Luto e melancolia

Páginas: 5 (1135 palavras) Publicado: 21 de abril de 2014
LUTO E MELANCOLIA


FREUD, S. (1917[1915]). Luto e Melancolia. In: ESB. Rio de Janeiro: Imago, 1976. v. 14. p. 271-291. 


O luto é a reação à perda de uma pessoa querida, e/ou à perda de alguma abstração que ocupou o lugar desta pessoa. Em algumas pessoas, as mesmas influencias podem produzir melancolia em vez do luto; acredita-se que essas pessoas possuam uma disposição patológica.
Háuma correlação entre melancolia e luto, e ela parece justificável pelo quadro geral das duas condições. Desanimo, cessação do interesse pelo mundo externo, perda da capacidade de amar, a inibição das atividades, sao características de ambos. Somente na melancolia, há além dos anteriores citados, diminuição dos sentimentos de autoestima a ponto de encontrar expressão em auto-recriminação que leva apunição.
Embora o luto envolva afastamentos significativos das atividades rotineiras, ele não é observado como sendo uma patologia. É esperado que seja superado após algum tempo.
O trabalho psíquico do luto inicia-se quando o objeto amado não existe mais, tornando necessária que toda a libido seja retirada das ligações com aquele objeto, o que deixa claro que as pessoas nunca abandonamfacilmente uma posição libidinal. Esse processo pode ser tão intenso, que de lugar a um desvio da realidade, a um apego por intermédio de um psicose alucinatória carregada de desejo. Quando isso ocorre, o sujeito mantém o respeito pela realidade. O processo leva tempo, de tal forma que, psiquicamente, a existência do objeto perdido é estendida por um período.
Cada lembrança e expectativa através dasquais a libido está vinculada ao objeto, é evocada e hipercatexizada, e o desligamento da libido se realiza. Percebe-se que esse penoso desprazer é aceito por nós como algo natural. Porém, o fato é que, quando o trabalho do luto se conclui, o ego fica outra vez livre e desinibido.
O trabalho psíquico da melancolia também inicia-se com à perda de um objeto amado, porém, uma perda de natureza maisideal. Ainda que o paciente saiba quem perdeu, conscientemente não sabe o que perdeu nesse alguém. A melancolia esta relacionada a uma perda objetal retirada da consciência, em contraposição ao luto, no qual nada existe de inconsciente a respeito da perda.
Na melancolia, a perda resulta num trabalho interno semelhante ao do luto. A diferença consiste em que a inibição do melancólico nos pareceenigmática porque não podemos ver o que é que o está absorvendo o sujeito. O melancólico também exibe uma outra coisa que esta ausente no luto, uma diminuição significativa da sua auto-estima, um grande empobrecimento de seu ego. No luto, é o mundo que se torna pobre e vazio; na melancolia, é o próprio ego.
Percebeu-se que o destino tomado pela libido transforma-se em perda do eu através da analogiacom o luto, através da conclusão que a perda é relativa a um objeto, logo, na melancolia, o que o paciente diz aponta para uma perda relativa a seu ego. Uma parte do ego se coloca contra a outra, tomando-a como seu objeto.
A característica mais marcante na melancolia é a insatisfação com o ego. Sendo comum ouvir do paciente variadas autoacusações. Frequentemente as mais violentas delas se aplicamao próprio paciente, mas que, com ligeiras modificações se ajustam realmente ao outro, a alguém que o paciente ama, amou, ou deveria amar. Logo, a chave do quadro clinico é quando percebe-se que as auto-recriminações são recriminações feitas a um objeto amado, que oi deslocado desse objeto para o ego do próprio paciente.
Na melancolia, a tendência psíquica é perceptível na predominância do tiponarcisista da escolha objetal. E a tendência do suicídio, explicada pelo sadismo. A análise da melancolia mostra, que o ego só pode se matar, se devido ao retorno da catexia objetal, puder tratar a si mesmo como um objeto. Sendo assim, capaz de se dirigir contra si mesmo com hostilidade.
A ambivalência e a identificação fazem parte de quadro clinico da melancolia. A identificação é uma etapa...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Luto e melancolia
  • LUTO E MELANCOLIA
  • luto e melancolia
  • Luto e melancolia
  • Luto e melancolia
  • Luto e melancolia
  • Luto e melancolia
  • LUTO E MELANCOLIA

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!