Judô

Páginas: 9 (2037 palavras) Publicado: 19 de maio de 2012
O que é Sociologia?
Europa, final da Idade Média, crise do Modo de Produção

Feudal. Classicamente, se diz que o Modo de Produção entrou em

contradição com os interesses das Forças Produtivas. Naquele caso,

embora a densidade demográfica crescesse assustadoramente, de
nada adiantava produzir mais porque o excedente não iria para
aqueles deles necessitados; iria engordar ainda mais os cofres daNobreza...
As pessoas começam a se rebelar, fogem dos feudos (a que

eram “presas” por laços de honra) e passam a roubar ou com parcos
recursos comprar bens baratos a grandes distâncias vendendo-os

mais caro onde eram desejados – ressaltem-se as famosas
“especiarias” -, ou seja, na Europa. A prática do lucro era condenada
pela Igreja Católica, a maior potência do mundo à época. Mas para osfugitivos dos feudos, fundadores de burgos, que serão mais tarde
chamados de “burgueses”, não restava outra alternativa exceto a
atividade comercial voltada ao lucro, tida como “desonesta” por

praticamente todas as culturas e civilizações do mundo a partir de
todos os pontos de vista éticos.

O capitalismo era como um pequenino câncer que surgiu no
final da sociedade feudal. Foi crescendo, crescendo ehoje, a
burguesia e seus interesses comerciais se sobrepõem ao ser humano

numa infecção que contamina todo o planeta. Aquelas sociedades que
buscam a cura para este mal são “reconvertidas” ao satanismo pagão

de holocaustos ao deus-mercado através de diversas formas de
pressão e, no limite, uso da força física, como ocorreu no Chile de

Salvador Allende e, mais recentemente, no Afeganistão – umcom
proposta socialista, outro com proposta islâmica; ambos intoleráveis
hereges dentro do fundamentalismo de mercado.

Era fundamental reorganizar a sociedade de maneira a que os
novos donos da riqueza fossem também os donos do poder. Surge
uma nova religião para reforçar uma ética mais consentânea com os

tempos cambiantes: surge o protestantismo. Os padres diziam nas
missas – embora suaprática fosse bem outra... – ser “mais fácil um
camelo passar pelo fundo de uma agulha do que um rico entrar no
reino dos céus”, reiterando serem pecaminosos aqueles que

praticavam a cobrança de juros, lucros... “Usurários”, enfim, eram
todos enfileirados no caminho que conduz ao fogo do inferno. Por
outro lado começam a surgir ex-padres, agora pastores que passam a
informar: “se a mão de Deus estiversobre a sua cabeça, você
prosperará imensamente nesta terra; nisso você verá um sinal de

estar sendo por ele abençoado”... Se você tivesse enriquecido à beça
na base do comércio lucrativo, ou do empréstimo a juros, preferiria o
discurso do padre (vale repetir, em contradição com a sua prática) ou
o do pastor? Assim cresceram as seitas protestantes pelo mundo
afora.

Politicamente a burguesiaendinheirada sentia-se lesada tendo
de pagar tributos à antiga nobreza, agora praticamente falida. No início
compravam títulos de nobres aos de antiga linhagem – que os

discriminavam! – a seguir passaram a pensar em alternativas mais

radicais (ser radical é ir à raiz e a burguesia foi radical no período de
suas glórias revolucionárias!) como convocar os trabalhadores a uma
aliança contra a nobreza eimplantar um novo tipo de regime político,

muito mais interessante e lucrativo para a burguesia, a “república”. Os
burgueses

convocaram

seus

empregados,

desempregados

e

desesperados, superiores em número, para uma aliança contra a
nobreza ou “antigo regime” e, após muitos percalços, saem-se

vitoriosos. Agora, “duque”, “king” e “marquesa” passam a ser nomes
de animais domésticos daburguesia! O passo seguinte foi agradecer e

condecorar trabalhadores, desempregados e desesperados e mandálos de volta a seus trabalhos, a seus desempregos e a seu desespero.
Estes, à medida que se conscientizavam de que foram usados
para uma troca de poder que em absolutamente nada lhes beneficiou
começam a organizar-se em sindicatos e outras agremiações

classistas, por vezes secretas, maçônicas...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Judô
  • Judo
  • Judô
  • Judô
  • judo
  • Judo
  • Judô
  • Judô

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!