Língua portuguesa - erros

Páginas: 23 (5614 palavras) Publicado: 27 de junho de 2011
Segue uma apanhado de crônicas:

Os livro"
Editorial - Folha de S.Paulo - 19/05/2011

Folha de São Paulo - 19/05/2011

Há notório exagero na polêmica deflagrada pela revelação de que um livro didático adotado pelo Ministério da Educação (MEC) admite o emprego de expressões erradas, do ponto de vista gramatical, dependendo do contexto em que são utilizadas. "Os livro ilustrado maisinteressante estão emprestado." Segundo a obra "Por Uma Vida Melhor", distribuída a alunos jovens e adultos de 4.236 escolas do país, uma frase como essa pode ser empregada, embora o estudante seja ali advertido de que, ao fazê-lo, "corre o risco de ser vítima de preconceito linguístico".

Há muito que a norma culta -o padrão estabelecido por gramáticos e lexicógrafos, que nem sempre, aliás, se põem deacordo- deixou de ter valor absoluto. O substrato real de toda   língua está na fala popular, que evolui ao longo  do tempo e impõe, cedo ou tarde, mudanças na norma que se convencionou ser a correta. Em contexto oral, coloquial ou literário, admitem-se variações definidas como erradas pelo padrão gramatical. Esse padrão configura apenas um conjunto de convenções que assegura lógica aofuncionamento do idioma, ainda que suas regras sejam eivadas de exceções e anomalias.
Daí não decorre, porém, que a norma culta seja um parâmetro inútil ou preconceituoso. Trata-se de um lastro, que também evolui no tempo, cujo sentido é tornar a língua estável e previsível; sem tal garantia, as variações cresceriam de forma desordenada até inviabilizar a própria comunicação. Além disso, o aprendizado danorma culta faz parte da disciplina intelectual   que deveria ser estimulada em qualquer estabelecimento de ensino. Aprender custa tempo e esforço. O episódio, que faz lembrar as ferozes controvérsias gramaticais da República Velha (1889-1930), é menos relevante em si do que pelo que reitera em termos de mentalidade pedagógica. De algumas décadas para cá, a pretexto de promover uma educação"popular" ou "democrática", muitos educadores dedicam-se a solapar toda forma de saber implicada no repertório de conteúdos que a humanidade vem acumulando ao longo das gerações. Em vez da revolução pedagógica que apregoam, o resultado tem sido a implantação despercebida da lei do menor esforço nas escolas. Estuda-se pouco e ensina-se mal. Isso -e não suscetibilidades gramaticais- é o que deveriapreocupar.

Se pelo menos ensinassem Português
Carlos Alberto Sardenberg - 17/05/2011

O Estado de São Paulo - 16/05/2011

Os brasileiros falam de muitos modos. Há alguns programas de rádio no Nordeste que são simplesmente incompreensíveis para os paulistas. Um linguajar gaúcho bem cantado soa difícil em Manaus. Mas, quando se trata de estudar Matemática ou Ciências, todos os alunos brasileirosprecisam saber o português, digamos, oficial, a chamada norma culta. Ou, ainda, quando uma companhia de Tecnologia da Informação (TI) lança um novo produto, uma máquina têxtil, por exemplo, o manual estará escrito no português normatizado, o dos dicionários.

Logo, as escolas brasileiras devem ensinar esse português, certo? Não é bem assim - é o que estão dizendo professores e linguistas alinhadosna tese de que não há o certo e o errado no uso da língua. Há apenas o adequado e o inadequado. Assim, "nós pega o peixe" não está errado. E se alguém disser que é, sim, errado, estará cometendo "preconceito linguístico".

Essa tese se encontra no livro Por Uma Vida Melhor, da Coleção Viver, Aprender (Editora Global), que foi adotado, comprado e distribuído pelo Ministério da Educação a milharesde alunos. Daí a polêmica: trata-se de um livro didático, não apenas de uma obra de linguística.

Mas a polêmica está tomando caminhos equivocados. O pessoal favorável a essa tese argumenta com a variedade da língua falada e com a evolução permanente da língua viva, acrescentando algumas zombarias com o que consideram linguajar culto, das elites, mas que não passa de um falar empolado. Um...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Erros comuns na língua Portuguesa
  • Erros na língua portuguesa
  • Língua portuguesa erros na comunicação social
  • Tautologia / os 10piores erros a Lingua Portuguesa
  • Os Cem erros mais comuns da língua portuguesa
  • Porque, crases e erros frequentes na lingua portuguesa
  • Curriculo de língua portuguesa favorece o erro linguístico como fracasso escolar
  • Língua portuguesa

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!