Leishmaniose na região de Sao JOse do Rio PReto

Páginas: 12 (2794 palavras) Publicado: 23 de outubro de 2013

CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE PAULISTA






LEISHMANIOSE VISCERAL AMERICANA
NA REGIÃO DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO.




REBECA NARDELLI & ROGERIO P. A. ANACLETO











SÃO JOSÉ DO RIO PRETO
2011

CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE PAULISTA




LEISHMANIOSE VISCERAL AMERICANA
NA REGIÃO DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO.


REBECA NARDELLI & ROGERIO P. A. ANACLETOOrientadora: Cláudia Pacheco












São José do Rio Preto-SP
2011
Folha de Aprovação

LEVANTAMENTO DE DADOS DA LEISHMANIOSE VISCERAL AMERICANA
NA REGIÃO DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO.


REBECA NARDELLI & ROGÉRIO P. A. ANACLETO


( ) Aprovado ( ) Reprovado

Data: __/__/____

Banca Examinadora

Prof.__________________________________________Prof.__________________________________________
Prof.__________________________________________






São José do Rio Preto-SP
2011
Sumário

Abstract 4
Resumo 5
Introdução6
Objetivos 9
Desenvolvimento 9
Conclusão 12
Referências14

















Abstract 4
In order to describe the occurrence of American visceral leishmaniasis in the region of Sao Jose do Rio Preto, SP, proposed the following study. Upon notification of a suspected case is triggered to LVAactive search for human cases in the area, the municipal disease surveillance. The SUCEN conducts research with entomological collection by manual vacuum aspiration and the municipality makes the search for dogs by canine survey. The transmission in the region begins in 2008, with a record of three autochthonous human cases in the city of Jales. The entomological investigation showed the presenceof the vector Lutzomyia longipalpis, and research focus of the meeting was positive dogs. In the same year the town of Urania confirmed the presence of LVA-positive dogs and in 2009 obtained a confirmation of the first human case. At the same time in Santa Fe do Sul reported finding three positive dogs were also the presence of L. longipalpis and West Palm D', thought Santana Bridge, St. Salem andVotuporanga. In 2010, the municipalities of Aspasia and marino [polis was verified the presence of the vector, and explained the situation before the LVA for the region must get serious. City authorities should work together with the services of surveillance and vector control, to minimize the occurrence of disease in the population of the disease, with worsening environmental management andcreating situations proprícias not for the proliferation of the vector.

Keywords: American visceral leishmaniasis, leishmaniasis.





5
Resumo
Com o objetivo de descrever a ocorrência da leishmaniose visceral americana na região de São José do Rio Preto, SP, propusemos o seguinte estudo. A partir da notificação de um caso suspeito para LVA é desencadeada busca ativa de casos humanos naárea, pela vigilância epidemiológica municipal. A SUCEN realiza pesquisa entomológica com coleta por aspiração manual e o município faz a busca de cães por meio de inquérito canino. A transmissão na região inicia-se no ano de 2008, com registro de três casos humanos autóctones no município de Jales. A investigação entomológica apontou a presença do vetor Lutzomyia longipalpis, e na investigação do...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • lei de zoneamento sao jose do rio preto
  • Origem municipio sao jose do rio preto
  • Epidemiologia de Dengue em São José do Rio Preto
  • Relatório de visito
  • Comitê Popular Plebiscito Municipal de São Jose do RIo Preto
  • A Importância do Policiamento de Força Tática na cidade de São José do Rio Preto
  • Falta de comprometimento dos alunos provoca evasão de curso na Fatec de São José do Rio Preto
  • PREFERÊNCIA DE PLATAFORMAS PARA JOGOS ELETRÔNICOS ENTRE OS ALUNOS DO 1º PERÍODO DA FATEC DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!