maisio

Páginas: 16 (3765 palavras) Publicado: 2 de junho de 2014

ANHANGUERA EDUCACIONAL S.A.
FACULDADE ANHANGUERA DE ANÁPOLIS


Elemento de maquinas

Mateus Quirino Alves RA: 2561466060
Maisio Jean de Santana Lino RA: 2504088690
Waldinei Alves Moreira RA: 2505066300
Maxwell Soares Castro RA: 2504085297
Fabio Pereira da Silva RA: 1299858470


Professor:




Anápolis-GO,
03 de abril de 2014.DEFORMAÇÃO ELÁSTICA:
Deformação reversível, sem deslocamentos permanentes de átomos ou moléculas. Após o esforço mecânico, o metal volta à forma e às dimensões originais. Em outras palavras, é o regime de deformação onde não ocorre mudança dimensional permanente, isto é, com o fim do carregamento, o material volta ao estado inicial.
FRATURA FRÁGIL:

Neste modo de fratura o material se deformapouco antes de fraturar. O processo de propagação de trinca pode ser muito veloz, gerando situações catastróficas e uma deformação plástica muito pequena no material adjacente à fratura. A partir de certo ponto a trinca é dita instável, visto que se propagará mesmo sem aumento da tensão aplicada no material. Uma ruptura completamente frágil, por clivagem, apresenta facetas planas que refletem aluz.

FADIGA:
Tendência à ruptura do material em um carregamento inferior ao limite nominal de resistência à tração, após este material ter permanecido sob a ação de ciclos repetidos de tensões. É um processo progressivo e localizado, que ocorre em um ponto ou em vários pontos, e que pode culminar em fendas ou numa fratura completa após um número suficiente de variações de carga (ciclos). Afalha por fadiga é do tipo frágil, com pouquíssima deformação plástica. O estudo de fadiga na indústria é muito importante na indústria mecânica, visto que em torno de 90% das rupturas de peças em serviço ocorrem devido a fadiga.

CORROSÃO:

Fenômeno de deterioração (desgaste) e perda de material de um metal ou de uma liga metálica devido a modificações químicas e eletrônicas que ocorrem porreações com agentes químicos presentes no meio, seja este natural ou industrial. O ar, a água, os sais minerais e os ácidos são os principais agentes químicos susceptíveis a atacar o metal e alterar suas propriedades mecânicas. Assim, a corrosão é este ataque químico ou eletrolítico do meio, aliado ou não a esforços mecânicos, a uma velocidade lenta. O ferro e suas ligas são os materiais deconstrução mecânica mais sujeitos e mais sensíveis à ação de um meio corrosivo.

DESGASTE:

É provocado pelo movimento relativo entre peças ou componentes em contato. Constitui uma das maiores fontes de redução da vida útil de máquinas e dispositivos industriais. O desgaste é um processo que dá origem a machucaduras e diminuição das superfícies que se movimentam, provocando a formação de resíduosque podem eventualmente produzir efeitos secundários diversos. É um fenômeno superficial em que ocorre deterioração, ou arrancamento de partículas, por atrito. Constitui um sério fator de destruição, visto que as peças de máquina que se movimentam estão sujeitas a esse fenômeno. Existem três formas de desgaste, que dependem da natureza das superfícies em contato: atrito-desgaste metálico (metalcontra metal), abrasão (metal contra não-metal) e erosão (líquidos e vapores contra metal).


FLAMBAGEM:

A flambagem ou encurvadura é um fenômeno que ocorre em peças esbeltas (peças onde a área de secção transversal é pequena em relação ao seu comprimento), quando submetidas a um esforço de compressão axial. A flambagem acontece quando a peça sofre flexão tranversalmente devido àcompressão axial. A flambagem é considerada uma instabilidade elástica, assim, a peça pode perder sua estabilidade sem que o material já tenha atingido a sua tensão de escoamento. Este colapso ocorrerá sempre na direção do eixo de menor momento de inércia de sua seção transversal. A tensão crítica para ocorrer a flambagem não depende da tensão de escoamento do material, mas da seumódulo de Young....
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!