Lipossomas Modificados com Polímero Superhidrofílico Ligados a um Não-Fosfolipídeo Âncora em Anexo Reduziram a Ativação do Complemento e Reforçaram a Circulação

Páginas: 27 (6675 palavras) Publicado: 14 de julho de 2015
ARTIGO DE INVESTIGAÇÃO - Farmacêutico, Fármacos e Tecnologia Farmacêutica
Lipossomas Modificados com Polímero Superhidrofílico Ligados a um Não-Fosfolipídeo Âncora em Anexo Reduziram a Ativação do Complemento e Reforçaram a Circulação
OKHIL K. NAG, VIVEK R. YADAV, BRANDON CROFT, ANDRIA HEDRICK, VIBHUDUTTA AWASTHI
Departamento de Ciências Farmacêuticas da Faculdade de Farmácia da Universidade deOklahoma Health Sciences Center, Oklahoma City, Oklahoma 73117
Recebido 15 de julho de 2014; revisado 07 de outubro de 2014; aceito 13 de outubro de 2014
Publicado on-line em 12 de novembro de 2014 na Wiley Library Online (wileyonlinelibrary.com). DOI 10.1002/jps.24254

RESUMO: Relatamos a síntese de um polímero superhidrofílico acil-ancorado (SHP) para modificação externa da superfície dasuperfície do lipossoma. N1-(2-aminoetil)-N4-hexadecil-2-tetradecilsuccinamida conjugado com SHP (HDAS-SPH) foi sintetizado e utilizado para modificar a superfície do lipossoma. Ao contrário dos fosfolipídeos de polietilenoglicol (PEG), que são normalmente utilizados para a fabricação de lipossomas camuflados, HDAS-SPH é desprovida de qualquer PEG e grupos fosforilo e possui uma cadeia poliméricazwitteriônica (Zwitterion, do alemão "zwitter" (híbrido), "sal interno" ou "íon dipolar" é um composto químico eletricamente neutro, mas que possui cargas opostas em diferentes átomos. O termo é mais utilizado em compostos que apresentam essa cargas em átomos não-adjacentes. Podem se comportar como ácidos ou bases, portanto são anfóteros). A persistência da circulação dos liposomas HDAS-SHP 99mTC-marcados foi documentada por exame de imagem de câmara gama. Depois de 24 h após a injeção, aproximadamente 30% dos lipossomas HDAS-SHP injetados estavam presentes no sangue, em comparação com apenas 4,5% dos lipossomas simples. Lipossomas HDAS-SHP inibiram a ativação do complemento. Foi constatado que eles são passívis de carregamento ativo baseado no gradiente de pH Adriamicina de uma maneira estável.A 37ºC os lipossomas HDAS-SHP proporcionaram melhores eficiências de encapsulação do que os lipossomas modificados com DSPE-PEG2000. Estes resultados fornecem uma base sólida para lipossomas HDAS-SHP como uma alternativa viável para fosfolipídeos PEG para conferir características furtivas para veículos de distribuição de drogas, tais como liposomos. © 2014 Periódicos Wiley, Inc. e da AssociaçãoAmericana de Farmacêuticos J ​​Pharm Sci 104: 114- 123, 2015
Palavras-chave: lipossomas; lipossomas inócuos; sistemas de distribuição de drogas; polímero superhidrofílico; persistência de circulação; adriamicina; farmacocinética; polímeros; zwitterion.

Introdução
Os lipossomas tem resolvido muitos desafios relacionados com a toxicidade de drogas especialmente para anticancerígenos.1 Uma vezencapsulados, a distribuição e a depuração dos medicamentos é determinada pela farmacocinética dos lipossomas. A farmacocinética de lipossomas convencionais é fortemente afetada pelo encontro com proteínas de complemento (C3, C4 e C5, laminina, fibronectina, proteína C-reativa, colágeno tipo I, etc.). Os lipossomas opsonizados por estas proteínas são rapidamente removidos da circulação através dosistema fagócito mononuclear (MPS).2-5 (Opsonização em imunologia é o processo que facilita a ação do sistema imunológico por fixar opsoninas ou fragmentos do complemento na superfície bacteriana, permitindo a fagocitose. Opson é uma palavra grega que significa condimento, tempero, molho, ou seja, algo que facilite a digestão. Uma das mais importantes opsoninas provém do complemento: a C3b). Como tal,o prolongamento da persistência de circulação dos lipossomas é um objetivo desejável em processo de desenvolvimento da formulação. A opsonização pode ser minimizada através da modificação da superfície lipossomal com materiais naturais ou sintéticos biocompatíveis.4,6-9 O aumento subsequente de circulação meia-vida (T1/2) dos lipossomas camuflados permite uma maior exposição ao fármaco,...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Asfalto modificado com polímero
  • Asfalto Modificado com Polimero
  • Asfalto Modificado com Polímero
  • Asfalto modificado por polímero
  • SISTEMA COMPLEMENTO: ATIVAÇÃO, REGULAÇÃO E DEFICIÊNCIAS CONGÊNITAS E ADQUIRIDAS
  • Projeto: Tô ligado! Não uso drogas.
  • Lipossomas
  • Lipossomas

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!