Inserção das beneficiarias do bolsa familia no mercado de trabalho

Páginas: 6 (1431 palavras) Publicado: 9 de abril de 2014










































































SUMÁRIO



1 APRESENTAÇÃO

O projeto de intervenção é parte integrante do Estágio Supervisionado do 6º semestre realizado pela acadêmica Aline Maria Reichert de oliveira, que será realizado com usuários beneficiários do programa Bolsa Famíliado CRAS (Centro de Referência da Assistência Social) do município de São Martinho.
O CRAS é uma unidade socioassistencial que possui uma equipe de trabalhadores da política de assistência social responsáveis pela implementação do PAIF, de serviços e projetos de Proteção Básica e pela gestão articulada no território de abrangência, sempre sob orientação do gestor municipal.
O município de SãoMartinho tem uma população de aproximadamente 5.868 habitantes, e situa-se na região noroeste do Rio Grande do sul. Este projeto de intervenção tem como principal objetivo incluir as beneficiárias do programa bolsa família no mercado de trabalho, conseguindo através deste, sua emancipação e a efetiva autonomia, para que possam futuramente deixar de ser beneficiárias do Bolsa família e adquirir seupróprio sustento através do trabalho.
Parte-se do pressuposto de que o mercado de trabalho é seletivo e excludente. Em se tratando de mulheres e mães fica ainda mais difícil, pois o sistema capitalista requer mão de obra qualificada e exclusiva, não tolerando ausências ou atrasos nos locais de trabalho.
Nesse sentido, pensou-se em um curso de qualificação para empregadas domésticas/ diarista/faxineira, pois, é um mercado amplo e que sempre existem demandas por parte dos empregadores, e o público alvo deste tipo de trabalho é basicamente feminino.
Através deste curso as beneficiárias poderão incluir-se no mercado de trabalho, conquistando assim sua independência financeira, podendo, no entanto, deixar de serem beneficiárias do programa bolsa família.


2 JUSTIFICATIVA

O problemasocial envolvendo a má distribuição de renda no Brasil aflige milhões de famílias, além de gerar uma qualidade de vida inferior a mínima tolerável e não atingindo as condições mínimas necessárias para garantir os parâmetros da dignidade humana. Embora a Constituição Federal de 1988, em seu Art.1º, inciso lll, enfatize a “dignidade da pessoa humana” como fundamento do Estado Democrático de Direito,ao mesmo tempo em que apresenta, em seu Art. 3º, inciso lll, a erradicação da pobreza e da marginalização, bem como um dos objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil, o que se constata, é um cenário bastante distante dos ideais democráticos e republicanos. Para a efetivação desses valores, a própria Constituição prevê ações governamentais e da sociedade em geral para promover adignidade da pessoa humana.
Nesse sentido, uma das ações afirmativas construídas pelo Governo Federal foi o Programa Bolsa Família, que trata da transferência direta de renda para famílias que se encontram em situação de pobreza e de extrema pobreza3, mediante algumas condicionalidades que envolvem o reforço ao acesso a direitos sociais básicos (a educação, a saúde e a Assistência Social).
Importanteressaltar que as ações afirmativas e as políticas públicas inclusivas são mecanismos necessários para promover e manter a dignidade destas famílias excluídas. Porém, essas políticas devem ser apenas instrumentos transitórios de promoção de igualdade e dignidade. Isto significa afirmar que é preciso, conjuntamente com estas ações, criar mecanismos para a inclusão e participação desta pessoas naeconomia e na sociedade, procurando fazer com que elas mesmas possam superar sua situação de vulnerabilidade.
Aliado a este intuito de promoção de dignidade da pessoa humana e da erradicação da pobreza, será desenvolvido juntamente com a EMATER, este projeto de intervenção, que se trata de um curso de qualificação para empregada doméstica/ faxineira/diarista, tendo como público alvo as mulheres...
Ler documento completo

Por favor, assinar para o acesso.

Estes textos também podem ser interessantes

  • A relação da família na escolha da mulher em sua inserção no mercado de trabalho
  • A inserção dos Jovens no mercado de trabalho
  • Inserção do surdo no mercado de trabalho
  • inserção de jovens no mercado de trabalho
  • A inserção da mulher no mercado de trabalho
  • INSERÇÃO DOS ARQUIVISTAS NO MERCADO DE TRABALHO
  • A inserção do deficiente no mercado de trabalho
  • A inserção do adolescente no mercado de trabalho

Seja um membro do Trabalhos Feitos

CADASTRE-SE AGORA!