Interpretaçao da lei

Páginas: 13 (3137 palavras) Publicado: 22 de maio de 2012
UNIVERSIDADE CATÓLICA DE ANGOLA EM BENGUELA
DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DA EDUCAÇÃO



TRABALHO EM GRUPO DE PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO

A IDADE PROVECTA OU VELHICE


A Docente
Dra. Sandra Chimuco

ELABORADO PELO GRUPO Nº
2º Ano – Pós-Laboral
Especialidade: Ciências da educação

Lobito, Abril de 2012

UNIVERSIDADE CATÓLICA DE ANGOLA EM BENGUELA
DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS DAEDUCAÇÃO


TRABALHO EM GRUPO DE PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO

A IDADE PROVECTA OU VELHICE

ELEMENTOS DO GRUPO
Amélia Faustino
António Tchiwale
Gaudência Nunda
Isabel Chicuele
Isaura Sachilunga
Jacinto Gomes
Joana Tinta
A Docente
Dra. Sandra Chimuco
Laura Moço
Luzia Comboio
Maria Cassessa

Lobito, Abril de 2012
INTRODUÇÃO
De início, podemos dizer que definir o que é seridoso nos dias atuais contribui ainda para quebrar alguns preconceitos sociais sobre a condição do idoso em muitos países, além de ser uma tarefa difícil, dadas as alterações nos padrões sociais e, principalmente, culturais que contribuem para que, a cada geração, novas características venham se juntar ao rol de situações que definem o que é ser idoso.
O envelhecimento do organismo como um todo estárelacionado com o facto das células somáticas do corpo irem morrendo uma após outra e não serem substituídas por novas como acontece na juventude. O motivo é que para a substituição poder acontecer as células somáticas têm de se ir dividindo para criarem cópias que vão ocupar o lugar deixado vago pelas que morrem.
As primeiras abordagens científicas sobre a velhice começam a surgir no século XVIe cientistas como Bacon e Descartes já se preocupavam em analisar aspectos referentes ao envelhecimento. Contudo, o médico francês Jean Marie Charcot, em 1867, foi o primeiro a apresentar um trabalho científico sobre a terceira idade. Seu Estudo clínico sobre a senilidade e doenças crónicas, procurava destacar a relevância dos estudos sobre o envelhecimento, centrando-se em suas causas econsequências para o organismo humano. Na década de 1970, as novas abordagens começam a se preocupar com os reflexos deste fenómeno para a integração de pessoas idosas à sociedade, em estudos envolvendo não somente aspectos físicos e mentais, como as transformações sociais advindas desse processo.
O fenómeno da velhice é algo presente nas diversas épocas e lugares, fazendo parte da evolução da civilizaçãohumana. No entanto, este constructo sócio-histórico e psicológico ao longo dos tempos foi alvo de pesquisas científicas e do senso comum, cuja premissa maior era busca da juventude e da beleza eterna. De modo que a velhice possui o componente preconceituoso e estereotipado de uma fase do desenvolvimento humano marcado por acontecimentos negativos. Nas sociedades contemporâneas verifica-se umaumento da expectativa de vida e crescimento da população idosa em vários países.
PSICOLOGIA DO ENVELHECIMENTO E DA VELHICE
O interesse da psicologia sobre a velhice é relativamente recente, visto que a expansão sistemática da Gerontologia só ocorre no final da década de 1950, principalmente em função do rápido crescimento no número de pessoas idosas.
Começam em 1928 as primeiras pesquisasexperimentais sobre a velhice, a respeito de tópicos tais como: aprendizagem, memória e tempo de reacção. No entanto, até 1940, pouco se pesquisou sobre a vida adulta e a velhice, considerando que até então esta foi a época de expansão e consolidação da psicologia da infância e da adolescência (Baltes, 1995). Um possível motivo para o planeamento e a execução de um grande número de estudos empíricosacerca do envelhecimento, deve-se ao fato de que os pesquisadores não encontravam na psicologia do desenvolvimento uma resposta satisfatória para a realidade pessoal de envelhecimento, nem para a velhice como fato social, fenómeno sem precedentes na experiência da humanidade (Neri, 1995).
Ainda é enfatizado por esta autora que, por muito tempo, à velhice foi estudada apenas dentro da psicologia de...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • interpretação da lei
  • Interpretação e Integração das Leis INTEGRÇÃO DAS LEIS
  • Interpretação da lei penal
  • Interpretação da lei penal
  • Interpretação lei penal
  • interpretação da lei penal
  • Principios fundamentais e interpretação da lei
  • Resumo da interpretação das leis

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!