kant

Páginas: 7 (1501 palavras) Publicado: 31 de outubro de 2014
Kant: Criticismo e DeontologiaRacionalismo Kantiano
O Criticismo filosófico kantiano é uma reação ao dogmatismo (Wolf) e ao Ceticismo (Hume). De fato, entre esses extremos procura posicionar-se a filosofia kantiana conciliando, inclusive, empirismo e idealismo, redundando num racionalismo que acaba por reorientar os rumos das filosofias moderna e contemporânea.
A filosofia Kantiana funda ocriticismo, algo entre o dogmatismo e o ceticismo. Tendo o ceticismo de Hume despertado Kant do seu sono dogmático e o estimulado a fazer investigações e elaborar um sistema, cujo objetivo era a superação crítica do dogmatismo tradicional e do empirismo cético.
Toda a contribuição de maturidade de Kant representou um esforço de superação de suas próprias concepções anteriores e de outros paradigmasfilosóficos, com vista na formação de um sistema que explicasse as regras da razão prática e da razão pura (principais obras de Kant).
A Crítica da Razão Pura responde à indagação a respeito da ciência e a Crítica da Razão Prática e o Fundamento da Metafísica dos Costumes, respondem à questão pertinente à moral.
Com isso se quer afirmar que grande parte de sua tarefa filosófica foi umaempreitada em torno do conhecimento.
Para Kant, o conhecimento só é possível na medida em que interagem condições materiais de conhecimento advindas da experiência (o que os sentidos percebem) com condições formais de conhecimento (o que a razão faz com que os sentidos percebam). A experiência é o início do conhecimento, mas sozinha é Incapaz de produzir conhecimento.
Na doutrina kantiana, o homemgoverna-se com base em leis inteligíveis (puramente racionais) e naturais (empíricas e sensíveis) correspondendo estas a duas categorias diferentes entre si, de acordo com a própria proposta geral das reflexões do sistema filosófico criticista. A Teoria kantiana do conhecimento informa que os objetos são contaminados pela razão humana.
É esse o racionalismo Kantiano e sua revolucionária concepção dateoria do conhecimento, que deposita profunda importância no sujeito-do-conhecimento e não no objeto-do-conhecimento.
A explicação dessa postura será sem dúvida, de grande importância para a compreensão da discussão ética proposta por Kant.
Ética kantiana
A Ética Kantiana é revolucionária e marcante e sua preocupação está em dizer que a razão humana é insuficiente para alcançar o modelo ideal derealização da felicidade humana. O que inquieta Kant, em suas discussões, de um lado, é relatar a insuficiência do sistema racional para a resolução do conflito ético humano, bem como, de outro lado, relatar que não na experiência sensível se encontrará o elemento que garanta a felicidade e a realização ética humanas. Está, portanto, consciente de que a especulação, a ciência e a elevadaconsciência racional não conduzem à felicidade.
Kant é verdadeiramente um marco central na história da ética: por um lado, representa o ponto de chegada de um movimento que remonta ao fim da idade média, segundo o qual a ética consiste num equilíbrio entre Lei e liberdade: por outro lado, ele é o lugar de referência da reflexão ética posterior.
Kant preocupa-se, portanto, em fundamentar a prática moralnão na pura experiência, mas em uma lei aprioristicamente inerente à racionalidade universal humana; quer-se garantir absoluta igualdade aos seres racionais ante à lei moral universal, que se expressa por meio de uma máxima: o chamado imperativo categórico. “Aja sempre de acordo com a máxima tal, que se possa querer, ao mesmo tempo, que ela se converta em lei universal”
“A vontade é concebida comoindependente de condições empíricas, por conseguinte, como vontade pura determinada pela simples forma da lei, e este princípio de determinação é visto como a condição suprema de todas as máximas”
O imperativo categórico seria o que representasse uma ação por si mesma sem referência a nenhum outro fim, como objetivamente necessária.
Se a ação é boa só como meio para alguma outra coisa, então...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Kant
  • Kant
  • kant
  • Kant
  • Kant
  • KANT
  • kant
  • kant

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!