Linguistica que é isto prefacio 1

Páginas: 8 (1841 palavras) Publicado: 29 de abril de 2013
Prefácio
Todos, só porque falam, creem poder falar da língua também. Goethe, Arte e antiguidade A língua é uma razão humana que tem suas razões e que o homem não conhece. Lévi-Strauss, O pensamento selvagem

No primeiro semestre de 2011, um grande debate sobre o ensino de português teve lugar na imprensa brasileira. O pretexto foi um capítulo sobre modalidade escrita e oral de linguagem esobre variação linguística de um livro de Heloísa Ramos, intitulado Por uma vida melhor, destinado à Educação de Jovens e Adultos. A discussão do tema foi muito pobre, pois, fundamentalmente, como o livro foi distribuído pelo mEc, acusou-se o ministério de incentivar o ensino do português errado a fim de manter a população na ignorância, de estimular o “anarquismo”, de destruir a língua portuguesa. Nocurso da polêmica, foram feitas afirmações como “A Linguística aceita tudo, para ela não há erro, tudo é válido”. Uma matéria da revista Veja, de 23 de maio de 2011, assinada por Renata Betti e Roberta de Abreu e Lima, para desqualificar a tese de que o aluno tem que aprender que as línguas variam, usa as seguintes expressões: “tese absurda”, “falsos intelectuais”, “desserviço aos jovens”, “motorideológico dos obscurantistas”, “desvarios dos talibãs acadêmicos”, “lixo acadêmico travestido de vanguarda intelectual”. Linguistas foram acusados de “trombadinhas acadêmicos”. Em todo o debate, o que vimos foi uma ignorância muito grande a respeito da ciência da linguagem. confusões de toda sorte foram feitas. A Linguística nunca negou a existência de uma norma culta, usada em todas associedades para produzir textos

8

Linguística? Que é isso?

de algumas esferas de circulação, como a acadêmica, a jornalística, etc. No entanto, essa ciência comprovou que as línguas variam e mudam e que, portanto, cabe a ela explicar os enunciados produzidos em qualquer variedade e em qualquer época. Assim como um botânico não pode excluir, em suas descrições, por critérios estéticos, umaplanta, um linguista não pode recusar um determinado uso. Por outro lado, não se pode considerar um padrão lusitano antigo como o modelo de língua. Raquel de Queiroz, numa carta a um editor português que queria corrigir-lhe a linguagem, diz:
Acontece, entretanto, meu caro amigo, que esse caçanje, que esses pronomes mal postos, que essa língua que lhe revolta o ouvido, é a nossa língua, é o nosso modonormal de expressão, é – ouso dizer – a nossa língua literária e artística. Já não temos outra e voltar ao modelo inflexível da fala de Portugal seria para nós, a esta altura, uma contrafação impossível e ridícula. (100 crônicas escolhidas. 5. ed. Rio de Janeiro: J. Olympio, 1977, p. 192)

A questão da língua é muito maior. A linguagem é um instrumento que nos acompanha em todos os momentos denossa vida, tem um poder para o bem e para o mal (por exemplo, com ela sussurramos palavras de amor e com ela caluniamos). Por isso, é empobrecê-la reduzi-la a uma questão de certo ou de errado. Afirma Vilem Flusser, a respeito da língua:
O instrumento mais perfeito que herdamos de nossos pais e em cujo aperfeiçoamento colaboraram incontáveis gerações desde a origem da humanidade, ou, talvez, atéalém dessa origem. Ela encerra em si toda a sabedoria da raça humana. Ela nos liga aos nossos próximos e, através das idades, aos nossos antepassados. Ela é, a um tempo, a mais antiga e a mais recente obra de arte, obra de arte majestosamente bela, porém sempre imperfeita. E cada um de nós pode trabalhar essa obra, contribuindo, embora modestamente, para aperfeiçoar-lhe a beleza. No íntimo sentimosque somos possuídos por ela, que não somos nós que a formulamos, mas que é ela que nos formula. Somos como que pequenos portões, pelos quais ela passa para depois continuar em seu avanço rumo ao desconhecido. (Língua e realidade. São Paulo: Herder, 1963, p. 18-9)

A Linguística não se ocupa apenas da norma culta, não opera com o certo e o errado, pois ela tem um objetivo grandioso, tratar do...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Linguistica 1
  • Atividade 1 Introduçao à Linguística
  • questionario 1 e 2 linguistica
  • Introduçao a Linguistica 1
  • Teorias da personalidade prefacio cap 1 a 9
  • 1
  • Resenha I introdu o linguistica 1
  • prefacio

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!