Libras -Inclusão na educação

Páginas: 8 (1769 palavras) Publicado: 22 de novembro de 2013
CURSO DE PEDAGOGIA

Libras

Língua Brasileira de Sinais e a Cultura Surda




Atividade Prática Supervisionada (ATPS) entregue como requisito para conclusão da disciplina “Leitura e produção de textos”, sob orientação do professor tutor a distância Antonio.


Sorocaba , 19 de Setembro de 2012

A inclusãoescolar de alunos com surdez, os avanços e seus desafios.

A língua de sinais deve ser compreendida, como a língua materna do surdo, da mesma forma que, as línguas inglesa e francesa são consideradas as línguas maternas dos ingleses e franceses, respectivamente. E como tal, deve ser utilizada prioritariamente, no processo educacional do surdo; independente se o ambiente educacional seja acasa, a escola, a igreja entre outros espaços (Salles ET AL. 2005).
A visão médico - clinica que por muitos anos permeou a educação dos surdos, considerando – os deficientes, e como consequência a surdez era tratada como doença ou patologia que deveria ser curada, corrigida e recuperada. Essa visão se baseava na filosofia ora lista, na qual só existiria comunicação e integração entre indivíduossurdos e ouvintes, através da língua entre indivíduos surdos e ouvintes, através da língua oral; por isso aprender a falar tornou-se mais importante que apreender a ler (Salles ET AL., 2005).
È ainda Salles ET AL (2005), que mostra quanto à filosofia ora lista gerou através educacionais.
“Muitos surdos hoje em dia são iletrados funcionais”. Varias pesquisas realizadas em épocas diferentesdemonstram que através do oral ismo a maioria dos surdos não obteve sucesso educacional esperado, pois apresentavam uma leitura deficitária. Segundo Gesse (2009), o que compromete o desenvolvimento do surdo, tornando – o um individuo solitário em alguns casos com comprometimento da sua capacidade mental e a falta de acesso a uma língua que estimule as habilidades linguísticas e cognitivas. Quando o surdotem acesso e orientações e informações através da língua de sinais essas situações não ocorrem ou são atenuadas.
Góes (1996 apud Jessé, 2009), afirma que “o funcionamento da esfera cognitiva; linguística e afetiva no individuo surdo se desenvolve a partir do acesso a uma língua que não depende do recurso da audição...”. Sendo assim, torna-se visível que a não aquisição da língua de sinais comoprimeira língua pode gerar barreiras educacionais e sociais, na vida do surdo.
Souza (1997) mostra que a educação de alunos com surdez, bem como, portadores de outras deficiências, está amparada por leis federais e leis estaduais, a exemplo temos a lei nº 5.955 de 26/03/1996, que dispõe sobre o ensino para os deficientes auditivos e sensoriais, no seu Art. 2° vem garantir escolas oficiais paradeficientes auditivos e outras deficiências, por regiões estaduais. As conquistas garantidas por lei aos surdos tornaram-se benefícios para as pessoas que alguma forma trabalha como interprete, mas as leis deixam clara a importância da qualificação que esse profissional deve ter. A Lei de Diretrizes e Bases (LDB), por exemplo, afirma que para atender a clientela da educação especial, a unidade deensino deverá ter “profissionais com especialização a decoada em nível médio ou superior para atendimento especializado, bem como professores do ensino regular capacitados para a integração desses educando na classe comum” (Souza, 1997). As instituições de ensino devem viabilizar o acesso aos diversos espaços escolares, adquirindo recursos pedagógicos específicos, de forma a favorecer aaprendizagem e a valorização das diferenças e atender as necessidades educacionais de cada aprendiz.
As mudanças estão chegando conquistadas através de leis: que oficializaram a LIBRAS como 1° língua dos surdos, a criação da profissão de interprete, a inclusão das LIBRAS em alguns currículos da graduação (Jessé, 2009). Cabe, agora, ao surdo buscar uma melhor escolarização, e ocupar seu espaço na...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Sociedade educação e cultura, educação e inclusão, libras.
  • SOCIEDADE EDUCAÇÃO E CULTURA, EDUCAÇÃO E INCLUSÃO, LIBRAS, SEMINÁRIO I
  • Inclusão libras
  • Inclusão e libras
  • libras inclusão
  • Libras na educação fisíca como facilitadora na inclusão de surdos no ensino regular
  • Educação libras
  • Libras & Educação

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!