LEUCEMIA MIELÓIDE CRÔNICA

Páginas: 7 (1656 palavras) Publicado: 7 de dezembro de 2014
LEUCEMIA MIELÓIDE CRÔNICA

A leucemia mieloide crônica (também chamada de leucemia mielogênica crônica) é um tipo de câncer que afeta as células mieloides (subtipo de glóbulos brancos) presentes na medula óssea. A medula óssea é responsável pela produção de todas as células do sangue do nosso corpo, subdivididas em glóbulos vermelhos (hemoglobina), plaquetas e glóbulos brancos. Ostrês principais tipos de glóbulos brancos são granulócitos, monócitos e linfócitos e, no caso específico deste tipo de leucemia, as células anormais (malignas) se desenvolvem nas que dão origem aos granulócitos e monócitos, também conhecidas como células mieloides.
Essa alteração no DNA das células mieloides proporciona uma vantagem às células malignas em termos de crescimento esobrevivência, pois as células doentes passam a ter maior sobrevida do que os glóbulos brancos normais, que continuam em produção. Diferente da leucemia mieloide aguda, a leucemia mieloide crônica permite o desenvolvimento de outras células normais na medula óssea, sendo essa a explicação para a progressão menos severa da doença.
Essa doença acomete principalmente adultos. A frequência da doençaaumenta com a idade, passando de aproximadamente um caso a cada 1 milhão de crianças nos primeiros dez anos de vida, um caso em cada 100 mil indivíduos aos 50 anos e a um caso em cada 10 mil indivíduos acima de 80 anos. O comportamento da doença em crianças e adultos é similar, no entanto, o resultado de um transplante de células-tronco hematopoéticas (TCTH) é melhor em indivíduos mais jovens.A LMC distingue-se de outras leucemias pela presença de uma anormalidade genética nas células doentes, denominada cromossomo Philadelphia. As alterações que fazem com que esse cromossomo venha a “causar” a leucemia mieloide crônica têm sido estudadas intensivamente. Em 1960, dois médicos que estudavam cromossomos em células cancerígenas notaram que um dos cromossomos em pacientes comleucemia mieloide crônica era mais curto que o mesmo cromossomo em células normais. Eles o denominaram cromossomo Philadelphia (Ph), porque o fato foi observado na faculdade de Medicina da Universidade da Pensilvânia.
Estudos estabeleceram que dois cromossomos, os de número 9 e 22, são anormais, isto é, os segmentos rompidos dos cromossomos das células sanguíneas de pacientes comleucemia mielóide crônica se 22 se prende à extremidade do cromossomo 9. Esse intercâmbio anormal de partes dos cromossomos é denominado translocação. Essa translocação ocorre somente nas células sanguíneas derivadas dessa célula doente. Os cromossomos das células nos outros tecidos são normais.Na leucemia mieloide crônica, a proteína produzida pelo gene BCR-ABL (gene translocado) é uma enzima anormaldenominada tirosino quinase. Evidências consideram essa proteína anormal, a causa intercambiam e a porção destacada do cromossomo 9 se prende à extremidade do cromossomo 22, e a porção destacada do cromossomo da conversão leucêmica da célula-tronco hematopoética. Essa proteína mutante é o alvo de tratamentos m.edicamentosos específicos (terapia alvo), que visam bloquear seus efeitosFASES EVOLUTIVAS
A evolução da LMC apresenta as seguintes fases, podendo ser o diagnóstico dado em qualquer uma delas:
Fase Crônica (FC): a FC, benigna, é caracterizada por marca da hiperplasia medular e capacidade de maturação das células mielóides, e



tem suas manifestações no sangue periférico facilmentes controladas pela terapia medicamentosa convencional.
Fase Acelerada ou deTransformação (FA): a LMC em FA é resistente à terapia medicamentosa, tendo por características a evolução clonal e, no sangue periférico, ≥ 15% de blastos, ≥ 30% de blastos e pró-mielócitos, ≥ 20% de basófilos e, não relacionado à quimioterapia, < 100.000 plaquetas/mm.
Fase Blástica ou Aguda (FB): a LMC em FB, também resistente à terapia convencional, é agressiva, com quadro clínico da leucemia...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Leucemia mielóide crônica
  • Leucemia mieloide cronica
  • leucemia mieloide cronica
  • Leucemia mielóide crônica
  • Leucemia mielóide crônica
  • leucemia mieloide cronica
  • LEUCEMIA MIELOIDE CRONICA
  • Leucemia Mielóide Crónica

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!