diplomática… 5
O terramoto de 1755 7
Reformas: 9
Reformas económicas: 9
Reformas religiosas: 11
Reformas na educação: 13
Reformas no aparelho de Estado: 14
Absolutismo português 15
Em Portugal, o absolutismo: 15
Restrições ao comércio e à indústria: 15
Inconfidência mineira: 16Conspiradores: 16
Derrama: 16
A devassa: 17






A sua vida…

Marquês de Pombal ou Conde de Oeiras, nasceu em Lisboa a 13 de Maio de 1699 e, morreu em Leiria a 8 de Maio de 1782. Foi um nobre e político português.
Filho de Manuel de Carvalho e Ataíde, aristocrático da província, com propriedade na região de Leiria e de sua mulher, Teresa Luísa de Mendonça e Melo. Filho deManuel de Carvalho e Ataíde, aristocrático da província, com propriedade na região de Leiria e de sua mulher, Teresa Luísa de Mendonça e Melo. Na sua juventude estudou direito na Universidade de Coimbra e serviu no exército um curto período.
Quando se mudou para a capital, Lisboa, Sebastião de Melo era um homem turbulento. A sua primeira mulher foi Teresa de Mendonça e Almada que nasceu em1689 emorreu em 1737, sobrinha do conde de Arcos, com quem casou por arranjo da família, depois de um rapto consentido. Os pais da recém-formada família tornaram a vida do casal insustentável, pelo que se retiraram para as suas propriedades próximas de Pombal.
Foi secretário de Estado do Reino (primeiro-ministro) do Rei D. José I que nasceu em 1750 e morreu a 1777, sendo considerado, ainda hoje, umadas figuras mais controversas e carismáticas da História Portuguesa.
Representante do Absolutismo Esclarecido em Portugal no século XVIII, viveu num período da história marcado pelo iluminismo, tendo desempenhado um papel fundamental na aproximação de Portugal à realidade económica e social dos países do Norte da Europa. Iniciou com esse motivo várias reformas administrativas, económicas esociais. Acabou na prática com os autos de fé em Portugal e com a discriminação dos cristãos-novos, apesar de não ter extinguido oficialmente a Inquisição portuguesa.
Foi um dos principais responsáveis pela expulsão dos Jesuítas de Portugal e nas suas colónias. A sua administração ficou marcada por duas contrariedades célebres: o primeiro foi o Terramoto de Lisboa de 1755, um desafio que lhe conferiu opapel histórico de renovador arquitectónico da cidade. Pouco depois, o Processo dos Távoras, uma intriga com consequências dramáticas.

Carreira diplomática…

Em 1738, Sebastião de Melo foi nomeado no seu primeiro cargo público, como embaixador em Londres. Em 1745 foi transferido para Viena, Áustria. Depois da morte da sua primeira mulher, a rainha de Portugal, arquiduquesa Maria Ana deÁustria mostrou-se amiga do embaixador ao arranjar-lhe o casamento com a filha do marechal austríaco Daun (Condessa Maria Leonor Ernestina Daun).
O rei D. João V, no entanto, pouco satisfeito com as prestações de Sebastião de Melo, fê-lo regressar a Portugal em 1749. O rei morreu no ano seguinte e, de acordo com uma recomendação da rainha-mãe, o novo rei D. José I nomeou Sebastião como ministro dosNegócios Estrangeiros. Ao contrário do pai, D. José foi-lhe muito benévolo e confiou-lhe gradualmente o controle do Estado.
Em 1755, Sebastião de Melo já era primeiro-ministro do reino. Governou com mão de ferro, impondo a lei a todas as classes, desde os mais pobres até à alta nobreza. Impressionado pelo sucesso económico inglês, tentou, com êxito, implementar medidas que sugerissem um sentidosemelhante à economia portuguesa.
A região demarcada para a produção do vinho do Porto, a primeira região a assegurar a qualidade dos seus vinhos, data da sua governação.
Em sua gestão, Pombal pôs em prática um vasto programa de reformas, cujo objectivo era racionalizar a administração sem enfraquecer o poder real. Para atingir essa meta, o ministro incorporou as novas ideias divulgadas na Europa...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Marques de pombal
  • Marque de Pombal
  • marques de pombal
  • marques de pombal
  • Marquês de pombal
  • Marquês de pombal
  • Marques de pombal
  • Marques de Pombal

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!