Lógica

Páginas: 10 (2328 palavras) Publicado: 22 de outubro de 2013


Introdução
Principio da indetidade
O principio da identidade diz que a relação que o homem estabelece com as coisas incide fundamentalmente nos seguintes efeitos: o primeiro, refere-se ao conhecimento sobre o ser das coisas; é deste que resulta o segundo em que laçando-se à procura e ao saber sobre o ser das coisas, o homem obtém o conhecimento sobre a utilidade das coisas. Ora, acompreensão das coisas acontece graças a um processo de orientação do pensamento, o qual deve ser dirigido e disciplinado.
Segundo este filosofo(Aristotele) da antiga Grécia, falando sobre o principio da identidade dizia:
Todo objecto é idêntico a sí mesmo ou seja, e , 'a' sempre será igual 'a', mesmo se afirmarmos que ainda podemos afirmar que e . O que, ainda que simples, ajuda na confirmação devárias proposições. Assim, pode-se dizer que: Uma coisa é o que é, não se confunde com nenhuma outra.

Desenvolvimento
Desde já os instrumentos que permitem a orientação e a disciplina do pensamento são as leis do pensamento correcto. São as leis ou princípios lógicos que regulam no interior do próprio pensamento os modos correctos para o processamento do conhecimento. E por regularem o correctoexercício do pensamento, recebem o nome de leis ou princípio da razão. São assim também conhecido como princípio da lógica formal, pelo facto de existirem não para garantir essencialmente a matéria ou conteúdo do pensamento mas, sobretudo, para conferir ao pensamento os aspectos formais que resultam da razão.
Desta forma destaca-se as seguintes afirmaçoes:
1º Um ser é sempre idêntico a simesmo: ‘A é A’. É o princípio da determinação e sobre ele pouco se pode dizer, visto tratar-se do óbvio. É expresso, simplesmente “O que é, é”. Significa que em todas as coisas existe uma identidade entre a sua noção e seus componentes. Ela é o conjunto de seus caracteres e, parcialmente, cada um deles enuncia a impossibilidade em que se encontra a mente humana de pensar uma noção e seus caracteresconstitutivos como reciprocamente dissemelhantes. Assim, por exemplo, dizer “o homem é um animal racional” ou qualquer outra afirmação estabelece uma determinação que, sob algum aspecto e alguma maneira, é, existe e que não pode não ser. Aplicado às proposições, este princípio diz que “Toda proposição é equivalente a ela mesma”.
O princípio de identidade A = A ou seja A é igual á A, éauto-evidente, não porque tal nos pareça ou porque tenhamos um sentimento de certeza de que é auto-evidente, mas porque sua contraditória, A é diferente de A (A  A) , tem duplo sentido: se A  A, o sujeito da proposição não é igual ao seu predicado, mas, sendo a proposição reversível do predicado tornando-se sujeito, e o sujeito predicado —, temos então dois sujeitos diferentes, que são ambos sujeitos damesma proposição: A1  A2. Logo, a sentença A  A não é unívoca e não pode ser unívoca, donde se patenteia que A = A é auto-evidente.
2º A objeção tola de que essa demonstração por sua vez dá por pressuposto o princípio de identidade cai ante a verificação de que a objeção também o dá por pressuposto. O propósito aliás não é aqui "demonstrar" o princípio de identidade mas sim demonstrar aimpossibilidade de sua negação unívoca. Se na antiga lógica se dizia que uma proposição auto-evidente nem requer nem admite provas, era isto o que no fundo se queria dizer, sem chegar a dizê-lo, talvez por não havê-lo percebido claramente: Não há nada a objetar ao princípio de identidade, a não ser proposições de duplo sentido, isto é, sem sentido.
3º Portanto, se não há demonstração lógica de umprincípio auto-evidente, há, sim, da impossibilidade da sua contraditória. Isto aplica-se a todos os princípios lógicos e metafísicos.



- PRINCÍPIO DA NÃO-IDENTIDADE
É também conhecido como princípio da contradição. O enunciado é o seguinte: “A é A e é impossível que seja ao mesmo tempo não-A”. O “É” e o “não-É” não podem se referir a um mesmo objeto quanto a uma...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Lógica
  • Logica
  • Lógica
  • logica
  • logica
  • Lógica
  • Logica
  • LÓGICA

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!