mais-valia

Páginas: 19 (4640 palavras) Publicado: 14 de novembro de 2013
a mais-valia necessitaria ser realizada pela venda lucrativa da mercadoria, e que esta venda dependerá das flutuações da demanda, e que nem sempre o excedente potencial resultante da exploração irá realizar-se aos níveis esperados; como dirá o economista inglês Alfred Marshall o custo de produção e a demanda são duas lâminas de uma mesma "tesoura" entre as quais é determinado o preço damercadoria. A teoria de Marx, no entanto, preocupa-se menos com o lucro capitalista enquanto tal e mais com a sua gênese social; ele se importa menos com o modo como o lucro é realizado e dividido do que com a maneira como é gerado. O lucro capitalista, para Marx, não é apenas um simples excedente; ele é o excedente como mediado por uma relação social historicamente específica
Mais Valia absoluta erelativa:
Marx chama a atenção para o fato de que os capitalistas, uma vez pago o salário de mercado pelo uso da força de trabalho, podem lançar mão de duas estratégias para ampliar sua taxa de lucro: estender a duração da jornada de trabalho mantendo o salário constante - o que ele chama de mais-valia absoluta; ou ampliar a produtividade física do trabalho pela via da mecanização - o que ele chama demais-valia relativa. Em fazendo esta distinção, Marx rompe com a idéia ricardiana do lucro como "resíduo" e percebe a possibilidade de os capitalistas ampliarem autônomamente suas taxas de lucro sem dependerem dos custos de simples reprodução física da mão-de-obra.

Força de Trabalho:Significa que não é o trabalho que é comprado pelo capitalista, mas a "força de trabalho" ou a capacidade detrabalho do operário. Esta força de trabalho é paga "pelo seu valor", segundo as normas da economia capitalista. Efetivamente, o salário é o que permite manter e reproduzir a força de trabalho; logo, é a expressão monetária do seu custo em trabalho ou da quantidade de trabalho que a sociedade deve consagrar à manutenção e à reprodução da força de trabalho.


OS SENTIDOS DO TRABALHO: ENSAIO SOBRE AAFIRMAÇÃO E A NEGAÇÃO DO TRABALHO.
Ricardo Antunes
O que é o trabalho? Como entender o trabalho e qual sua principal fonte, sua essência? Em geral, temos a primeira ideia de que o trabalho participa de uma dicotomia – das várias- de bem e mau, triste e feliz, dentre outras. Qual o sentido do trabalho? O sociólogo Ricardo Antunes, em seu livro Os sentidos do trabalho, como já aponta o titulo,propõe a reflexão de sentidos, a partir de ideologias, discursos, hegemonias e reprodução de ideologias e hegemonias, conforme demanda de alimentação, metabolização de relações de poder, a partir do processo capitalista de produção.Para a geografia, a perspectiva deRicardo Antunes é, sem nenhum exagero, uma das principais referências, pois inclui, direta ou indiretamente, a noção de espaço comoprocesso de transformação político e
social, na inserção das relações sociais, e nos ditames do processo de acumulação capitalista em movimento, tanto pela crise quanto pela sua evolução espaço-temporal. No livro, os sentidos do trabalho, considerado um de seus principais, a aproximação entre István Mészáros e Georg Lukács intercalam e recriam, mesmo que em poucas linhas, conceitos muito pensadoshoje na geografia, como território e territorialização, bem como novos sentidos a partir das relações de subordinação e estranhamento, sentido do trabalho estabelecido a partir das relações de produção: da classe do trabalho à classeque-vive-do-trabalho. Contudo, esse é um dos vários sentidos, das várias possibilidades de entender a palavra trabalho que, por seu contexto dialético, torna-secapciosa para as ciências sociais em geral.
Para o autor, há um sistema de metabolismo social do capital, sistema de crescimento e aglutinação do capital pelo capital, que transpassa as relações e as transforma em relação social de produção, e geram as mediações de segunda ordem do trabalho que introduz “elementos
fetichizadores e alienantes de controle social metabólico” (20), diverso à mediação de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Mais valia
  • mais valia
  • MAIS VALIA
  • Mais Valia
  • Mais
  • Mais valia
  • Mais Valia
  • mais valia

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!