Lingüística cognitiva

Páginas: 5 (1044 palavras) Publicado: 21 de maio de 2012
Manual de Lingüística

Lingüística Cognitiva

A Lingüística Cognitiva é uma abordagem da linguagem perspectivada como meio de conhecimento e em conexão com a experiência humana do mundo. As unidades e as estruturas da linguagem são estudadas, não como se fossem entidades autônomas, mas como manifestações de capacidadescognitivas gerais, da organização conceptual, de princípios de categorização, de mecanismos de processamento e da experiência cultural, social e individual.
São temas de especial interesse da Lingüística Cognitiva os seguintes: as características estruturais da categorização lingüística (tais como prototipicidade, polissemia, modelos cognitivos, metáfora e imagens mentais), os princípios funcionaisda organização lingüística (iconicidade e naturalidade), a interface conceptual entre sintaxe e semântica, a base pragmática e ligada à experiência da linguagem-no-uso e a relação entre linguagem e pensamento (incluindo questões sobre o relativismo e sobre os universais conceptuais).
A Lingüística Cognitiva surgiu nos finais da década de 70 e princípios da de 80, impulsionada, por um lado,pelo interesse pelo fenômeno da significação (já evidenciado, aliás, pelo movimento da Semântica Gerativa, mas, ao contrário deste, fora da tradição gerativa) e, por outro, pela investigação psicolingüística de Eleanor Rosch (Rosch 1978, Rosch & Mervis 1975) sobre o papel fundamental dos protótipos no processo de categorização. Só em 1990 é que se institucionaliza, com a criação da"International Cognitive Linguistics Association", da revista "Cognitive Linguistics" (dirigida por Dirk Geeraerts) e da coleção "Cognitive Linguistics Research" (editada por René Dirven e Ronald Langacker e publicada por Mouton de Gruyter). Os representantes principais da Lingüística Cognitiva são os norte-americanos (de Califórnia) George Lakoff (Lakoff 1987, Lakoff & Johnson 1980, Lakoff & Turner1989).
No Brasil a Lingüística Cognitiva é ainda pouco conhecida. Mas há já alguns trabalhos: Lima (1989), Almeida (1995), Batoréo (1996) e Silva (1997) são os primeiros estudos (mais desenvolvidos) no quadro da Lingüística Cognitiva.
A lingüística cognitiva opõe-se aos dois paradigmas lingüísticos anteriores (o estruturalismo e o gerativismo). O estruturalismo lingüístico, nas suas diferentesformas, entende e estuda a linguagem como um sistema que se basta a si mesmo (com a sua própria estrutura, os seus próprios princípios constitutivos, a sua própria dinâmica) e, por conseguinte, o mundo que ela representa e o modo como através dela o percebemos e considera-os como aspectos "extra-linguísticos". Por seu lado, a gramática gerativa (de Chomsky e seus discípulos) defende que afaculdade da linguagem é uma componente autônoma da mente, específica e, em princípio, independente de outras faculdades mentais; por conseguinte, o conhecimento da linguagem é independente de outros tipos de conhecimento.
A significação e a estrutura de uma categoria lingüística dependem de determinadas estruturas de conhecimento sobre o domínio ou domínios da experiência a que essa categoria estáassociada. Trata-se de um conhecimento individualmente idealizado, isto é, de um modelo cognitivo, e inter-individualmente partilhado pelos membros de um grupo social, ou modelo cultural. É no contexto dos respectivos modelos cognitivos e culturais que, para a Lingüística Cognitiva, as categorias lingüísticas podem ser devidamente caracterizadas.
Os modelos cognitivos têm limites indeterminadose tendem a associar-se em redes ("networks"). Por exemplo, o modelo cognitivo do domínio "praia" (estar na praia) compreende vários contextos e situações e está associado a outros modelos cognitivos tais como os do sol, das férias, da areia, da pesca, etc. Metodologicamente, a descrição do modelo ou modelos cognitivos implicados por uma categoria não pode ser exaustiva, mas seletiva. Os modelos...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • linguística gerativa e cognitiva
  • Resenha Linguística Cognitiva
  • Linguística cognitiva cegos congênitos
  • cognitivas
  • Cognitiva
  • Linguistica
  • O que é linguística?
  • Linguistica

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!