kkkkk

Páginas: 2 (383 palavras) Publicado: 6 de novembro de 2014
Aluísio Tancredo Belo Gonçalves de Azevedo (São Luís, 14 de abril de 1857 — Buenos Aires, 21 de janeiro de1913) foium romancista, contista, cronista, diplomata, caricaturista e jornalista brasileiro; além de bom desenhista e discreto pintor.
Filho do vice-cônsul português David Gonçalves de Azevedo, que, ainda jovem, enviuvara-se em boda anterior, e de Emília Amália Pinto de Magalhães, HYPERLINK"http://pt.wikipedia.org/wiki/Alu%C3%ADsio_Azevedo" \l "cite_note-patr-1" 1 separada de um rico comerciante português, Antônio Joaquim Branco, assiste Aluísio, em garoto, ao desabono da sociedademaranhense a essa união dos pais contraída sem segundas núpcias, algo que se configurava grande escândalo à época. Foi Aluísio, irmão mais novo do dramaturgo e jornalista Artur Azevedo, com o qual, emparceria, viria a esboçar peças teatrais.
Ainda em pequeno revela pendores para o desenho e para a pintura, dom que mais tarde lhe auxiliaria na produção literária. Concluindo os preparatórios em São Luísdo Maranhão, transfere-se em 1876 para o Rio de Janeiro, onde prossegue estudos na Academia Imperial de Belas-Artes, obtendo, a título de subsistência imediata, ofício de colaborador caricaturista dejornais, como O Fígaro, Mequetrefe, Zig-Zag e A Semana Ilustrada. HYPERLINK "http://pt.wikipedia.org/wiki/Alu%C3%ADsio_Azevedo" \l "cite_note-patr-1" 1
Com o falecimento do pai em 1878 volta aoMaranhão para sustentar a família. HYPERLINK "http://pt.wikipedia.org/wiki/Alu%C3%ADsio_Azevedo" \l "cite_note-patr-1" 1 Ali, instigado por dificuldades financeiras, abandona momentaneamente os desenhos1 edá início à atividade literária, publicando Uma Lágrima de Mulher no ano seguinte (1879). Em 1881, ano dentre a crescente efervescência abolicionista, publica o romanceO Mulato, obra que deixa asociedade escandalizada pelo modo cru com que desnuda a questão racial e inaugura o Naturalismo na literatura brasileira.1 Nela, o autor já demonstra ser abolicionista convicto. 1Diante da reação...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • kkkkk
  • KKKKK
  • kkkkk
  • kkkkk
  • kkkkk
  • Kkkkk
  • Kkkkk
  • kkkkk

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!