Marinha Mercante

Páginas: 5 (1053 palavras) Publicado: 11 de fevereiro de 2014
6.23- Colocação de um gerador no barramento para operação singela
Vamos admitir que um navio esteja sem nenhum gerador no QEP, ou seja,
o navio está completamente apagado. Nesta situação, o sistema de energia
temporário (banco de baterias) deve está em condições de alimentar o sistema de partida dos MCA’s, e o sistema de comando dos disjuntores principais dos geradores.
Paracolocarmos manualmente um gerador no barramento do QEP, devemos primeiramente acionar o botão de partida do respectivo MCA. Após o MCA atingir a rotação nominal, o gerador irá gerar a tensão e frequência nominais (440v-60hz), visualizados através do voltímetro e frequencímetro instalados no painel do gerador, localizado no QEP. Em seguida, aciona-se a chave que energiza a bobina de fechamento dodisjuntor e, neste instante, o gerador é colocado no barramento.
Após a colocação do gerador no barramento, deve-se ligar as cargas que devem ser alimentadas e, simultaneamente, aumenta-se através do servomotor, a velocidade da máquina primária para manter constante a frequência. O aumento de carga provocará um decréscimo na tensão, o que


exigirá o aumento da corrente de campo, através da açãomanual no reostato de campo instalado no painel do gerador no QEP.
Se estiver selecionada a operação automática, todos os procedimentos anteriores são realizados através de um controlador lógico programável.



6.25 Retirando um gerador da operação síncrona
Para retirar um gerador da operação paralela, deve-se proceder da seguinte forma:
a) passar a carga do gerador que sairápara o que ficará em operação singela,
atuando, simultaneamente, nos reguladores de velocidade, reduzindo a
velocidade do gerador que sairá ; aumentando a do que ficará no
barramento, verificando quando zerar a indicação do kilowattímetro do
gerador que sairá;
b) desligar o disjunto do gerador que sai;
c) acionar o botão de parada do MCA do gerador que sai; e
d) regularmanualmente a tensão e a frequência do gerador que permanece
no barramento.




6.29 Características nominais de um alternador
Em um alternador, o fabricante deve fixar uma placa de identificação, em local de fácil visibilidade, com as informações técnicas necessárias para a correta aplicação da máquina. Estas informações são as que seguem:

a) Potência nominal→ é a potênciaaparente, expressa em kVA, significando o carregamento máximo da máquina em regime contínuo.

b) Tipos de ligações→ são as maneiras de efetuar as ligações dos enrolamentos do induzido( gerador trifásico), indicando os respectivos valores de tensões e correntes nominais.Convém ressaltar que, em um gerador trifásico de aplicação marítima, as bobinas do induzido devem ser ligadas em estrela, com o pontocomum sòlidamente interligado à estrutura metálica da embarcação.

c) Fator de serviço→ significa a sobrecarga máxima, em regime contínuo, que um alternador poderá ser submetido, sem afetar sua vida útil.

d) Frequência nominal→ é o número de alternâncias da forma de onda da tensão gerada em ciclos por segundo. No Brasil, a frequência padronizada é de 60 Hertz.

e) Fator de potência→corresponde ao cosseno do ângulo entre a potência aparente e a potência ativa do gerador, devido unicamente a sua reatância interna.

f) Regime de serviço→ é o grau de regularidade da carga a que o gerador é submetido.

g) Classes de isolamento→ o limite de temperatura que assegura que o isolamento de um determinado material depende da constituição física do mesmo.Para fins de normalização, osmateriais isolantes e os sistemas de isolamento (cada um formado pela combinação de vários materiais) são agrupados em classes de isolamento, cada qual definida pelo respectivo limite de temperatura, ou seja, pela maior temperatura que o material pode suportar continuamente sem que seja afetada sua vida útil. As classes de isolamentos utilizados em máquinas elétricas e os respectivos limites de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • MARINHA MERCANTE
  • Marinha mercante
  • Introdução a marinha mercante
  • ''A Marinha Mercante na era do Pré Sal''
  • Ason marinha mercante
  • Marinha Mercante na Era do pré-sal
  • marinha mercante e o pré-sal
  • A atuação da marinha mercante no

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!