Introdução a historia da historia da enfermagem

Páginas: 21 (5042 palavras) Publicado: 7 de novembro de 2011
Período Pré-Cristão | |
|  |No período Pré-Cristão as doenças eram tidas como um castigo de Deus ou resultavam do poder do demônio. Por isso os |
| |sacerdotes ou feiticeiras acumulavam funções de médicos e enfermeiros. O tratamento consistia em aplacar as divindades, |
| |afastando os maus espíritos por meio de sacrifícios. Usavam-se: massagens, banho de água fria ou quente,purgativos, |
| |substâncias provocadoras de náuseas. Mais tarde os sacerdotes adquiriram conhecimentos sobre plantas medicinais e passaram a|
| |ensinar pessoas, delegando-lhes funções de enfermeiros e farmacêuticos. Alguns papiros, inscrições, monumentos, livros de |
| |orientações política e religiosas, ruínas de aquedutos e outras descobertas nos permitem formar uma idéia dotratamento dos |
| |doentes. |
|Cristianismo |

|  |O cristianismo foi a maior revolução social de todos os tempos. Influiu positivamente através da reforma dos indivíduose da|
| |família. Os cristãos praticavam uma tal caridade, que movia os pagãos: "Vede como eles se amam". Desde o início do |
| |cristianismo os pobres e enfermos foram objeto de cuidados especiais por parte da Igreja. Pedro, o apóstolo, ordenou |
| |diáconos para socorrerem os necessitados. As diaconisas prestavam igual assistência às mulheres. Os cristãos até então || |perseguidos, receberam no ano 335 pelo Edito de Milão, do imperador Constantino, a liberação para que a Igreja exercesse |
| |suas obras assistenciais e atividades religiosas. Houve uma profunda modificação na assistência aos doentes - os enfermos |
| |eram recolhidos às diaconias, que eram casas particulares, ou aos hospitais organizados para assistência a todo tipo de |
||necessitados. |
|Desenvolvimento das práticas de saúde durante os períodos históricos |

|  |Subdivisão do períodos relacionados com a mudança das práticas de saúde: |
|• |Aspráticas de saúde instintivas - caracteriza a prática do cuidar nos grupos nômades primitivos, tendo como plano-de-fundo |
| |as concepções evolucionista e teológica. Neste período as práticas de saúde, propriamente ditas, num primeiro estágio da |
| |civilização, consistiam em ações que garantiam ao homem a manutenção da sua sobrevivência, estando na sua origem, associadas|
| |ao trabalhofeminino. Com o evoluir dos tempos, constatando que o conhecimento dos meios de cura resultavam em poder, o |
| |homem, aliando este conhecimento ao misticismo, fortaleceu tal poder e apoderou-se dele. Observa-se que a Enfermagem está em|
| |sua natureza intimamente relacionada ao cuidar das sociedades primitivas. |
|• |As práticas de saúdemágico-sacerdotais - aborda a relação mística entre as práticas religiosas e as práticas de saúde |
| |primitivas desenvolvidas pelos sacerdotes nos templos. Este período corresponde à fase de empirismo, verificada antes do |
| |surgimento da especulação filosófica que ocorre por volta do século V a.C. Essa prática permanece por muitos séculos |
| |desenvolvida nos templos que,a princípio, foram simultaneamente santuários e escolas, onde os conceitos primitivos de saúde|
| |eram ensinados. Posteriormente, desenvolveram-se escolas específicas para o ensino da arte de curar no sul da Itália e na |
| |Sicília, propagando-se pelos grandes centros do comércio, nas ilhas e cidades da costa. Naquelas escolas pré-hipocráticas, |
| |eram variadas as concepções...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • Introdução e história da enfermagem
  • História da enfermagem
  • Historia da Enfermagem
  • a historia da enfermagem
  • Historia da enfermagem
  • Historia da enfermagem
  • HISTÓRIA DA ENFERMAGEM
  • Historia da enfermagem

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!