Introdução à psicoterapia existencial

Páginas: 20 (4893 palavras) Publicado: 7 de novembro de 2012
psicoterapia experiencial e a psicoterapia existencial.
As diferenças podem estabelecer-se ao nível dos
seus objecto, objectivos e propostas ou modelos de
intervenção (Quadro 1).
As diferenças essenciais entre psicoterapia
experiencial (humanista) e psicoterapia existencial
situam-se na forma como conceptualizam a capacidade
do indivíduo para o processo de mudança, nos
conceitos-chave queestão em jogo e, ainda, na
finalidade da intervenção (Villegas, 1989). A finalidade
da intervenção define-se pela auto-descoberta
(conhecer-se e compreender-se) na psicoterapia
experiencial e pela construção mais autêntica e
significativa da sua existência na psicoterapia
existencial (Quadro 2).
Na psicoterapia existencial enfatizam-se as
dimensões histórica e de projecto e aresponsabilidade
individual na construção do seu-mundo.
Visa a mudança e a autonomia pessoal. Contudo,
vários autores definem a finalidade principal da
psicoterapia existencial de diferentes modos: procura
de si próprio (May, 1958); procura do sentido da
existência (Frankl, 1984); tornar-se mais autêntico
na relação consigo próprio e com os outros (Bugental,
1978); superar os dilemas, tensões,paradoxos e
desafios do viver (Van Deurzen-Smith, 2002);
facilitar um modo mais autêntico de existir (Cohn,
1997); promover o encontro consigo próprio para
assumir a sua existência e projectá-la mais livremente
no mundo (Villegas, 1989) e aumentar a auto-cons-
289
Análise Psicológica (2006), 3 (XXIV): 289-309
Introdução à psicoterapia existencial
JOSÉ A. CARVALHO TEIXEIRA (*)
(*) MédicoPsiquiatra. Instituto Superior de Psicologia
Aplicada, Lisboa. Sociedade Portuguesa de Psicoterapia
Existencial.
ciência, aceitar a liberdade e ser capaz de usar as
suas possibilidades de existir (Erthal, 1999). No
essencial, a perspectiva existencial pretende ajudar
o cliente a escolher-se e a agir de forma cada vez
mais autêntica e responsável.
Em qualquer caso, resulta claro que o conceito
depsicoterapia não é o de uma técnica destinada
a “curar” perturbações mentais, mas sim o de uma
intervenção psicológica que contribui para o crescimento
e para a transformação do cliente como pessoa.
Mais especificamente, que promove o encontro
da pessoa com a autenticidade da sua existência,
para que venha a assumi-la e possa projectá-la mais
livremente no mundo.
2. FUNDAMENTOS
2.1.Psicologia existencial
A psicologia existencial é a psicologia da existência
humana com toda a sua complexidade e paradoxos
(Wong, 2004), considerando que a existência humana
envolve pessoas reais em situações concretas.
Com a finalidade de introduzir fundamentos de
psicologia existencial em que assentam diferentes
propostas de psicoterapia existencial, faz-se uma
revisão sumária sobre o quecaracteriza a existência
individual, o que é estar-no-mundo, como se caracteriza
o confronto do indivíduo com os dados da
existência e procura-se situar o perturbar-se mentalmente
como uma possibilidade do existir.
2.1.1. O que caracteriza a existência individual
O que caracteriza a existência individual é o ser
que se escolhe a si-mesmo com autenticidade,
construindo assim o seu destino,num processo
dinâmico de vir-a-ser. O indivíduo é um ser consciente,
capaz de fazer escolhas livres e intencionais,
isto é, escolhas das quais resulta o sentido da sua
existência.
Ele faz-se a si próprio escolhendo-se e é uma
combinação de realidades/capacidades e possibilidades/
potencialidades, está “em aberto” ou melhor
está em projecto. Este, é a maneira como ele escolheestar-no-mundo, o que se permite ser através da
290
QUADRO 1
Diferenças entre psicoterapia experiencial e psicoterapia existencial
PSICOTERAPIA EXPERIENCIAL PSICOTERAPIA EXISTENCIAL
Influências Kierkegaard / Buber / William James Husserl / Heidegger / Sartre
Objecto Vivência Existência
Dimensão Actual Histórica
Objectivo Crescimento Autonomia
Método Heurística Hermenêutica
Dinâmica Psicológica...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • A psicoterapia existencial
  • Psicoterapia existencial
  • Psicoterapia existencial
  • Psicoterapia existencial
  • A abordagem existencial- humanista na psicoterapia
  • Psicoterapias Fenomenologico Existenciais Humanismo
  • Psicoterapia Fenomenológica Existencial
  • A abordagem existencial- humanista na psicoterapia

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!