Laminação, Trefilação e Extrusão

Páginas: 19 (4517 palavras) Publicado: 31 de julho de 2014
CEFET-MG: CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE MINAS GERAIS
METALÚRGIA









CAMILA APARECIDA VILELA, GUILHERME CANDIDO TRINDADE SILVA, JUCÉLIA CAROLINA DE ASSIS, PAULO HENRIQUE DE SOUZA DIAS, VICTOR ZANNETI DRUMOND







SEMINÁRIO DE SIDERURGIA 1.























­­­TIMÓTEO
2014
CEFET-MG: CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DEMINAS GERAIS
METALÚRGIA






CAMILA APARECIDA SILVA CORREA VILELA, GUILHERME CANDIDO TRINDADE SILVA, JUCÉLIA CAROLINA DE ASSIS, PAULO HENRIQUE DE SOUZA DIAS, VICTOR ZANNETI DRUMOND








SEMINÁRIO DE SIDERURGIA 1.



Primeiro Seminário de Siderurgia 1,presentado ao Professor Ms. Carlos
Frederico de Assis, do curso de
Metalurgia do Centro Federal deEducação Tecnológica de Minas Gerais.


















­­TIMÓTEO
2014
SUMÁRIO



1 LAMINAÇÃO
É um processo de transformação mecânica que consiste na redução da seção transversal por compressão do metal, por meio da passagem entre dois cilindros de aço ou ferro fundido com eixosparalelos que giram em torno de si mesmos. Esta seção transversal é retangular e refere-se a produtos laminados planos de alumínio e suas ligas, compreendendo desde chapas grossas com espessuras de 150 mm, usadas em usinas atômicas, até folhas com espessura de 0,005 mm, usadas em condensadores. Existem dois processos tradicionais de laminação de alumínio: laminação a quente e laminação a frio.Atualmente, a indústria também utiliza-se da laminação contínua. 

Os principais tipos de produtos laminados são: chapas planas ou bobinadas, folhas e discos. Esses semimanufaturados têm diversas aplicações em setores como transportes (carrocerias para ônibus, equipamentos rodoviários, elementos estruturais, etc.), construção civil (telhas, fachadas, calhas, rufos, etc.), embalagens (latas, descartáveise flexíveis) e bens de consumo (panelas, utensílios domésticos, etc.).


1.1 Laminação a quente
Promove reduções da seção transversal com o metal a uma temperatura mínima de aproximadamente 350°C (igual à temperatura de recristalização do alumínio). A ductilidade do metal a temperaturas desta ordem é máxima e, nesse processo ocorre, a recristalização dinâmica na deformação plástica. O processotranscorre da seguinte forma:
1) Uma placa (matéria-prima inicial) é produzida na refusão, por meio de fundição semicontínua ou em molde com seção transversal retangular.
A placa pode sofrer uma usinagem superficial (faceamento) para remoção da camada de óxido de alumínio, dos grãos colunares (primeiro material solidificado) e das impurezas provenientes da fundição.
2) Posteriormente, a placaé aquecida até tornar-se semiplástica.
3) A laminação a quente se processa em laminadores reversíveis duplos (dois cilindros) ou quádruplos (dois cilindros de trabalho e dois de apoio ou encosto).
4) O material laminado é deslocado, a cada passada, por entre os cilindros, sendo que a abertura dos mesmos define a espessura do passe. A redução da espessura por passe é de aproximadamente 50% edepende da dureza da liga que está sendo laminada. No último passe de laminação, o material apresenta-se com espessura ao redor de 6mm, sendo enrolado ou cortado em chapas planas, constituindo-se na matéria-prima para o processo de laminação a frio.


1.1.1 Laminação a frio
Realiza-se a temperaturas bem inferiores às de recristalização do alumínio. A matéria-prima é oriunda da laminação a...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Extrusão , trefilaçao e laminação
  • Laminação, trefilação e extrusão
  • Trefilação, laminação e extrusão
  • Extrusão e trefilação
  • Laminação e trefilacao
  • laminação e trefilação
  • Extrusão e Trefilação
  • trefilação e extrusao

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!