Leis 10.639 e 11.643

Páginas: 5 (1242 palavras) Publicado: 13 de janeiro de 2014

UNIVERSIDADE FEDERAL DE OURO PRETO
CURSO DE LICENCIATURA EM PEDAGOGIA
PÓLO DE MATA DE SÃO JOÃO


ALINE DANIELLE DOS SANTOS SANTANA
CARLA DE JESUS ALMEIDA SOUZA
MARIANE SOUZA DE SANTANA
MARIELA DE SOUZA NUNES
NOÉLIA MARIA DE JESUS DA SILVA
ROSILENE PIRES ALVES SANTOS




CONHECENDO AS LEIS N. 10639/2003 E N.11645/2003










MATA DE SÃO JOÃO
2010

ALINE DANIELLEDOS SANTOS SANTANA
CARLA DE JESUS ALMEIDA SOUZA
MARIANE SOUZA DE SANTANA
MARIELA DE SOUZA NUNES
NOÉLIA MARIA DE JESUS DA SILVA
ROSILENE PIRES ALVES SANTOS







CONHECENDO AS LEIS N. 10639/2003 E N.11645/2003












MATA DE SÃO JOÃO
2010
Esse contexto relata a publicação de racismo em livros didáticos, e publicações que mencionam o combate ao racismo no mesmo. Omovimento negro vem sendo desenvolvido em contribuição para o combate contra o racismo que acabou sendo instituída pela Lei 10.639 de 9 de janeiro de 2003, ficando estabelecida a obrigatoriedade do ensino da História e cultura afro-brasileira no ensino fundamental. Esse assunto sobre preconceito racial tem sensibilizado diversos membros, técnicos, governantes, professores, militantes dasorganizações sociais, mídia e pesquisadores.
“Racismo é uma ideologia, uma estrutura e um processo pelo qual grupos específicos, com base em características biológicas e culturais verdadeiras ou atribuídas, são percebidos como uma raça ou grupo étnico inerentemente diferente e inferior”. (ROSEMBERG, BRASILLI, SILVA. p.128).

O corpo e cabelo tidos como expressões da identidade negra, limitar-se aossalões, pois estes são aspectos conquistados pela cultura para construção da representação social e da beleza negra no Brasil. É importante a dupla “cabelo e cor da pele” sobressair na forma como” o negro se ver e é visto pelo outro, principalmente aquele negro que conquista uma ascensão social, sendo que o cabelo torna-se uma forte marca de identidade desse sujeito, porém em outras situações ele é vistocomo a marca de inferioridade do negro.
Um dos objetos de insatisfação das mulheres é o cabelo crespo, dessa forma a pesquisa foi realizada no sentido de re-valorizar, porém, é apresentada com tradições e tensões propriamente do processo identitário; pois esse processo não é simplesmente o olhar de dentro do próprio negro sobre si e o seu corpo, porém é a relacionado com o olhar do outro, ouseja, daquele que está de fora.
“O cabelo do negro na sociedade brasileira expressa o conflito racial vivido por negros e brancos em nosso país”. É um conflito coletivo do quais todos participamos. Considerando a construção histórica do racismo brasileiro, no caso dos negros, o que difere é que a esse seguimento étnico/racial foi realizado estar no pólo daquele que sofre o processo de dominaçãopolítica, econômica e cultural e ao branco estar no pólo dominante. (GOMES. p.3)

No Brasil a mudança no cabelo significa a forma do negro sair da denominada inferioridade que expressa à desigualdade social do sujeito. Dessa forma para demonstrar um sentimento autônomo o negro expressa ousadamente a criatividade nos seus penteados.
Os salões étnicos pesquisados apresentam esta classificação pelaprioridade da sua clientela que são de negros e mestiços, e seus proprietários pertencem ao grupo étnico/racial valorizando a beleza negra, desenvolvendo projetos individuais e sociais, levando o negro a refletir sobre a dimensão estética resgatando positivamente o modelo africano do nosso país.

Surgimos da Confluência, do entrechoque e do caldeamento do invasor português com índios silvícolas ecampineiros e com negros africanos, uns e outros aliciados como escravos.
(...) a sociedade e a cultura brasileiras são conformadas como variantes da versão lusitana da tradição civilizatória européia e ocidental, diferenciadas por colorido herdado dos índios americanos. (Ribeiro, 1995)
Em virtude de nossa formação histórico-social, vivermos em uma nação multirracional e pluri étnica que é...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Lei 10.639
  • lei 10.639
  • Lei 10.639
  • Lei 10.639
  • Lei 10.639/3
  • Lei n°10.639/03
  • Lei 10.639/03
  • Lei 10.639/03

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!