Médio consumo b727 & b767

Páginas: 16 (3800 palavras) Publicado: 12 de outubro de 2012
MANUAL DE PROCEDIMENTOS DE CARREGAMENTO E DESC ARREGAMENTO DE AERONAVES C ARGUEIRAS B727-200

MANUAL DE CARREGAMENTO E DESCARREGAMENTO DE AERONAVES CARGUEIRAS B727-200

Índice 1 1.1 2 2.1 2.2 2.3 2.4 2.5 2.6 2.7 2.8 2.9 2.10 2.11 2.12 2.13 2.14 2.15 2.16 2.17 2.18 3 3.1 3.2 3.3 3.4 3.5 3.6 3.7 3.8 4 4.1 4.2 4.3 5 5.1 5.1.1 5.1.2 5.1.3
Versão: Original

PAG 4 4 5 5 6 7 7 7 8 8 9 9 10 10 1010 11 11 11 11 11 12 12 12 12 12 12 12 12 13 13 13 14 15 15 15 15 15 17
Página 2 de 24

OBJETIVO RPN (Rede Postal Noturna) ABREVIATURAS E DEFINIÕES PALLET CARTÃO DE PALLET COV (Controle Operacional de Vôo RPN) DOLLY LOADER MAINDECK PORÕES (Dianteiro e Traseiro) TAIL STRUT POST (Pau de Carga) CALÇOS CONES ECT VÔOS DE FRETAMENTO RBAC THRESHOLDS ASSISTENTE OPERACIONAL CDV HANDLING COORDENAÇÃO DEVÔOS RESPONSABILIDADES CDV HANDLING ANAC MANUTENÇÃO SECURITY GARANTIA DE QUALIDADE ENGENHARIA TREINAMENTO PROCEDIMENTOS DE CARREGAMENTO E DESCARREGAMENTO ASSISTENTE OPERACIONAL MANUTENÇÃO HANDLING FORMULÁRIOS UTILIZADOS COV (Controle Operacional de Vôo – RPN) DEFINIÇÃO DISTRIBUIÇÃO DAS VIAS E ARQUIVAMENTO FORMULÁRIO COV - RPN
Elaborado por: Tráfego e Aeroportos Aprovado por: Diretoria TécnicaData: 01/02/2009

MANUAL DE CARREGAMENTO E DESCARREGAMENTO DE AERONAVES CARGUEIRAS B727-200

5.1.4 5.2 5.2.1 5.3 5.3.1 5.4 5.4.1 6 7

PREENCHIMENTO DOS CAMPOS LOAD PLAN DEFINIÇÃO LOAD SHEET DEFINIÇÃO NAVEGAÇÃO DE VÔO DEFINIÇÃO CONTATOS OPERACIONAIS VIGÊNCIA

18 20 20 20 20 22 22 23 23

Versão: Original

Data: 01/02/2009

Elaborado por: Tráfego e Aeroportos

Aprovado por: DiretoriaTécnica

Página 3 de 24

MANUAL DE CARREGAMENTO E DESCARREGAMENTO DE AERONAVES CARGUEIRAS B727-200

1 – OBJETIVO

Este manual tem por objetivo estabelecer os procedimentos e padrões para o carregamento e descarregamento de cargas postais (paletizadas e porões), das aeronaves B.727-200 da TAF LINHAS AÉREAS S/A.

Visando aperfeiçoar esses procedimentos e instruções, se faz necessário quetodos os setores envolvidos sigam, rigorosamente, as orientações contidas neste manual de procedimentos.

O cumprimento das normatividades garantirá a nossa eficácia, pontualidade e segurança nas nossas rotinas operacionais.

1.1

RPN (Rede Postal Noturna)

As empresas aéreas nacionais e regionais mantêm com a ECT (Empresa de Correios e Telégrafos), um contrato de fretamento de aeronavescargueiras para o transporte de malas postais entre um determinado elenco de localidades estabelecidas em linhas aéreas regulares.

A integração das linhas postais, operadas por todas as empresas aéreas, dá-se o nome de “Rede Postal Noturna”, criada em 1975. Sua finalidade é levar aos mais diversos pontos do país, durante a noite, correspondências coletadas pelos centros de triagem do correiodurante o dia.

Versão: Original

Data: 01/02/2009

Elaborado por: Tráfego e Aeroportos

Aprovado por: Diretoria Técnica

Página 4 de 24

MANUAL DE CARREGAMENTO E DESCARREGAMENTO DE AERONAVES CARGUEIRAS B727-200

2 – ABREVIATURAS E DEFINIÇÕES

2.1

PALLET

Equipamento para transporte de cargas. Trata-se de uma grande prancha de metal, onde são acomodadas as cargas paletizadas,amarradas, cobertos por uma lona plástica e por fim uma rede para sua fixação. A TAF utiliza pallets identificados pelas siglas PAG, TSD e PAJ, acompanhados do número de controle.

Versão: Original

Data: 01/02/2009

Elaborado por: Tráfego e Aeroportos

Aprovado por: Diretoria Técnica

Página 5 de 24

MANUAL DE CARREGAMENTO E DESCARREGAMENTO DE AERONAVES CARGUEIRAS B727-200

2.2CARTÃO DE PALLET

Trata-se de um formulário de uso obrigatório que tem por finalidade identificar o pallet já carregado, amarrado, identificando-o com os seguintes dados: linha RPN, origem, destino, posição do pallet e peso.

Linha

Origem

DESTINO

POSIÇÃO DO PALLET

Peso

Versão: Original

Data: 01/02/2009

Elaborado por: Tráfego e Aeroportos

Aprovado por: Diretoria Técnica...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Consumo médio/mês por pessoa
  • Consumo de álcool no ensino médio
  • Calculo de consumo médio
  • Ens medio
  • O consumo
  • Consumo
  • CONSUMO
  • Medio

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!