Lucíola

Páginas: 6 (1464 palavras) Publicado: 20 de março de 2014
Instituto Adventista Agroindustrial









Resumo do Livro: Lucíola











Rio Preto da Eva – AM, 13 de Março de 2014.

CRISTIELE, DONELLI, JOSIHELLENN, LUSIMARIA, MARCUS STEVEN, NADINE.




Resumo do Livro: Lucíola












Rio Preto da Eva – AM, 13 de Março de 2014.
SÚMARIO:

Introdução. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .04
Lucíola. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 05
Conclusão. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .08
Referências Bibliográficas. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .09III
04
INTRODUÇÃO:
Neste trabalho será apresentada uma das mais famosas obras de José de Alencar, Lucíola. Lucía, a personagem principal, era uma jovem como uma vida completamente indecente. Seu destino muda quando ela conhece Paulo que lhe mostra como viver de uma forma livre e descente. O cenário das personagens é o Rio de Janeiro do século XIX, em queLúcia e Paulo são representações dessa época, expressando a visão de Alencar sobre a figura da prostituta.




















08
CONCLUSÃO:
Podemos concluir que, o livro de José de Alencar utiliza a metáfora para expressar os acontecimentos que se passaram com Lúcia, não se prendendo assim ao Português clássico. Ao decorrer da história pode-se perceber que o amor de Lúcia ePaulo supera o ódio e a amizade, em meio aos desejos e conflitos. Nesta obra encontram-se algumas das melhores características do romance brasileiro do século XIX que marcaram definitivamente a presença do urbano no Romantismo do Brasil.



















09
REFERÊNCIAS BIBLIOGRAFICAS:
ALENCAR, José Martiniano. Lucíola. 2. ed. São Paulo: Escala, 2008. 127 p.05
Resumo do livro: Lucíola
O livro Lucíola representa a vida burguesa do século passado, e é o primeiro romance de José de Alencar em que o homem e mulher se confrontam num plano de igualdade, dotados de peso específicos e capazes dum amadurecimento interior inexistente em seus outros personagens. Ambientado no Rio de Janeiro, o romance é narrado emprimeira pessoa. Paulo, narrador-personagem, assume uma posição fundamental na narrativa, pois estando envolvido na ação, ele tem uma visão parcial (unilateral) dos acontecimentos que narra, tornando assim os gestos, as ações e as palavras dos personagens ambíguas, duvidosas e de significados imprecisos. O romance é fruto de diversas cartas que Paulo envia a uma senhora conhecida, contando seurelacionamento com Lúcia. O título dado à coletânea de cartas, “Lucíola”, é uma analogia entre o inseto Lucíola e a personalidade de Lúcia. O narrador compara o “inseto noturno que brilha em meio à lama” a “pureza da alma de Lúcia, que ainda existe apesar de ela estar num abismo de perdição”. Paulo Silva, homem provinciano recém formado bacharel, conta que conheceu Lúcia no dia em que chegou ao Riode Janeiro. Fica impressionado com sua beleza e seus modos ingênuos. No dia seguinte é apresentado a ela por seu amigo Dr. Sá, durante a festa de Nossa Senhora da Glória. Nesta ocasião é que fica sabendo que Lúcia é a prostituta mais requintada e disputada do Rio do Janeiro. O narrador, no entanto, fica intrigado com o jeito da meretriz: ela tem uma “expressão cândida no rosto e a graciosamodéstia do gesto”. Alguns dias depois, Paulo vai à casa de Lúcia, desejoso de possuí-la em seus braços. Depois de uma longa e animada conversa, Paulo percebe que há certo pudor na cortesã: seu perfume é suave e, com um simples despontar da curva do seio num movimento, ela arruma o vestido discretamente, enrubescendo. Todas essas circunstâncias levam Paulo a duvidar se ela é mesmo quem dizem...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Luciola
  • Luciola
  • Luciola
  • Lucíola
  • Lucíola
  • Luciola
  • Lucíola
  • luciola

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!