Iodo e a nutrição humana

Páginas: 10 (2277 palavras) Publicado: 6 de abril de 2013
Iodo Parte I O iodo (do grego iodés, cor violeta) é um elemento químico de símbolo I, de número atômico 53 (53 prótons e 53 elétrons) e de massa atômica 126,9 u. À temperatura ambiente, o iodo encontra-se no estado sólido. O iodo é um sólido negro e lustroso, com leve brilho metálico. Presente no mar e no solo na forma de íons (iodeto) e na atmosfera, este elemento encontra-se em pequenaconcentração em nosso organismo (cerca de 20 a 30 mg de iodo para um adulto). É um não metal, do grupo dos halogênios (17 ou VIIA) da classificação periódica dos elementos. É o menos reativo e o menos eletronegativo de todos os elementos do seu grupo. Foi descoberto na França pelo químico Bernard Courtois em 1811 a partir de algas marinhas, não continuando com suas investigações por falta de dinheiro.Posteriormente, o químico inglês Humphry Davy e o químico Francês Gay-Lussac estudaram em separado a substância e terminaram identificando-a definitivamente como um novo elemento. Ambos deram o crédito do descobrimento a Courtois. Parte II O iodo é um micronutriente essencial para o homem e outros animais. No organismo humano ele é utilizado na síntese dos hormônios produzidos pela tireóide - atriiodotironina (T4) e a tiroxina (T3) uma glândula que se localiza na base frontal do pescoço. Estes hôrmonios têm dois importantes papéis: atuam no crescimento físico e neurológico e na manutenção do fluxo normal de energia, principalmente na manutenção do calor do corpo. Além disto participa da conversão de betacaroteno em vitamina A, na síntese de proteínas e absorção intestinal de carboidratos eainda na atuação de várias enzimas. São muito importantes para o funcionamento de vários órgãos como o coração, fígado, rins, ovários e outros. Nosso organismo contém normalmente de 20 a 30 mg de iodo, com mais de 75% na glândula tireóide e o restante distribuido por todo o organismo, particularmente na glândula lactente mamária, na mucosa gástrica e no sangue. Recomenda-se a ingestão de 150mcg/dia (lembrando, isto é micrograma por dia, ou seja um milésimo de miligrama por dia!) para homens e mulheres saudáveis. No caso de gestantes, aumentase este número para 175 mcg/dia e no caso de mulheres em fase de lactação pode chegar a 200 mcg/dia.
Recomendações nutricionais diárias de iodo: Idade Lactentes 0 a 6 meses 7 a 17 meses Crianças 1 a 3 anos 4 a 8 anos Homens 9 a 13 anos 14 a 18 anosµg/dia 110 130 90 90 120 150

19 a 70 anos > 70 anos Mulheres 9 a 13 anos 14 a 18 anos 19 a 70 anos > 70 anos Gravidez 18 a 50 anos Lactação 18 a 50 anos

150 150 120 150 150 150 220 290

Fonte: Dietary Reference Intakes: Recommended Intakes for Individuals Elements, Food and Nutrition Board, Institute of Medicine, National Academies, 2004

Os Distúrbios por Deficiência de Iodo – DDI - sãofenômenos naturais e permanentes, que estão amplamente distribuídos em várias regiões do mundo. Populações que vivem em áreas deficientes em iodo sempre terão o risco de apresentar os distúrbios causados por esta deficiência, cujo impacto sobre os níveis de desenvolvimento humano, social e econômico são muito graves. A deficiência de iodo pode causar cretinismo em crianças* (retardo mental grave eirreversível), surdo-mudez, anomalias congênitas, bem como a manifestação clínica mais visível – bócio (hipertrofia da glândula tireóide) que se caracteriza por fraqueza muscular, redução na taxa metabólica basal, redução do crescimento, alterações de pele e pêlos. A redução de fertilidade é uma sinal típico da deficiência de iodo. Além disso, a má nutrição de iodo está relacionada com altas taxasde natimortos e nascimento de crianças com baixo peso, problemas no período gestacional, e aumento do risco de abortos e mortalidade materna. *A falta de iodo em crianças, é decorrente normalmente da má alimentação da mãe durante a gestação. Associada a esses problemas, a deficiência de iodo contribui para o aumento do gasto com atendimento em saúde e em educação, uma vez que incrementa as...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • NUTRIÇÃO HUMANA
  • Nutrição Humana
  • Nutrição Humana
  • Nutrição humana
  • Nutrição Humana
  • nutrição humana
  • Nutrição humana
  • NUTRIÇÃO HUMANA

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!