juliana

Páginas: 8 (1809 palavras) Publicado: 2 de abril de 2014
São quatro e meia da manha
Ainda escuro e nenhuma luz acesa na rua, os passarinhos começam a cantar. Abre os olhos, solta um suspiro e lentamente, Carlos acorda. Coloca os óculos e os chinelos e vai em direção ao banheiro. É muito cedo, são quatro e meia da manhã, enquanto uns estão voltando da diversão, para Carlos é hora de despertar e enfrentar um novo dia cheio de trabalho.
Olha pelajanela, vê um dia de calor se aproximando, ainda faz apenas 19 graus, mas vem muito calor por aí nestes 18 de novembro, segunda-feira, já pensa como será enfrentar o transporte público com esse calor. Coloca sua calça, sua camisa, aperta o cinto andando em direção à cozinha, senta a mesa, morde um pão francês com manteiga que sua esposa já deixou preparado em cima da mesa junto com um copo de suco delaranja, seu preferido.
Seu trabalho fica a duas horas e meia de sua casa, ele mora em Grajaú, extremo Sul de São Paulo e trabalha no Centro. Carlos é um dos milhares de brasileiros que têm de enfrentar uma longa viagem para chegar ao trabalho.
- Tchau, bem. Avise-me, se for preciso pegar as crianças.
- Querido, acho melhor elas virem de ônibus, pois você não conseguirá chegar no horário.Pronto para começar o dia, Carlos se levanta da mesa de sua sala, calça os sapatos, fecha a porta e tranca com suas chaves. Descem as escadas, ruas e atravessa a Avenida. Andando com fones nos ouvidos, ouve a rádio para saber como está o transito em São Paulo nesse momento, em passos rápidos pensa em não perder o trem que sai às cinco e dez da manhã. Demora vinte minutos a pé para chegar ao pontode ônibus mais próximo de sua casa. Espera em média mais uns dez minutos para entrar no ônibus, que como de costume, está cheio e não tem lugar para sentar, procura sempre se manter perto a porta para ser mais fácil de sair em sua parada.
Há dois meses, o ônibus pegava um trânsito maior antes da faixa exclusiva, hoje demora em média 40 minutos para chegar ao trem, na estação Grajaú. De pé, vendotodas aquelas pessoas dormindo, tudo o que Carlos deseja é chegar rápido ao trem, mas isso parece ser impossível em São Paulo.
Balançando, o ônibus vai passando por ruas e mais ruas, parando em diversos pontos, mas o ponto do trem nunca chega, parece estar cada vez mais longe. Os pés já não aguentam mais, gotas de suor já caem pelo rosto e a sensação de insatisfação com o transporte em São Paulonessa hora aumenta.
Ufa! Finalmente, faltam apenas cinco estações, é o único pensamento que a maioria naquele ônibus tem. Todos já tentam ficar perto da porta, não veem a hora de sair daquele ônibus. Quase três minutos para conseguir sair do ônibus, finalmente anda em direção à catraca. Hmmm! Que cheirinho bom, pão de queijo e café exalam seus odores pelo ar da estação!
-Bom dia Seu Amilton,me vê aquele cafezinho fresquinho? Hoje o cheirinho está melhor do que nunca.
Ao tomar o café, caminha em direção da catraca, em passos lentos segue a fila e prepara o seu bilhete único para passar na catraca. R$ 15,50 centavos é o saldo restante. Caminha em direção ao trem, desce escadas, pessoas se esbarrando, correndo, esperando ao lado direito na escada rolante, uns com mais pressa, outros commenos, e a cidade de São Paulo sempre correndo, nunca para.
Espera ansiosamente o trem e quando chega, fica atento ao vão que fica entre o trem e a plataforma, pois como o trem chega vazio, pois a Estação Grajaú é a linha final, as pessoas se empurram para poder entrar e sentar, Carlos se mantém sempre à direita, pois diz que é mais seguro ao entrar. Ficou assustado uma vez que viu uma mulhercaindo no vão. Mais uma vez lotado, procura sempre ficar perto da porta para poder se encostar e quem sabe até tirar uma soneca. A Estação Grajaú fica a treze estações do seu destino, a estação Pinheiros. Pessoas vão descendo em seus destinos, ou pelo menos na estação que precisam fazer baldeação, o alarme na chegada de cada estação toca, ao fechar a porta é menos uma estação para o destino de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Juliana
  • Juliana
  • Juliana
  • Juliana
  • Juliana
  • Juliana
  • Juliana
  • JULIANA

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!