Libras? que lingua é essa? crenças e preconceitos em torno da língua de sinais e da realidade surda

Páginas: 12 (2991 palavras) Publicado: 8 de junho de 2011
FICHAMENTO SOBRE:
GESSER, Audrei. LIBRAS? Que língua é essa? Crenças e preconceitos em torno da língua de sinais e da realidade surda. São Paulo. Parábola Editorial, 2009.
Por Joselane Tenório

CAPITULO 1 – A LÍNGUA DE SINAIS
A LÍNGUA DE SINAIS É UNIVERSAL?
1. “Em qualquer lugar em que haja surdos interagindo, haverá línguas de sinais. Podemos dizer que o que é universal é o impulso dosindivíduos para a comunicação e, no caso dos surdos, esse impulso é sinalizado. A língua dos surdos não pode ser considerada universal, dado que não funciona como “decalque” ou “rotulo” que possa ser colado e utilizado por todos os surdos de todas as sociedades de maneira uniforme e sem influencias de uso”. (p. 12 ¶ 1)
A LÍNGUA DE SINAIS É ARTIFICIAL?
2. “Crença. A língua de sinais dos surdos énatural, pois evoluiu como parte de um grupo cultural do povo surdo. Consideram-se “artificiais as línguas construídas e estabelecidas por um grupo de indivíduos com algum propósito especifico. O esperanto [língua oral] e o gestuno [língua de sinais] são exemplos de línguas “artificiais”, cujo objetivo maior é estabelecer a comunicação internacional” (p. 12-13 ¶ 2)
A LÍNGUA DE SINAIS TEM GRAMÁTICA?3. “Absolutamente. O reconhecimento linguístico tem marca nos estudos descritivos do lingüista americano William Stokoe em 1960. [...] Ao descrever os níveis fonológicos e morfológicos da língua americana de sinais (ASL daqui em diante), Stokoe apontou três parâmetros que constituem os sinais e nomeou-os: configuração de mão (CM); ponto de articulação (PA) ou locação (L), [...]; e movimento(M)... (p. 13-14 ¶ 1-2)
4. “A partir da década de 1970, os lingüistas Robbin Battison (1974), Edward S. Kilma & Ursulla Bellugi (1979) conduziram estudos mais aprofundados sobre a gramatica da ASL, especificadamente sobre os aspectos fonológicos, descrevendo um quarto parâmetro: a orientação de mão (O). (p. 14 ¶ 3)
5. “As mãos não são o único veiculo usado nas línguas de sinais para produzirinformação lingüística. Os surdos fazem uso extensivo de marcadores não manuais. Diferentes dos traços paralinguisticos das línguas orais (entonação, velocidade, ritmo, sotaque, expressões faciais, hesitações, entre outros), nas línguas de sinais, as expressões faciais (movimento de cabeça, olhos, boca, sobrancelha etc.) são elementos gramaticais que compõem a estrutura da língua. (p. 17 ¶ 8)
ALÍNGUA DOS SURDOS É MÍMICA?
6. “A pantomima quer fazer com você veja o “objeto”, enquanto o sinal quer que você veja o símbolo convencionado para esse objeto [...] A língua de sinais tem todas as características lingüísticas de qualquer língua humana natural. É necessário que nós, indivíduos de uma cultura de língua oral, entendamos que o canal comunicativo diferente (visual-gestual) que o surdo usapara se comunicar não anula a existência de uma língua tão natural, complexa e genuína como é a língua de sinais.” (p. 21-22 ¶ 3-5)
É POSSÍVEL EXPRESSAR CONCEITOS ABSTRATOS NA LÍNGUA DE SINAIS?
7. “Claro que sim! Novamente, a pressuposição de que não se consegue expressar idéias ou conceitos abstratos está firmada na crença de que a língua de sinais é limitada, simplificada, e não passa de umcódigo primitivo, mímica, pantomima e gesto. [...] Assim, é correto afirmar que as pessoas que falam línguas de sinais expressam sentimentos, emoções e quaisquer idéias ou conceitos abstratos.” (p. 22-23 ¶ 1-2)
É UMA LÍNGUA EXCLUSIVAMENTE ICÔNICA?
8. “Crença. Há uma tendência em pensar assim, e essa visão relaciona-se com o fato de a língua de sinais ser uma língua de modalidade espaciovisual; ouseja, a língua, quando sinalizada, fica mais “palpável”, “visível”. Nesse sentido, relações entre forma e significado parecem ser mais questionadas. Essa associação incorre, muitas vezes, em cairmos no risco de reforçar a crença de que a língua de sinais seria apenas uma representação pantomímica – o que não procede, pois, como argumenta Ferreira Brito (1995: 108), “a iconicidade é utilizada [na...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Resumo livro: gesser, a. libras? que língua é essa? (crenças e preconceitos em torno da língua de sinais e da...
  • Fichamento GESSER, Audrei. LIBRAS? Que língua é essa?: Crenças e preconceitos em torno da língua de sinais e da...
  • FICHAMENTO: GESSER, Audrei. Libras? Que língua é essa? Crenças e preconceitos em torno da língua de sinais e da realidade...
  • crianças surdas que usam a Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS.
  • A Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS)
  • LÍNGUA BRASILEIRA DE SINAIS (LIBRAS)
  • Libras lingua brasileira de sinais
  • libras

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!